SABORES Suíços:

Há muitos imigrantes vivendo hoje na Suíça, o que significa uma variedade grande de restaurantes de todo tipo e nacionalidade. Experimentamos sabores que não conhecíamos, viajando por esses outros países que instalaram sua gastronomia por lá. Entretanto, estávamos na Suíça então, naturalmente, eu queria provar os sabores suíços!

Assim que, em nossas andanças por este belo país, nós provamos alguns pratos, especialidades locais e devo dizer que gostei muito de todos eles. O primeiro foi em Berna, em um restaurante na Rua Bärenplatz 9 , chamado Gfeller am Bärenplatz. 

Restaurante Gfeller am Bärenplatz para Rösti:

Sabores Suíços

Restaurante Gfeller am Bärenplatz

Sabores Suíços

O interior do Restaurante Gfeller am Bärenplatz

Sabores Suíços

Rösti

Sabores Suíços

Gemischte Rösti

O garçom não era suíço embora não tenha conseguido identificar sua nacionalidade. Falava um inglês arranhado, mas compreensível. O lugar era simpático, sem nenhuma sofisticação, com salão interno e área externa (para fumantes). Como não gosto de fumaça e nem do cheiro do cigarro, ficamos na área interna.

O restaurante não estava muito cheio quando nós chegamos, depois das 13 horas. Eu percebi que as pessoas na Suíça fazem as refeições cedo. A maior parte dos clientes no Gfeller am Bärenplatz  era de senhores e senhoras aproveitando a melhor idade, o que achei isso uma delícia.

Eu pedi uma Rösti simples e básica que vinha apenas com ovo – 11,60 francos e Léo escolheu uma Gemischte Rösti com bacon, presunto e queijo – 13,50 francos. Ambas estavam muito boas. O cardápio era amplo e os preços dos pratos em sua maioria girava em torno dos 20 francos. 

Restaurante Gruyère Traditions para um fondue:

Sabores Suíços

Restaurante Gruyère Traditions

Sabores Suíços

Fondue no Restaurante Gruyère Traditions

Sabores Suíços

Restaurante Gruyère Traditions e belíssimo visual da cidade de Gruyère

Em seguida, dias depois, experimentamos o clássico dos clássicos: o fondue. Escolhemos comer na lindíssima Gruyère, em um restaurante chamado Gruyère Traditions. Ele fica na rua principal da cidade, Rue du Bourg, no número 20, repleta de restaurantes parecidos.

Nós o escolhemos por nenhuma razão especial. Havia área interna e externa, onde era permitido fumar, mas diante da possibilidade de almoçar na presença da natureza exuberante que cerca Gruyère eu resolvi enfrentar o desagradável odor do cigarro. Por sorte não havia ninguém fumando.

Pedimos um fondue tradicional de queijo, meu preferido, e estava delicioso. O Fondue moitié-moitié (24 francos por pessoa) é feito com dois queijos produzidos na região: o gruyère e o vacherin. Os queijos fabricados na Suíça me pareceram de sabor e aromas mais apurados dos que os que costumo encontrar no Brasil. Agradou-me muitíssimo!

A garçonete que nos atendeu, a única no salão, era já uma senhora e a alegria em forma de pessoa: ela cantava, dançava e se comunicava conosco com uma mistura de inglês com francês, sem nunca tirar o sorriso do rosto.

Café du Midi para uma raclete:

Sabores Suíços

Café du Midi

Sabores Suíços

Raclete no Café du Midi

Sabores Suíços

Raclete e vinho branco no Café du Midi

Por fim, degustamos mais um delicioso sabor suíço: raclete. Posso dizer que esse prato é uma variação do fondue. Nós o comemos em Friburgo, no Café du Midi, na Rue de Romont 25, então o queijo servido foi o vacherin.  

Foi levada à mesa uma espécie de grelha, queijo fatiado, batatinhas com casca, pão e cebola em conserva. Nós pegamos o queijo e o colocamos para derreter na chapa e quando ele estava divinamente derretido, levamos ao prato e comemos com os acompanhamentos. Eu amei essa experiência!

Há lugares que levam a peça inteira à mesa, sobre a grelha, e à medida que ele vai derretendo, as pessoas vão raspando camadas do queijo. 

Léo e eu dividimos um e foi suficiente, mas para os mais gulosos, não aconselho a divisão. Embora o pão seja reposto, mediante pedido e sem custo adicional, são apenas 8 ou 10 fatias de queijo no total. O valor foi de 27 francos.

