Toda a MAGIA da Quinta da REGALEIRA

Quando nós decidimos passar duas noites em Sintra, eu selecionei quais seriam os locais que mais desejava visitar. A Quinta da Regaleira entrou nesta relação, mas em último lugar “caso desse tempo”.

Para minha sorte, a Maytê, que escreve para o Passaporte com Pimenta e esteve na cidade alguns dias antes de minha chegada, me aconselhou: coloque a Quinta da Regaleira como prioridade, no topo de sua lista. O lugar é incrível, completou ela.

Então, em nosso primeiro dia na encantadora cidade de Sintra, depois de um almocinho gostoso e barato na Tasca do Manel, seguimos caminhando até a Quinta da Regaleira. A Maytê tinha razão: o lugar é fascinante!

A Quinta da Regaleira: residência dos Carvalho Monteiro

A Quinta da Regaleira era a residência de verão da família Carvalho Monteiro. Foi comprada por Augusto de Carvalho Monteiro em fins do século XIX. Possui este nome por conta de sua antiga proprietária a Baronesa da Regaleira. Senhor Augusto nasceu no Rio de Janeiro imperial.

Quinta da Regaleira

Parte da face externa da Quinta da Regaleira

Quinta da Regaleira

A área externa da Quinta: caminhos e farta e variada flora

Ele era mecenas, bibliófilo, homem das ciências e colecionador. De obras de arte, relógios, instrumentos musicais, borboletas e conchas. Há quem afirme que montou uma biblioteca impressionante, repleta de títulos raros. O homem ainda exercia atividade filantrópica!

Seu tempo era criteriosamente gerido entre o estudo das ciências naturais, das línguas clássicas, colecionando e administrando os negócios da família. Era um amante da ópera.

Só um homem culto assim, poderia dar asas à imaginação e criar este lugar mágico e cheio de simbolismos, burlando a realidade.

Entrar na quinta é o mesmo que transpor uma linha entre a vida prática, real e um mundo absolutamente cheio de magia.

Comprando bilhetes de acesso a um mundo mágico guardado pelos muros da Quinta da Regaleira

Quinta da Regaleira

Bilhetes comprados. No chão, as folhas de outono

Introduzimo-nos na quinta pela porta principal, compramos bilhetes (6 euros cada), pegamos um mapa e fomos catapultados para um mundo paralelo habitado por duendes, fadas, bruxas, anões, elfos, borboletas coloridas que falavam um idioma próprio, piratas, fantasmas dançantes e um sem número de seres encantados que nos recepcionaram, nos espiaram, cochicharam à nossa passagem e nos observaram e perscrutaram.

Sim, eu consegui ouvir seus cochichos, resmungos e risinhos abafados.

Quinta da Regaleira

Entrando em mundo mágico

Quinta da Regaleira

Caminhos que percorrem a quinta e a flora de onde seres mágicos nos observam

Logo percebi que a Quinta da Regaleira é um desses lugares enigmáticos, construídos para mexer com nossa imaginação, um infinito mundo emaranhado de possibilidades de rotas, transbordante de energia sobrenatural e significados (muitas vezes) ocultos.

Me rendi de imediato àquele mundo atraente e então foi pura diversão!

Portal dos Guardiães

Quinta da Regaleira

Portal dos Guardiães

Nosso ponto de partida na exploração deste mundo criado pelo Sr. Carvalho foi o Portal dos Guardiães, para onde seguimos após comprarmos o bilhete.  O portal é uma estrutura ladeada por dois torreões laterais e um miradouro central, com um sem número de detalhes, pequenos, grandes, curiosos…

Quinta da Regaleira

Vista de um mundo encantado

Subimos o portal. Investigamos. Percorremos. Dele, avistamos o horizonte de Sintra.

Logo em frente, abaixo, está o Terraço dos Mundos Celestes, outro miradouro de responsabilidade. Subimos então a Torre de Zigurate – principal tipo de construção dos sumérios, usada geralmente em templos, com escadas e poucos andares – e de lá conseguimos nova e extraordinária vista.

O Portal esconde uma das entradas para o Poço Iniciático e foi este o caminho que tomamos em seguida.

A brincadeira tinha começado!

