O V&A WATERFRONT na Cidade do Cabo: GASTRONOMIA, belas PAISAGENS e entretenimento na ÁFRICA DO SUL

Passamos todo o período da manhã explorando o platô da extraordinária Table Mountain, nos deleitando com os cenários maravilhosos que ela nos proporciona. Não à toa este cartão postal sul africano é considerado uma das Sete Maravilhas Naturais do Mundo. Com a fome já ali, mostrando os dentes, fomos almoçar no V&A Waterfront, outra atração concorridíssima da Cidade do Cabo.

Esta foi apenas a primeira das três vezes em que estivemos por ali.

O Victoria & Alfred Waterfront

V&A Waterfront na Cidade do Cabo

O V&A Waterfront na Cidade do Cabo – pessoas aproveitam o dia bonito para relaxar

V&A Waterfront na Cidade do Cabo

V&A Waterfront na Cidade do Cabo à beira da Table Bay – a Baía da Mesa

V&A Waterfront na Cidade do Cabo

V&A Waterfront na Cidade do Cabo – entretenimento

Victoria & Alfred é uma zona portuária da Cidade do Cabo, revitalizada em fins do século XX, situada à beira da Table Bay – a Baía da Mesa – na costa do Oceano Atlântico ocupando uma área imensa. Um bem estruturado complexo turístico, gastronômico, comercial e cultural, lotado de restaurantes, lojas, shoppings, museus e entretenimento.

As atrações são muitas e bem variadas. Há um pequeno anfiteatro, uma roda gigante e o Two Oceans Aquarium. Shoppings maiores como o Victoria Wharf e outro menores, lojas internacionais e de artesanato, além de hotéis entre 3 e 5 estrelas e até carrinhos vendendo sorvete.

O porto ainda funciona e daqui saem e chegam além dos barcos de pesca e mercadorias, aqueles que levam visitantes a passear pela Baía e até a Robben Island a ilha onde Nelson Mandela ficou preso por 27 anos. Por conta disso há também uma ponte levadiça que dá passagem aos barcos.

Passeios de helicóptero também tem no Waterfront seu ponto de partida.

Albert Luthuli, Desmond Tutu e os ex-presidentes Nelson Mandela e FW de Klerk, vencedores do Nobel da Paz por sua luta contra o terrível sistema de segregação, o Apartheid, são homenageados na Nobel Square.

Albert Luthuli (1898 – 1967) – professor e líder religioso, presidiu o Congresso Nacional Africano. Ganhou o Nobel da Paz em 1960 por sua luta pacífica contra o Apartheid.

Desmond Tutu (1931) – primeiro arcebispo negro da Cidade do Cabo. Ganhou o Nobel da Paz em 1984 por sua oposição ao Apartheid.

Nelson Mandela (1918 – 2013) – advogado, um dos maiores líderes da África do Sul e ex-presidente do país, Mandela ganhou o Nobel da Paz em 1993 por sua resistência não violenta ao Apartheid.

Frederik Willem de Klerk (1936) – último homem branco a ocupar o cargo de Presidente da África do Sul. Ganhou o Nobel da Paz em 1993 junto com Mandela, por ter dado fim ao Apartheid, assegurando ao negros os mesmos direitos civis dos brancos.

A origem do nome

V&A Waterfront na Cidade do Cabo

Victoria &Alfred – uma homenagem a Rainha Victoria e seu filho Alfred

O nome Victoria & Alfred é uma homenagem à Rainha do Reino Unido da Grã Bretanha e Irlanda Victoria (1819 – 1901) e seu segundo filho Alfred(1844 – 1900), que visitou Cape Town em 1860. Foi o príncipe quem encomendou a construção do Porto da Cidade do Cabo, que é o mais antigo do país.

Em tempo, o filme Victoria & Abdul que conta a história da amizade da rainha Victoria com o indiano Abdul Karim é lindo, divertido e muito sensível. Baseado em fatos reais é um dos filmes mais bonitos e interessantes que eu vi nos últimos anos.

Elementos múltiplos e coloridos numa atmosfera alegre

V&A Waterfront na Cidade do Cabo

Belos cenários no Waterfront em Cape Town

V&A Waterfront na Cidade do Cabo

Uma mistura de elementos diferentes e coloridos formam o V&A Waterfront

V&A Waterfront na Cidade do Cabo

A Nobel Square com as estátuas de nomes importantes na história sul africana

Carregada, portanto de mil elementos, o V&A Waterfront é uma composição alegre, intensa, repleta de atividades tão diversificadas quanto numerosas e por belos e apaixonantes cenários. As estruturas arquitetônicas são especialmente bonitas em formas e cores.