Também aqui a garçonete foi muito simpática, gentil e eficiente. Diante de nossa indecisão de pedir uma ou duas racletes, ela sugeriu que pedíssemos uma e se ao final não fosse suficiente, pedíssemos outra. Assim o fizemos.

Para ficar ao ar livre, olhando o movimento em nossa última noite nesta bela cidade, eu enfrentei o cheiro do cigarro e do charuto. 

Vinhos, café e cerveja, por favor:

Sabores Suíços

Tomando vinho à beira do lago em Zurique

Sabores Suíços

Uma cerveja no meio da tarde em Friburgo

Sabores Suíços

Um café enquanto exploramos Friburgo

Os vinhos suíços são deliciosos. Eu não sou amante dos vinhos brancos, preferindo sempre os tintos. Entretanto na Suíça eu os achei deliciosos e frescos e tomamos com frequência, assim como os tintos.

A taça custa em média 6 francos e a dose é menor do que a habitual mundo afora. Não raro comprávamos uma garrafa ou meia e levávamos para tomar em algum lugar. Assim, dava para economizar.

Não sou uma bebedora de cerveja costumeira, mas Léo adora, sendo portanto, comum pararmos diversas vezes durante o dia para uma cerveja, apreciando o lugar, os moradores, jogando conversa fora, vivendo as cidades. Achei a cerveja servida na Suíça de sabor amargo como as brasileiras. Um copo de 500 ml custava em média 6,50 francos, podendo chegar até 9 francos.

O café servido na Suíça é muito caro, mas é tirado do jeito que eu gosto: forte. A medida é ristretto e normalmente encontrávamos na faixa dos 3 francos, um pouco mais e quase nunca menos.

Todavia, aficionada que sou pela bebida, não desisti da busca de um expresso mais em conta e eventualmente encontrávamos por 2,50 francos, cujo preço continua sendo mais alto do que os valores que ando encontrando pelo mundo. Contudo, como era barato para os padrões suíços, tornávamos fregueses. 

Os belos doces suíços:

Sabores Suíços

Doces expostos: pequenas obras de arte

Sabores Suíços

Um picolé para doçar o dia

Eu não sou muito apaixonada por doces e raramente os como, mas uma coisa é indiscutível na Suíça: eles são lindos. As vitrines das docerias nas cidades suíças são de encher os olhos, pois são como pequeninas e coloridas obras de arte. Sempre que as via ficava enamorada como se estivesse apreciando um museu.

Acho que os sabores doces não são genuinamente suíços, ao contrário, eles sofrem forte influência italiana, francesa e alemã, independente do cantão.

Tomei um picolé muito bom da marca Movenpick. Vende nos mercados e tem sorvete também. Eu tomei o de nozes (eles fazem muitas coisas com nozes também) e maça. Há variados sabores, inclusive de queijo gruyère.

A comida na Suíça:

Duas coisas eu percebi sobre a comida na Suíça: ela é muito salgada para o meu paladar e as porções, com algumas exceções, claro, costumam ser pequenas. Para completar, achei os pães deliciosos: geralmente escuros e muito duros. 

Você pode salvar este texto em seu Pinterest:

Descubra alguns deliciosos sabores suíços: salgados, doces, frescos...

 

 

By | 2017-06-14T17:04:39+00:00 13/06/2017|Categories: Preliminares Suíças|Tags: , |19 Comments

19 Comments

  1. Mapa na Mão 13/06/2017 at 16:22 - Reply

    Ai minha nossa! Estou babando aqui. Amo fondue, to chorando com aquele ovo com batata rosti e os doces, ai, para com isso! Isso é maldade.

  2. maytescaravelli 16/06/2017 at 15:23 - Reply

    Nossa, calma aí que vou ali comer algo para conseguir comentar esse post….

    Babei rsrs eu que sou amante de queijo e de fondue não tem como não se deliciar com tudo isso, ainda mais comer com toda essa vista =D que delícia!!!

    Dica anotada, quero um dia poder desfrutar desse fondue com essa vista.

    E a raclette? Preciso confessar que minha experiência com essa comida foi tão sensacional que comprei uma “racleteira” para fazer em casa sempre que bater vontade rsrsrs

    Eu no seu lugar teria feito a mesma coisa, provar a comida local rsrsrs não tem como ir para a Suíça e comer um hambúrguer ou uma massa e por ai vai…

    • Analuiza Carvalho 22/06/2017 at 15:40 - Reply

      Ai, Maytê… sabes que agora me deixou roxinha de inveja né?! Uma “racleteira” em casa?! Acho que eu ia me afogar de tanto comer queijos. rsrsrsrsrs

      Tem coisa mais gostosa do que boa comida com vista?! Em boa companhia e com bom vinho?! Acho que não! rsrsrsrs bjuus

  3. Mirella Matthiesen 22/06/2017 at 19:02 - Reply

    Que post delicioso … quando vi a fotinho e descrição do raclete, me deu uma vontade! Faz tanto tempo que não como 🙂
    Amei as dicas!