A partir daí foi um sobe e desce de torres, visuais incríveis, labirintos, poços, grutas e lugares escondidos, escuros, que nos levaram a deliciosas surpresas, além de percursos subterrâneos e jogos de luz, que às vezes apareciam, outras sumiam completamente, nos deixando a mercê do breu total.

Nesses momentos, as alternativas eram: usar uma luz artificial (celular, por exemplo) ou deixar-nos guiar pelos instintos. Como aquilo tudo era uma grande aventura, me deixei orientar pelos olhos dos sentidos.

O Poço Iniciático

Quinta da Regaleira

Uma das passagens para o Poço Iniciático

Quinta da Regaleira

A escadaria retorcida do Poço Iniciático

Quinta da Regaleira

Poço Iniciático

Quinta da Regaleira

Poço Iniciático

Talvez um dos lugares mais legais da Quinta da Regaleira, seja o Poço Iniciático, uma torre invertida incrustada no interior da terra, cujo acesso se dá por uma poderosa escada em espiral, retorcida. É impressionante!

Diz-se que é um espaço de sagração e conotações alquímicas, onde se intensifica a relação entre a Terra e o Céu.  Não à toa, este lugar mexe tanto com seus visitantes.

Nós subimos e descemos algumas vezes. Tentamos apreender os detalhes, os ângulos, as torções daquela escada curiosa e diferente.

Ao descer pensei se estaria adentrando em algum dos círculos de Dante. O oitavo, talvez?!

Caminhos subterrâneos

Quinta da Regaleira

Mundo subterrâneo na Quinta da Regaleira

Quinta da Regaleira

Caminhos subterrâneos

Quinta da Regaleira

Caminhos subterrâneos

Entretanto, o Poço Iniciático não é o único elemento pitoresco e irresistível neste muito bem feito mundo construído sob pilares da fantasia e alquimia.  Um universo que acredito firmemente jamais ser capaz de cansar qualquer alma habitante deste planeta.

Há muitos outros elementos incríveis domiciliado na quinta. Além disso, podemos nos perder deliciosamente fazendo o percurso subterrâneo, descobrindo grutas e lagos, passando por fontes e um sem par de lindas e magníficas formações, naturais ou não, encravadas em uma vegetação exuberante, magnífica.

O mapa

Podemos seguir o mapa, mas virar aqui e acolá, sem rumo ou destino, permitindo mais e mais surpresas, descobrindo passagens secretas e estreitas, misturando-nos à vasta vegetação, explorando grutas, pode contribuir para que a diversão alcance níveis altos, estratosféricos!

Por falar na vasta flora da Quinta da Regaleira, ela é formada por Ciprestes, Araucárias, Cedros, Camélias, Pinheiros e outras tantas espécies que nunca ouvi falar, dando o tom da exuberância a este lugar incrível. A quinta despertou meus sentidos.

O Lago da Cascata

Quinta da Regaleira

O Lago da Cascata

Quinta da Regaleira

Todo o encanto do Lado da Cascata

Eu não saberia dizer com certeza qual ou quais elementos mais me cativaram na Quinta da Regaleira. Talvez o conjunto da obra seja o maior atrativo do lugar, mas posso afirmar que o Lago da Cascata me deixou sem fôlego.

O lugar é lindo, encantado e poético… A camada verde que encobre o lago, as pedras formando um caminho, a geografia desconexa e irregular das pedras… Tudo aqui mexeu com os fiozinhos de minha alma, me levando definitivamente para este mundo de sonhos, onde por algumas horas eu fui personagem.

Para mim, de muitas maneiras, este lago representou toda a magia da quinta.

Estufas, fontes e torres

A Estufa

Fonte da Regaleira

Torre da Regaleira

Quinta da Regaleira

Lagoas e alguns de seus habitantes

Quando eu pensava que já tinha visto tudo, novas figuras apareciam e se mostravam ao virar de nova esquina.

Residindo ali, por exemplo, está uma estufa dedicada a deusa Flora, cuja fachada estampa um painel de azulejos representando seis sacerdotisas em um ritual de fertilidade. Há outros lagos. Há torres enviesadas, cujo recorte suaviza a dureza da pedra, a exemplo da Torre da Regaleira. Há fontes lindamente decoradas.