Apesar de todos os ingredientes sensacionais que formatam este lugar, ótimos para dar um bom caldo, confesso que o V&A Waterfront foi o lugar que eu menos gostei na Cidade do Cabo. Ironicamente, foi o local em que mais vezes eu estive durante meus dias na cidade sul africana.

Torci o nariz para o Waterfront

V&A Waterfront na Cidade do Cabo

Apesar da excelente estrutura e belos cenários eu não morri de muitos amores pelo Waterfront

É uma excelente estrutura, sem dúvida! Contudo, o Waterfront é um lugar comum que encontramos em muitas cidades pelo mundo, sem nenhuma identidade. Mais do mesmo. Ainda assim, minha antipatia não foi completa, pois aqui experimentei a gastronomia local, contemplei um belo por do sol com a Table Mountain ao fundo e me diverti com os artistas de rua que estavam se apresentando ali.

Por do sol e arte de rua no Waterfront

Especialmente nos fins de semana quando o V&A Waterfront fica absolutamente lotado e o burburinho é forte, há muitos artistas de rua se apresentando aqui e acolá. Os estilos são múltiplos, mas eu gostei especialmente daqueles que me colocaram em contato com a arte africana. Danças, corais com músicas típicas num idioma que não entendia me deixaram encantada.

Balancei o esqueleto cheio de baianidade e me deixei envolver por aquelas vozes naquele cenário lindo.

O por do sol também foi um momento encantado. O céu muito azul foi mudando de cores suavemente. Em contraste com o zum zum zum local, a natureza naquele final de dia se despedia suavemente, tons de azul, rosa e vermelho foram se misturando mudando nuances e cores. A oposição desta suavidade com a dureza das montanhas e placidez da Baía realmente formou uma paisagem maravilhosa, atraente!

Pegamos chuva também no Waterfront. Do nada, sem aviso, sem anúncio ou comunicado prévio, o tempo virou e caiu uma chuva intensa, barulhenta dessas que molham não só o corpo, mas alcançam os ossos e até a alma. Foi bonito de ver, devo dizer!

Mas, como não queríamos ficar encharcados, nos abrigamos no Food Market, outro lugar que adorei no Waterfront. O que nos leva ao capítulo gastronomia!

Restaurantes

Almoçamos três vezes no Waterfront e jantamos apenas uma. Os restaurantes escolhidos ao acaso (apenas um deles foi indicação) depois de olharmos os cardápios que ficam expostos nas entradas principais de cada um deles, possuíam menus e preços variados. Foram naturalmente experiências distintas, mas cada uma delas a seu modo valeu à pena.

Restaurante Karibu

No primeiro almoço perambulamos um pouco até que escolhemos o Restaurante Karibu (156, The Wharf Centre) por duas razões: queríamos experimentar a gastronomia local e podíamos almoçar apreciando a bela vista para a Table Bay e para o vai e vem de pessoas.

O ambiente do Karibu é requintado, com área externa e interna. O cardápio possui muitas opções, inclusive vegetariana e internacional com preços razoáveis. O atendimento foi paciente, o garçom tirou todas as nossas dúvidas a respeito dos pratos.

Weskus Snoek (um tipo de peixe) com putu (um arroz com coco ralado que me lembrou tapioca) chakalaka – um molho

Eu escolhi um Weskus Snoek (um peixe local) com putu (papa de aveia – diferente da que eu conheço) chakalaka (uma espécie de molho com cebolas, tomates, curry e muitos outros ingredientes) – R159 ou cerca de US$12.00. Eu acho que optei por este prato opção muito mais por sua sonoridade do que pela descrição dele em si. Estava bom, mas nada surpreendente ou muito diferente. A textura áspera e seca do putu me incomodou um pouco.

De qualquer modo valeu muito ter experimentado um sabor típico.

Para acompanhar o almoço bebemos um chenin blanc sul africano bem suave e fresco que combinou muito bem com a escolha do peixe.

Horário de funcionamento: todos os dias das 11:00 às 23:00

Restaurante Belthazar

Nosso segundo almoço no Waterfront foi no dia que Leo correu a Ultramaratona Two Oceans – 56 quilômetros. Ele chegou varado de fome, então a escolha natural foi o V&A, uma vez que sabíamos haver muitas opções. Dessa vez optamos pelo Restaurante Belthazar (Victoria Wharf, V&A Waterfront, Shop No. 153) e esta foi nossa melhor refeição no Waterfront.