    • Analuiza Carvalho 23/06/2017 at 18:13 - Reply

      Obrigada Mirella… sempre que eu olho também fico com vontade! Eu nem sabia que raclete existia até descobrir na Suíça!! hehehe Vimos uma mesa com dois casais na melhor idade comendo em Gruyère e perguntamos o que era. Quando voltamos para Fribourg, saímos perguntando a todo mundo onde podíamos encontrar!!! ehehehe E amei! bjus

  4. Gisele Rocha 23/06/2017 at 01:28 - Reply

    Ver essa quantidade de comidas bem na hora do jantar foi cruel. Hehehee… e olha só esses docinhos! Se eu comprasse um, teria pena de comer.

    • Analuiza Carvalho 23/06/2017 at 01:51 - Reply

      ehehehehe Não é verdade Gisele?! Eu também teria muita pena de comê-los!!! rsrsrs

  5. Thais 23/06/2017 at 21:37 - Reply

    OLa.
    Eu sou apaixonada pela Suíça, pela gastronomia então…… deliciosa!!!
    Passei na frente desse restaurante em Berna e não parei acredita. Vou ter que voltar….rsrss
    Adorei o post.
    Abraços
    Thais

    • Analuiza Carvalho 23/06/2017 at 22:30 - Reply

      Obrigada Thais… Eu gostei muito da Suíça, mais do que poderia imaginar! Já tem uma desculpa para voltar. Eu tenho várias e algumas delas inclusive estão em seu blog. 🙂

  6. Katarina Holanda 23/06/2017 at 22:36 - Reply

    Que delícia! Amei as opções, obrigada pelas dicas! Tenho vontade demais de conhecer a Suíça e a gastronomia é um dos motivos 🙂

    • Analuiza Carvalho 23/06/2017 at 22:47 - Reply

      A Suíça é um país é muito bacana Katarina e tem uma gastronomia ótima e opções não só locais, como de várias outras nacionalidades também! 🙂

  7. Francisco Piazenski 24/06/2017 at 14:09 - Reply

    Sensacional, pessoal… quando estivemos na Suíça, apreciamos a ótima gastronomia, inclusive com o aclamado fondue. Esses restaurantes que visitastes pareciam espetaculares, hein? Fiquei com água na boca aqui… rsrs

  8. Edson Jr 26/06/2017 at 00:19 - Reply

    Eu ainda preciso comer uma boa batata Rosti 🙂 Gostei bastante de sua lista .

  9. Juliana Moreti 26/06/2017 at 04:23 - Reply

    hahahahaha
    muito clàssico colocar comida na beirada da janela! Eu jà cheguei a colocar do lado de fora para ficar bem mais gelado!
    hahahahahaha

    Agora….. eu, que ainda nao jantei, fiquei deprimida em ver todas essas coisas maravilhosas e saber que irei jantar sopa (e eu amo sopa!!!!! hahahahaha)!

    O que é aquele Gemischte Rösti????? Ba-bei!!!!!!! Amo batata! Serà que consigo fazer aqui em casa?
    hahahahaha
    E a vista do Restaurante Gruyère Traditions????? Eu jà enfrentei cigarro em um local fechado em Viena…. não teria nenhum problema em um lugar belíssimo como aquele (eu tbem detesto cheio de cigarro)

    Raclete e não conhecia e fiquei super curiosa. Mas me espantei em saber que vc não é muito apaixonada por doces! E sou uma formiguinha… principalmente se for algo de chocolate (acabei de fazer brigadeiro para mergulhar o morango depois da sopa. Tudo a ver! hahahahaha)

    • Analuiza Carvalho 08/07/2017 at 22:04 - Reply

      Oi Ju… eu costumo colocar também no banheiro que costuma ficar geladinho na madruga. rsrsrsrs

      Eu gostei muito de todos os sabores que experimentei na Suíça! 🙂

      Pois é, menina!! Não sou muito fã de doces, mas fiquei apaixonada pelos doces portugueses. Mas de chocolate, gosto não! rsrsrsrs beijocas Ju

  10. fabioayubrasil 27/06/2017 at 04:23 - Reply

    Olá Analuiza! Parabéns pelo post! Adorei as lindas comidas (que deviam estar deliciosas) e principalmente as bebidas! 😉

Me diga alguma coisa!