A Capela

Quinta da Regaleira

A face externa da Capela

Quinta da Regaleira

O interior da Capela

Quinta da Regaleira

A Capela

A pequena capela é linda! Em estilo neomanuelino parece ter sido costurada à mão por bordadeiras cegas. Cheia de simbolismo, ela referencia o ciclo mariano (aparição de N.S. de Fátima aos pastorinhos), apresenta cenas da Anunciação e da coroação de Maria.

Menciona ainda a missão templária. Para completar a beleza deste pequenino templo religioso, há um acesso subterrâneo com ligação ao palácio! Nem tentei resistir a tanta magia! Entreguei-me!

A Quinta da Regaleira

Quinta da Regaleira

Pelos caminhos da Quinta da Regaleira

A cada passo, a todo instante nos deparamos com novos e maravilhosos presentes ao deambularmos pela Quinta da Regaleira e nos misturarmos aos seus mistérios. Inúmeras vezes senti-me em meio aos contos dos Grimm.

Enquanto representação do cosmos, o jardim é aqui revelado pela sucessão de lugares imbuídos de magia e mistério. A demanda do paraíso é materializada em coexistência com um mundus inferus – um dantesco mundo subterrâneo (…)”

 

Quinta da Regaleira

Quinta da Regaleira: bonita e cheia de vida

Quinta da Regaleira

Quinta da Regaleira

Para mim, que habito constantemente mundos que só existem em meus devaneios não poderia ter ficado mais encantada e apaixonada por este local, que me posicionou num universo de fantasia e beleza.

Senhor Carvalho Monteiro me colocou no centro do Olimpo, me fez reencontrar Virgílio e Dante, me deliciou com a poesia de Camões e me pôs diante da Ordem de Cristo.

A Quinta da Regaleira é uma sinfonia tocada por muitos seres e muitos mitos, onde som e silêncio alternavam-se a todo instante, me levando, puxando, enlevando, divertindo, me fazendo bailar. Este lugar arraigou-se em minha alma. Aqui vivi, em poucas horas, muitas vidas. Meus sentimentos mais intensos voaram, flanaram…

O Palácio da Regaleira

Quinta da Regaleira

Um dos ambientes do Palácio da Regaleira

Quinta da Regaleira

A entrada do Palácio da Regaleira

Quinta da Regaleira

O Palácio da Regaleira

Embora toda a magia da Quinta da Regaleira esteja em sua formidável área externa, não me foi possível ignorar toda a majestade contida e exalada no Palácio da Regaleira.

Torres neomedievais, a antiga sala de bilhar, os antigos quartos da família bem como o escritório do patriarca…

A sala de estar, chamada de Renascença por conta de referências a este período, onde a união entre Carvalho Monteiro e sua esposa Perpétua Augusta é celebrada, além da sala de caça e a zona destinada aos serviços de todo este impressionante lugar, nos leva a um magnífico passeio.

Através de móveis, alguns quadros, brasões e documentos, os ambientes interiores nos contam um pouco da história da família Carvalho Monteiro e da bela cidade de Sintra.

Penso que a Quinta da Regaleira não poderia estar encravada em melhor lugar neste planeta, pois Sintra tem alguma  assombrosa magia cravada em suas entranhas, correndo em suas veias.

Como chegar na Quinta da Regaleira

Quinta da Regaleira

Caminhando até a Quinta da Regaleira

Quinta da Regaleira

Deixando a Quinta da Regaleira

Da Vila de Sintra até a Quinta da Regaleira fomos caminhando. Levamos cerca de 10 minutos para percorrermos todo o caminho que tem extensão de mais ou menos 650 metros, sendo uma estrada aprazível, embora levemente inclinada.

Passamos a tarde inteira percorrendo os recônditos da quinta, mas foi impossível ver tudo. Saímos quando já estava fechando e pudemos ainda aproveitar o belo entardecer, o que tornou tudo mais bonito. Poderia ter passado todo o dia, caso eu tivesse este tempo disponível.

Notas finais

Quinta da Regaleira

O crepúsculo na Quinta da Regaleira

O local é enorme. Não é exagero dizer que um dia inteiro perambulando pela quinta, não seria suficiente para ver tudo o que seu rico mundo oferece aos seus visitantes.

Uma lanterna (ou a luz do celular) pode ser necessária em alguns momentos, pois os tuneis, com suas águas gotejantes, são bem escuros.