Experimentamos pela primeira vez o famoso biltong (R120, cerca de US$9.00) e foi amor à primeira mordida. De sabor acentuado, esta iguaria é uma carne seca e curada. Pode ser feita de avestruz, vaca ou outras carnes de caça, mas confesso que em nenhuma das vezes em que comemos, e foram muitas, eu perguntei de que era feito. Tem coisa que é melhor somente apreciar.

Só posso dizer que os sabores do biltong naturalmente mudam de carne para carne, mas todos são bem fortes. É facilmente encontrado em todo canto na região de Western Cape.

V&A Waterfront na Cidade do Cabo

O delicioso e típico Biltong

O cardápio do Belthazar tem muitas opções de carne de caça, todas em torno de R250 ou mais ou menos US$19.00. O atendimento foi excelente e sorridente. O garçom nos ajudou com nossas escolhas e dúvidas que foram muitas. O ambiente aqui também é elegante com preços razoáveis. Mais uma vez escolhemos a área externa para apreciarmos a bela vista da Table Mountain.

Nós recebemos almondegas com pão de cortesia e estava bem boas. Para o almoço as escolhas foram kudu – uma espécie de antílope – com purê de couve flor. Achei uma carne um pouco seca, mas eu gostei do sabor. Provei ainda o crocodilo, que achei igualmente seco, mas de sabor interessante, apesar de gostar mais de jacaré que já tinha provado no Brasil e o carneiro ao vinho que estava delicioso.

V&A Waterfront na Cidade do Cabo

Um cabernet sauvignon sul africano para brindar a vida e aos amigos

Para acompanhar vinhos da uva cabernet sauvignon, uma de minhas preferidas, produzida na região de Western Cape, África do Sul. Eu gostei. A segunda garrafa de vinho nós não bebemos toda e pedimos para levar. Ficamos surpresos ao receber a informação de que não seria possível.

É proibido beber na rua na Cidade do Cabo, então se a polícia nos flagrasse com a garrafa aberta, ainda que não estivéssemos bebendo, teríamos problemas. Contudo, o garçom e o gerente foram muito solícitos e embrulharam muito bem a garrafa para que pudéssemos levar e não perdermos o resto daquele saboroso vinho.

Horário de funcionamento: diariamente das 12:00 até às 23:30.

Willoughby & Co. Purveyors of fine seafood

V&A Waterfront na Cidade do Cabo

Willoughby & Co. Purveyors of fine seafood

Nossa terceira ida ao Waterfront foi por conta da visita que faríamos à Robben Island, a ilha onde o ex-presidente sul africano ficou preso durante anos. O barco que nos levaria até lá saía do Porto, então nada mais conveniente que amoçarmos por ali.

A escolha desta vez foi o Willoughby & Co. Purveyors of Fine Seafood, (6130 & 6132, Victoria Wharf Shopping Centre, Breakwater Blvd) indicado por uma amiga local de um grande amigo nosso. O lugar estava absolutamente lotado da elite capitonian. Ele fica localizado dentro o shopping Victoria Wharf. Como não gosto de shoppings, este para mim foi um ponto muito negativo do lugar.

A especialidade do cardápio era os frutos do mar, feito à moda japonesa, com massas ou de diversas outras maneiras. O atendimento foi demorado, mas simpático.

Estava tudo muito gostoso, mas nada que não encontremos em muitos restaurantes ao redor do mundo, inclusive no Brasil. Escolhemos ostras de entrada – as ostras sul africanas são famosas e fazem mesmo jus à sua fama – sushi de pepino com camarão e salmão (R155 ou mais ou menos US$12.00) e tempurá de frutos do mar. Para acompanhar taças de vinho branco da uva local chenin blanc.

Sentamos numa mesa compartilhada, Leo, eu, um casal de amigos que nos acompanhava. Ao lado um casal sul africano. Quando terminamos o almoço, eles nos perguntaram de onde nós éramos, uma vez que não reconheceram a língua que falávamos. Sabiam quase nada do Brasil e fizeram muitas perguntas a respeito de nossa estada na cidade deles.

Logo em seguida recebemos uma mensagem informando que nossa visita à Robben Island havia sido cancelada, pois o barco havia quebrado. Pegamos nosso dinheiro de volta, pois era nosso último dia em Cape Town e não teríamos outro dia para conhecer. Entrou para minha lista de frustrações de viagem.

