Pelas MARGENS do Rio RENO em COLÔNIA

O dia em Colônia foi dedicado a dois museus bárbaros: o Wallraf e o Ludwig. No fim da tarde resolvemos caminhar para observar e sentir a cidade. Era verão na Alemanha e as ruas estavam movimentadas. Percorremos os caminhos tortuosos desta intrigante cidade até cairmos às margens do Rio Reno e por ali nos deixamos ficar por algumas horas.

O Rio Reno: histórias e lendas

O Rio Reno é um dos rios mais importantes da Europa, passando por diversos países (Suíça, Áustria, Liechtenstein, Alemanha, França e Países Baixos) e cidades, entre elas Colônia na Alemanha.

Seu nome significa fluir.

Navegável, este rio carrega lendas e já foi retratado por diversos artistas dando a ele um caráter romântico. Vilas e cidades surgiram às margens do Rio Reno, portos importantes foram desenvolvidos junto com o comércio. O rio também foi ponto de muitos conflitos ao longo dos séculos.

Rio Reno em Colônia na Alemanha

O Rio Reno em Colônia na Alemanha e sua orla

                                     “Toda a história da Europa (…) está resumida neste rio de guerreiros e de pensadores, nesta onda imensa que sacode a França, neste murmúrio profundo que faz sonhar a Alemanha. O Reno reúne tudo.”  – Victor Hugo (1842)

Acho que a citação do grande escritor francês diz muito sobre o Rio Reno. Não só ele se encantou com este poderoso rio, como também Lord Byron que o inseriu em seus versos, assim como tantos outros artistas menos conhecidos.

Johannes Jakob Diezler o pintou. Canções e baladas também foram entoadas pela inspiração causada pelo Rio Reno.

A famosa “A Canção dos Nibelungos” trata de misturar elementos reais como o declínio da raça dos burgúndios no século V com elementos fantásticos como matadores de dragões, a exemplo do herói Siegfried (personagem da mitologia nórdica) e um tesouro cheio de ouro afundado no Rio Reno.

Há quem acredite que o ouro de fato exista!

Caminhando pela orla do Rio Reno

Bom, alcançamos as margens desse famoso rio de nome Reno, naquela tarde de verão, amalgamados com outros turistas e muitos moradores.

A primeira coisa que notei foi o casario que margeia o rio naquele pedaço de Colônia: belas casas com o típico estilo arquitetônico alemão, rasgos de uma Alemanha tradicional.

Pela primeira vez, desde que havia chegado à maior cidade do estado da Renânia do Norte-Vestfália, eu me senti na Alemanha. Não por muito tempo. Um novo piscar de olhos e a bagunça típica da cidade, que a torna um exemplar único, estava bem ali, completamente visível.

Nós descemos na altura da Ponte Hohenzollern cartão postal da cidade: uma estrutura tão pesada quanto suave, típica dos inúmeros contrastes que observei em Colônia.

Viramos a direita e seguimos margeando o rio: estava acontecendo uma prova de triátlon, crianças caminhavam e corriam, casais namoravam, turistas tiravam fotos. Um público variado e eclético tomava conta do local naquele fim de tarde de domingo.

Festa às margens do Rio Reno

Mais à frente nos deparamos com uma festa da comunidade africana: música, dança, barraquinhas de comida… Confesso que me senti em casa, em Salvador: os sons, as características estéticas das pessoas, o jeito de dançar… Muito me lembrou de minha cidade.

Rio Reno em Colônia na Alemanha

Festa da comunidade africana em Colônia, Alemanha

Ficamos um tempo curto ali observando a movimentação. Estava contagiante, mas naquele dia queríamos variabilidade, descobrir mais de Colônia e logo em seguida quando deixamos a festa para trás chegamos a uma parte da cidade que me agradou muito por seu caráter mais seco, industrial, moderno e criativo.

Ali, nós ficamos um bom par de horas em observação e contemplação da paisagem urbana. Somente muito tempo depois seguimos em frente em nossas explorações por Colônia.

Rio Reno em Colônia na Alemanha

Uma parte interessante de Colônia às margens do Rio Reno

Quer conhecer este outro atraente, interessante, de beleza seca e reta, moderna de Colônia?! Então clica no link bem aqui abaixo!

Cais da Ilha de Genebra

+ Rheinauhafen em Colônia na Alemanha

 

Venha espiar este mundão lindo comigo: siga o Espiando pelo Mundo nas redes sociais: FacebookInstagramTwitter e Google+

Espiando pelo Mundo às margens do Rio Reno em Colônia na Alemanha

 

Clicando na imagem ao lado o Rio Reno ficará guardado em seu perfil no  Pinterest. 🙂

Para mais inspirações e histórias de viagem siga o perfil do Espiando pelo Mundo no Pinterest.

 

O Rio Reno em Colônia na Alemanha

Se você, meu caro viajante, gostou de conhecer um pouco do  Rio Reno em Colônia na Alemanha, compartilhe em suas redes sociais para que os amigos leiam e se deliciem também! 🙂 

Os botões de compartilhamento estão aqui abaixo.

Cais da Ilha de Genebra

By |2018-03-07T01:05:02+00:0021/01/2018|Categories: Alemanha, Colônia, Europa|Tags: |2 Comentários

2 Comments

  1. Klecia 30/01/2018 em 12:11 - Responder

    O que mais gostei do post foram essas fotos tão lindas suas, perto do Rio Reno. Qualquer coisa de você pertence ali, Aninha. Combinou perfeitamente! Talvez seja a fluidez. Ou os mistérios. Ou as lendas. Mas tem um pedacinho de Aninha por ali!

    • Analuiza Carvalho 30/01/2018 em 16:47 - Responder

      Quando estávamos em NYC o Leo me pediu para elencar as minhas cidades preferidas no mundo. Quando as citei, ele me chamou a atenção para uma coisa: todas elas eram cortadas/adornadas por rios. Então você comenta isso, que me “viu” pertencendo ao Reno… Hummmm… mistérios! rsrsrs beijocas

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.