Pressa definitivamente é inimiga deste belo, divertido lugar, detentor de muitas garfadas de filosofia e simbologia.

Há uma cafeteria que dispõe de terraço, com uma bela vista externa e ambiente interno.

Por fim, sugiro com muita veemência, meu caro viajante, que reserve pelo menos 2 noites nesta bela cidade.

Horários e custo:

Janeiro, Novembro e Dezembro: 10:00 às 17:30, sendo a última admissão às 17:00;

Fevereiro, Março e Outubro: 10:00 às 18:30, sendo a última admissão às 18:00;

Abril a Setembro: 10:00 às 20:00, sendo a última admissão às 19:00.

Valor: 6 euros para adultos.

Quer saber como chegar em Sintra?! Então clica no link bem aqui abaixo: 

Cais da Ilha de Genebra

+ Como chegar em Sintra desde Porto ou Lisboa

A Quinta da Regaleira na encantada cidade de Sintra, Portugal, é carregada nas cores da magia, em tons fortes, onde seres mágicos habitam. É uma visita imperdível para quem vai à Sintra. Entre, leia mais, descubra os detalhes...

 

Clicando na imagem ao lado a Quinta da Regaleira ficará guardada em seu perfil no  Pinterest. 🙂

Para mais inspirações e histórias de viagem siga o perfil do Espiando pelo Mundo no Pinterest.

 

 

Se você, meu caro viajante, gostou de conhecer a Quinta da Regaleira em Sintra, compartilhe em suas redes sociais para que os amigos leiam e se deliciem também! 🙂 

Os botões de compartilhamento estão aqui abaixo.

Cais da Ilha de Genebra

By |2018-03-07T01:06:18+00:0017/08/2017|Categories: Sintra|Tags: |48 Comentários

48 Comments

  1. Aurelio Simoes 18/08/2017 em 17:12 - Responder

    Só é possível entender o verdadeiro significado desta quinta com uma visita guiada. Perderam uma viagem por um mundo de incógnito. Vale a pena pagar a diferença de preço.

    • Analuiza Carvalho 18/08/2017 em 17:28 - Responder

      oi Aurelio… é possível que a visita guiada nos leve para um mundo ainda mais impressionante, mas o que vi, vivi, presenciei me deixou em estado de puro encantamento! Quem sabe um dia eu não volte?! bj

  2. Juliana Moreti 19/08/2017 em 21:42 - Responder

    Aninha…. sò vc para me dizer que ouviu cochichos, resmungos e risinhos abafados de duendes, fadas, bruxas, anões, elfos, borboletas coloridas e etc!
    hahahahaha
    Adoro tua imaginação!

    Sabe que eu fui para Sintra por causa da Quinta?
    (Senta que là vem història – hhehehe)
    Morei em Genova, cidade dita “natal de Cristóvão Colombo”.
    Pois bem, um dos meus passeios prediletos na Itàlia era entrar na Feltrinelli (a melhor livraria do paìs) e em uma delas vi uma propaganda: E SE CRISTÓVÃO NÃO FOSSE GENOVÊS.
    Adorei aquela chamada e comprei o livro (Codex 632, José Rodrigues dos Santos). O divertido é que era um livro de um escritor português traduzido para o Italiano.
    O escritor dà uma de Dan Brown, misturando pesquisa històrica com vida pessoal do personagem.
    Em uma das passagens, para descobrir se Colombo era italiano, ele precisou entrar nesta Quinta e começou a descrever todos os mistérios e alegorias e eu fiquei curiosa.
    Fui! Para meu azar, em um dia de chuva e pouco pude curtir.
    O mais legal é que compramos o bilhete com o guia e o tal guia foi o responsàvel pela revisão tècnica daquele trecho.
    Diria que comprar o bilhete com o guia é fantàstico, mas ir em um dia de chuva, não tanto!

    • Analuiza Carvalho 20/08/2017 em 09:03 - Responder

      rsrsrsrs Se você soubesse os lugares que minha imaginação me leva Ju!!!!