Horário de funcionamento: diariamente das 12:00 às 22:30.

V& A Food Market

V&A Waterfront na Cidade do Cabo

O V&A Food Market

V&A Waterfront na Cidade do Cabo

O V&A Food Market

V&A Waterfront na Cidade do Cabo

V&A Food Market – quiosque de sucos

Um dos lugares que mais gostei no Waterfront foi o V&A Food Market. Um pequeno mercado com vários quiosques vendendo chá, chocolate artesanal, guiosa, enlatados como paté de carnes de caça e outros artigos típicos, queijos, vinhos, sucos diversos inclusive de maconha, pipoca saborizada (deliciosa) e ostras.

Eu comprei chá de rooibos uma folha muito gostosa só plantada na África do Sul (R70, mais ou menos US$5.00, o puro e R100, cerca de US$7,50, com cardamomo).

V&A Waterfront na Cidade do Cabo

Box no V&A Food Market onde comemos ostras

V&A Waterfront na Cidade do Cabo

Camarões e vinho no V&A Food Market

V&A Waterfront na Cidade do Cabo

Ostras de Knysna, região criadora da iguaria na região de de Western Cape

Nessa noite, como chovia muito, jantamos por lá: comemos deliciosas ostras (R30 a unidade ou mais ou menos US$2,50) e camarões pistola, 5 unidade por R150 ou US$11.00, acompanhados de vinho branco, sauvignon blanc local. As atendentes foram alegres e simpáticas. Brincaram conosco, dançaram, conversaram e nos atenderem com muita eficiência.

Informações adicionais

V&A Waterfront na Cidade do Cabo

V&A Waterfront

Em todos os dias em que visitamos o V&A Waterfront ele esteve muito movimentado, tanto de turistas quanto de moradores, com gente de tudo quanto é idade. Contudo, no fim de semana ele estava simplesmente abarrotado de pessoas para todo lado. Apesar disso, e de às vezes ser necessária certa paciência no deslocamento, não estava insuportável e não notei filas em lugar algum.

Todo nosso deslocamento na Cidade do Cabo foi feito de Uber que funcionou muitíssimo bem. Os motoristas foram simpáticos e dirigiam adequadamente. Em todos nossos pedidos havia carro disponível e eles estavam em ótimo estado. O mais caro que nós pagamos foi da Table Mountain até o Waterfront  R80 (cerca de  US$6.00).

Já que falamos tanto de gastronomia, gostaria de conhecer interessantes cafeterias para ótimos cafés da manhã na Cidade do Cabo?! Então clica no link bem aqui abaixo!Cais da Ilha de Genebra

+ Maravilhosas cafeterias na Cidade do Cabo

Venha espiar este mundão lindo comigo pelas redes sociais. 

Siga o Espiando pelo MundoFacebookInstagramTwitter e Google+

O Victoria & Alfred é um enorme complexo turístico, cultural, gastronômico e de entretenimento, na zona portuária de Cidade do Cabo. Um ponto turístico muito amado na cidade sul africana. #cidadedocabo # africadosul #capetown #victoria&alfredwaterfront #waterfront #viajantesempressa #viajar #espiandopelomundo            O Victoria & Alfred é um enorme complexo turístico, cultural, gastronômico e de entretenimento, na zona portuária de Cidade do Cabo. Um ponto turístico muito amado na cidade sul africana. #cidadedocabo # africadosul #capetown #victoria&alfredwaterfront #waterfront #viajantesempressa #viajar #espiandopelomundo

Clicando em qualquer uma das duas imagens logo aqui acima Cais da Ilha de GenebraVictoria & Alfred Waterfront  ficará guardado em seu perfil no  Pinterest. 🙂

Para mais inspirações e histórias de viagem siga o perfil do Espiando pelo Mundo no Pinterest.

V&A Waterfront na Cidade do Cabo, África do Sul

Se você, meu caro viajante, gostou de viajar comigo pelo V&A Waterfront na Cidade do Cabo, compartilhe em suas redes sociais para que os amigos leiam também! 🙂 

Os botões de compartilhamento estão aqui abaixo.

