Uma RUA de Munique na Alemanha: histórias de GUERRA

Era um Domingo. Chuvoso. No fim da manhã, fomos até a Altheimer Eck. Estava muito interessada em conhecer esta rua de Munique, palco de muitos episódios históricos. Foi uma das visitas mais marcantes que fiz na muito bonita cidade alemã.

A Altheimer Eck, uma rua de Munique

Rua de Munique - Altheimer Eck

Rua de Munique – Altheimer Eck

Rua de Munique - Altheimer Eck

Rua de Munique – Altheimer Eck, palco de muitos acontecimentos violentos

Rua de Munique - Altheimer Eck

Rua de Munique – Altheimer Eck – histórias passadas esquecidas no presente

Naquela manhã, Leo havia corrido a meia maratona de Munique, enquanto eu me deixava ficar bem enrolada nos lençóis e no quentinho do hotel. Depois disso fomos conhecer a capital da Baviera, iniciando nosso contato pela Igreja de São Miguel.

Deixando a bonita igreja para trás, fomos então em direção à Altheimer Eck. Essa charmosa e sinuosa rua foi o cenário de muitos acontecimentos violentos durante os anos que precederam a subida do NSDAP (Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães) ao poder na Alemanha.

No antigo num 19, o Münchener Post

Rua de Munique - Altheimer Eck (4)

O prédio onde funcionava o Münchener Post

Aqui, no antigo número 19, hoje 13, funcionava o jornal Münchener Post, um dos mais ferrenhos adversários de Adolf Hitler, durante 13 anos, entre 1920 e 1933, quando então foi completamente destruído pela S.A. – Tropas de Assalto.

Hitler o apelidou de cozinha venenosa, utilizando-se de um jargão jornalístico que dizia que as notícias eram cozidas.

O Führer, que começava a despontar no cenário nacional, fazendo discursos e comícios em cervejarias como a Hofbräuhaus, mudando a cara do partido, odiava o jornal e afirmava que o Münchener só publicava inverdades, e daí vem o termo “venenosa”.

Foram muitos os embates entre Hitler e o jornal: jurídicos e físicos. Durante a Segunda Guerra Mundial a rua foi destruída, mas o belo edifício em estilo art nouveau de cor amarelada suave sobreviveu, talvez sustentado pela energia corajosa do antigo jornal bávaro.

Contudo, tudo o que aconteceu aqui, todos os anos de violência, foram esquecidos. Até mesmo para os alemães.

A Cozinha Venenosa

Existe um livro espetacular, publicado por uma jornalista brasileira chamada Silvia Bittencourt, intitulado justamente Cozinha Venenosa – um jornal contra Hitler, que conta em muitos e aterradores detalhes essa velha, mas inesquecível, história.

É uma leitura sensacional! Eu diria até que essencial para quem viaja à Munique.

Quer conhecer mais velhas histórias em Munique?! Então clica no link bem aqui abaixo!Cais da Ilha de Genebra

+ Passeio pelo centro de Munique

Venha espiar este mundão lindo comigo pelas redes sociais. 

Siga o Espiando pelo MundoFacebookInstagramTwitter e Trip Advisor

Rua de Munique - Altheimer Eck             Rua de Munique - Altheimer Eck

Clicando em qualquer uma das duas imagens logo aqui acima Cais da Ilha de Genebra esta rua de Munique na Alemanha ficará guardada em seu perfil no  Pinterest🙂

Para mais inspirações e histórias de viagem siga o perfil do Espiando pelo Mundo no Pinterest.

Um rua de Munique na Alemanha

Se você, meu caro viajante, gostou de conhecer esta rua de Munique e sua história, compartilhe em suas redes sociais para que os amigos leiam também! 🙂 

Os botões de compartilhamento estão aqui abaixo.

Cais da Ilha de Genebra

 

By |2020-03-31T19:36:36+00:0014/10/2016|Categories: Alemanha, Europa, Munique|Tags: , |0 Comentários

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.