      Amei esta história e já me interessei pelo livro. Vou buscar, em português, claro. ehehe
      Já vi que visitar a Quinta com um guia eleva este lugar, que já é incrível, a níveis ainda mais incríveis. Volto um dia: antes ou depois de morrer! Quem sabe eu não vire um elfo e vá morar na Quinta da Regaleira?! Poderia recepcionar os visitantes. Ou pelo menos aqueles que tem imaginação, pois poderiam me ver! eheheh

      Você acredita que ontem publiquei um texto que menciona o café que tomei na Feltrinelli de Florença na Piazza della Repubblica?! AMO coincidências!!!! rsrsrsr

      beijocas, querida! Ah! Que tal publicar esta história no Turistando.in?! Garanto que é de interesse público! rsrsrs

      • Juliana Moreti 20/08/2017 em 13:54 - Responder

        Sério???? Foi justamente na Feltrinelli de Firenze que encontrei este livro! Mas em uma perto do Duomo.
        Me lembro inclusive de como foi que eu o encontrei….
        Mas eu entrava em todas as Feltrinellis e às vezes nas Mondadori… A minha favorita é o subsolo da unidade de Roma, perto da Torre Argentina! Um andar inteiro de arte!

        Eu também preciso retornar à Sintra e pretendo sim retornar à Quinta! A chuva nos fez perder muita coisa. O pròprio guia correu demais!
        Na época estàvamos com o Lisboa Card e pagamos bem menos!
        😉

  3. Klécia 20/08/2017 em 10:22 - Responder

    Aninha, eu quase ouvi daqui todos os elfos, duendes e fadas! Eu estava passeando pelo espiando e quando vi a foto do lago da cascata já me capturou! Sabia que seria um lugar mágico e adorei passear por lá com você! Definitivamente, valeu a dica da Mayte! Eu coloquei a quinta da Regaleira já na minha lista, porque esse é o tipo de lugar que você sabe que vou adorar! História, mística, passagens secretas, mundos paralelos, lagos povoados por fadas e muita, muita artimanha de duendes!
    Adorei o passeio, obrigada pela viagem mágica 🙂

    • Analuiza Carvalho 20/08/2017 em 10:53 - Responder

      oi Klécia… tenho CERTEZA que é o tipo de lugar que você vai adorar! Tenho mais certeza ainda que você também escutará todos os seres encantados que habitam este lugar absolutamente mágico!!! Sua imaginação como a minha voará e quantas histórias lindas esta sua mente irá criar?! beijo enorme

  4. Aurelio 20/08/2017 em 14:17 - Responder

    Para completar o mistério é uma visita guiada ao túmulo do Carvalho Monteiro no cemitério dos Prazeres em Lisboa (o nosso Recoleta), e já agora a todo o cemitério. Para quem se interessa por estas coisas neste cemitério existe o maior mausoléu da Europa que é um templo maçónico. O mausoléu dos duques de Palmela.
    E sabem a alcunha do Carvalho Monteiro? Pois é “O caga milhões” (desculpem o palavrão). este enriqueceu não com o ouro mas com o negócio do transporte do café do Brasil.
    Não sei se conhecem este blog, mas eu gosto muito:
    http://www.elrincondesele.com/un-paseo-en-blanco-y-negro-en-el-cementerio-de-los-placeres-de-lisboa/

    • Analuiza Carvalho 04/09/2017 em 12:04 - Responder

      oi Aurelio… não conhecia este blog mas já favoritei para poder explorá-lo.

      Dica esta mais que anotada! Pretendo voltar a Lisboa, talvez ano que vem. Léo quer correr ai, então esta visita já está em meus planos para quando voltar. Obrigada mais uma vez. 🙂

  5. Francisco Piazenski 21/08/2017 em 23:35 - Responder

    Sensacional, Ana, quando estivemos em Sintra, ficamos apenas por um dia, então só conhecemos o Palácio da Pena e o Castelo dos Mouros, mas quero voltar para conhecer a Quinta e muitos outros monumentos. Parabéns pelo relato, ficou bonito demais!