Cais da Ilha de Genebra

By |2018-07-11T18:29:02+00:0010/07/2018|Categories: África, África do Sul, Cidade do Cabo|Tags: , , |14 Comentários

14 Comments

  1. Patti Neves 13/07/2018 em 13:44 - Responder

    Table mountain realmente maravilhosa! Teu post dá muita vontade de explorar a cidade! Parabéns 🙂

  2. Denise Barreto 14/07/2018 em 13:03 - Responder

    Eu amei Cidade do Cabo e adorava assistir artistas de rua em suas performances. Realmente o lugar possui muita variedade gastronômica. Abraços!

    • Analuiza Carvalho 14/07/2018 em 13:09 - Responder

      oi Denise… eu não amei a Cidade do Cabo, bem longe disso, mas a cidade tem mesmo elementos muito atrativos como o Waterfront. bjs

  3. Gisele Prosdocimi 18/07/2018 em 02:36 - Responder

    Pois diferente de você, eu achei pelas suas fotos e dicas este lugar sensacional, com certeza eu iria terminar todos os meus dias nele.
    Adorei a dica dos restaurantes e do Biltong, ia querer experimentar e saber de quais animais eram feitos. Amei o post, louquinha aqui para visitar a África do Sul.

    • Analuiza Carvalho 18/07/2018 em 10:26 - Responder

      oi Gisele… é mesmo o tipo de lugar que todo mundo adora. Tanto que sempre está muito cheio. Se eu estivesse no Estados Unidos, talvez tivesse gostado também, mas na Cidade do Cabo… hum, não era exatamente o que eu estava buscando na cidade, mas tive boas experiências gastronômicas e bebi bons vinhos ai. Além do lindo por do sol e belos visuais. 🙂 bjs

  4. Juliana Moreti 18/07/2018 em 12:08 - Responder

    Olha Ana…. eu sou estranha….. Bacana o Waterfront, as fotos do pôr do sol realmente ficaram lindas. Visitaria com certeza, mas lendo teu texto posso te afirmar que realmente não é o meu tipo. E não é (apenas) por causa da aglomeração. Nao sei dizer! Acho que é o clima “shopping center” que me desagrada. sei là….. mesmo que o Waterfront seja muito mais que isso! precisaria estar là para saber!
    😉

    • Analuiza Carvalho 18/07/2018 em 16:02 - Responder

      Oi Ju… você captou muito bem o espírito do Waterfront. Foi justamente por isso que ele não me prendeu ou cativou. Desconfio que, apesar dos belos cenários e da ótima e variada gastronomia, você se sentiria como eu: algo desapontada pelo clima USA de ser! 🙂 bjus

  5. Josiane Bravo 15/08/2018 em 15:43 - Responder

    Tenho muita vontade de conhecer a Cidade do Cabo, acho lindo as montanhas que contornam a cidade. Apesar de você ter mencionado que não morreu de amores pelo Waterfront, ainda me parece um lugar interssante para conhecer. Abraços

    • Analuiza Carvalho 15/08/2018 em 16:18 - Responder

      oi Josiane… as pessoas costumam gostar muito do Waterfront porque é animado. Para mim, pareceu um enorme shopping center: lugar de compras e restaurantes, o que não é muito meu estilo, mas indiscutivelmente o V&A é um lugar muito bem estruturado e organizado com ótimas opções gastronômicas e lindas paisagens. Aliás, de bonitos cenários Cidade do Cabo entende muito bem. 🙂 bj

  6. rozembergue 16/08/2018 em 20:32 - Responder

    Deu ainda mais vontade de conhecer. Realmente imperdível! Adoro seafood, fiquei com água na boca.

    • Analuiza Carvalho 17/08/2018 em 07:50 - Responder

      oi Rozembergue… se você gosta de frutos do mar, de boa gastronomia e de experimentar sabores diferentes, visite com certeza o Waterfront na Cidade do Cabo. Definitivamente lá você encontrará as mais variadas opções gastronômicas!:)

  7. Cynara Vianna 17/08/2018 em 11:02 - Responder

    Realmente waterfront é bem parecido em todo lugar, mas mesmo assim sempre vou conhecer quando estou nunca cidade que tem o seu. O que mais gosto neles são os restaurantes que sempre têm comidas típicas e frutos do mar que eu adoro.

    • Analuiza Carvalho 17/08/2018 em 12:12 - Responder

      oi Cynara… acho que por isso gostei tão pouco do Waterfront na Cidade do Cabo: mais do mesmo e geralmente viajo para ver o diferente. Contudo, você tem razão: um lugar ótimo e democrático com excelentes opções gastronômicas. Por isso fomos mais de uma vez. rsrs bjus

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.