    • Analuiza Carvalho 27/08/2017 em 13:59 - Responder

      Muito obrigada Francisco!!! Eu também visitei os Castelo e o Palácio! Fiquei 2 noites em Sintra e muito ficou por ver! A cidade é prodigiosa em monumentos e lugares para visitar! rsrsrs

  6. angiesantanna 22/08/2017 em 06:44 - Responder

    realmente um lugar muuuito encantador! impressionante o poço Iniciático, no inicio nao entendi mas conforme as fotos foram avançando deu pra ver a grandiosidade da obra

  7. viagenseviagenseviagens 22/08/2017 em 13:30 - Responder

    Esse lugar deve ser realmente incrível!!! Não vejo a hora de ir para Portugal para poder conhecê-lo… E não sabia que demandava tanto tempo assim… Bom saber para eu me programar direito…

    • Analuiza Carvalho 24/08/2017 em 09:44 - Responder

      Pois é… eu também não sabia! SE não teria reservado um dia inteiro. rsrsrs É mesmo um lugar mágico e gostaria de voltar um dia. bjus

  8. aline aguiar 22/08/2017 em 22:22 - Responder

    Foi o lugar que eu mais amei de Portugal… por sinal foi um dos lugares que eu mais amei no mundo!!! passei a visita inteira pensando em como eu iria arrumar um jeito de morar ali até ficar velhinha!!! rs. Recomendo muito o passeio com a visita guiada e me arrependi muito de não ter dormido uma noite em Sintra.

    • Analuiza Carvalho 24/08/2017 em 09:40 - Responder

      oi Aline… também amei a Quinta da Regaleira. Passei duas noites em Sintra e afirmo que foi pouco! Volto, um dia… Pois é… antes de ir não sabia da visita guiada. Se já achei extraordinária sem guia, fico imaginando com guia! 🙂 bjs

  9. […] + Quinta da Regaleira […]

  10. Edson Amorina Jr 02/09/2017 em 10:02 - Responder

    Esse lugar é lindo! 🙂

    Mas nós fomos no final do dia, já escurecendo e de um medinho descer o poço viu… hahaha

    • Analuiza Carvalho 02/09/2017 em 11:08 - Responder

      eheheheh Deve dar mesmo um medinho!!! Em compensação viram a Quinta imersa em outra atmosfera. Deve ter sido interessante! 🙂

  11. […] + Quinta da Regaleira […]

  12. […] + A espetacular Quinta da Regaleira […]

  13. Helen Waldemarin 22/09/2017 em 15:52 - Responder

    Nossa visita a Sintra foi meio corrida e não conseguimos visitar a Quinta da Regaleira. Sai de Sintra com a certeza de que vamos voltar, e com essa sua descrição da Quinta, isso se confirmou!
    Certamente precisamos voltar a Sintra e conhecer a Quinta da Regaleira!

    • Analuiza Carvalho 02/10/2017 em 10:50 - Responder

      oi Helen… a Quinta da Regaleira é, de fato, um dos lugares incríveis de Sintra. É meio mágico, sabe?! rsrs

      Eu fiquei 2 noites em Sintra e mesmo assim achei pouco. A cidade pede pelos menos 3 noites. Assim como você, espero voltar um dia… bjus

  14. […] A estradinha é toda feita em pedra cercada pela rica, farta e muito viva vegetação local. À medida que avançávamos, somente Léo e eu (chegamos assim que abriu) eu escutava os sussurros dos habitantes encantados daquela floresta, os mesmos que perambulam também pela Quinta da Regaleira. […]

  15. […] incrível e imperdível. Infelizmente não tive tempo de escrever sobre este palácio, mas a Ana do Espiando pelo mundo escreveu! Ela ainda nos dà um roteiro dos monumentos a se visitar em […]

  16. Jair Prandi 19/01/2018 em 06:22 - Responder

    Que lugar incrível! Já tinha visto fotos do poço, mas nunca tinha lido um post detalhado sobre o lugar. Parabéns pelo post!

    • Analuiza Carvalho 19/01/2018 em 08:21 - Responder

      oi Jair… fico absurdamente feliz que tenha gostado do texto! A Quinta da Regaleira é um lugar mágico; ótima visita para adultos e crianças. Em minha opinião um dos mais legais monumentos de Sintra! 🙂 bj

  17. Ana Morize 19/01/2018 em 08:41 - Responder

    Nossa, que lugar fantástico. De fato as fotos revelam o quanto o local é enigmático. Essa dica foi ótima e vou deixar anotada para minha visita a Sintra.

    • Analuiza Carvalho 19/01/2018 em 09:30 - Responder

      oi Ana… quando em Sintra minha sugestão é que não deixe de visitar a Quinta da Regaleira… este lugar é tão encantado quanto a própria cidade! 🙂 bjs

  18. Lulu Freitas 19/01/2018 em 09:11 - Responder

    Que lugar mágico! O Poço, os subterrâneos… realmente dá para imaginar encontrar com elfos e fadas por ali. Adorei as fotos! E tantas informações! Já salvei esse post para a futura viagem a Portugal. Obrigada pelo excelente trabalho!

    • Analuiza Carvalho 20/01/2018 em 19:38 - Responder

      Que bom Lulu que você gostou das fotos e das informações. A Quinta da Regaleira é um lugar encantado e encantador. Se for a Portugal, a visite! 🙂 bj

  19. VICTORIA M FARINA 19/01/2018 em 10:10 - Responder

    Sintra é um lugar que com certeza vou visitar quando estiver voltando para Portugal! Amei a dica!

  20. Anna Luiza Santiago 19/01/2018 em 17:41 - Responder

    Esse Poço Iniciático é simplesmente fantástico. Vi foto outro dia e fiquei morrendo de vontade de conhecer. A Quinta e o Palácio também parecem ser lindos. Adorei as imagens do post.

    • Analuiza Carvalho 19/01/2018 em 18:10 - Responder

      oi Anna… tudo na Quinta da Regaleira é fantástico! O lugar é meio mágico, encantado mesmo. Além de lindo!! Um dos lugares mais legais da bela Sintra! bj

  21. Viviane Carneiro 22/01/2018 em 11:04 - Responder

    Que lugar mais lindo! Realmente parece ser um lugar mágico. Fiquei com muita vontade de conhecer. Adorei o relato.

    • Analuiza Carvalho 22/01/2018 em 11:15 - Responder

      oi Viviane… Quinta da Regaleira é mágica sim. Uma visita divertida e encantada para se fazer em Sintra. 🙂 bj

  22. Leo Vidal 23/01/2018 em 13:07 - Responder

    Excelente post, bem completo. Já favoritei para reler quando estiver montando meu roteiro para agosto deste ano. Até hoje foi o mais explicativo que já li. Parabéns!

    • Analuiza Carvalho 23/01/2018 em 13:23 - Responder

      oi Leo… que bom que gostou do texto e que estou podendo contribuir um pouco para a sua viagem a Portugal! Que show visitar o país em Agosto! Quero muito voltar algum dia! 🙂 bjs

  23. Fernanda 23/01/2018 em 13:42 - Responder

    Que incrível esse lugar. Já tinha visto diversas fotos de pontos da Quinta da Regaleira, mas não sabia que todos estavam na mesma “atração”. Dá para entender por que um dia inteiro não foi suficiente para conhecer tudo.
    Fiquei encantada com as paisagens, passagens, grutas, construções e natureza no geral. Com certeza um lugar que estará na minha lista quando finalmente visitar Portugal 😉

    • Analuiza Carvalho 23/01/2018 em 13:47 - Responder

      Fernanda… sim, sim, sim! Recomendo muito que você coloque a Quinta da Regaleira em sua lista de pontos a serem visitados em Sintra! O lugar é mesmo espetacular. Prepare-se para virar criança e entrar em um mundo encantado! 🙂 bjs

  24. rui batista 23/01/2018 em 14:10 - Responder

    Sem dúvida, um dos lugares mais sublimes de Portugal… um verdadeiro conto de fadas 🙂

    • Analuiza Carvalho 23/01/2018 em 15:11 - Responder

      Concordo plenamente Rui… pelo menos da pequena parte deste belo Portugal que eu conheço! 🙂 bj

  25. Michelle 27/01/2018 em 08:56 - Responder

    Que lugar diferente! Os passagens, a natureza em volta, as fotos também estão muito legais. Obirgada pela dica!

    • Analuiza Carvalho 27/01/2018 em 10:20 - Responder

      oi Michelle… de fato a Quinta da Regaleira em Sintra é um lugar diferente e maravilhoso! Eu adorei conhecê-lo e recomento muito a visita! bj

  26. Josicleide 14/09/2019 em 14:57 - Responder

    Realmente esse lugar é encantador, fui no mês de novembro de 2018 e quero voltar novamente. Ficou um gostinho de quero mais.

    • Analuiza Carvalho 18/09/2019 em 15:56 - Responder

      oi Josicleide… ahhh… em mim também deixou um gostinho de quero mais. Espero um dia voltar também! 🙂 bjs

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.