Uns DIAS em São PAULO – o que FAZER na linda TERRA da GAROA e da multiplicidade

Eu gosto de São Paulo. Muito. Consigo ver beleza e poesia em meio ao caos.  A mistura intensa e desordenada que determina o tom e o ritmo desta cidade causa impacto. Acho que a capital paulista, de muitos adjetivos e poucas definições, é grande e grandiosa: tanto nos pontos positivos quanto nos negativos. Há muito o que ver e fazer em São Paulo.

São Paulo tem muito a oferecer a seus visitantes e o melhor é que ela cabe em muitos bolsos e muitos gostos. Cultural e divertida. Tensa e atraente, São Paulo é uma cidade maravilhosa. Inesperada. Para quem gosta de fotografar, eu diria que sampa tem os melhores ângulos. A Patti Neves do Tripping Unicorn foi em alguns desses lugares tipicamente paulistanos, dignos de nota e de muitas fotos e fez registros lindos: São Paulo instagramável: 12 spots bacanas na capital

Não importa se ficamos poucos ou muitos dias, sempre encontraremos programas interessantes para fazer em São Paulo, a exemplo de visitar dois museus maravilhosos, ambos situados na icônica Avenida Paulista.

Pela Avenida Paulista

O que fazer em São Paulo

Pela Avenida Paulista

Aliás, caminhar pela Paulista é um programa a se fazer em São Paulo, para ver e sentir o coração paulistano bater forte e vívido. Animado! Descobrir seus cantos e recantos (que são muitos) é um roteiro deleitoso.

Gaste sim, tempo e sola de sapato nesta que é uma das mais famosas avenidas do Brasil.

Entre no MASP – Museu de Arte de São Paulo  – outro símbolo desta cidade deliciosamente cinza, mas que de vez em quando nos oferece belos entardeceres. Basta ficar de olho e atento às luzes da cidade.

Ótimas exposições temporárias, um acervo permanente excelente, uma deliciosa cafeteria, um restaurante muito bom e uma lojinha cheia de livros de arte: tudo isso encontramos no MASP.

O que fazer em São Paulo

MASP – Museu de Arte de São Paulo

O Instituto Moreira Salles é outro espaço envolvente e lindo, que oferece exposições temporárias, um café cheio de charme e uma livraria com ótimos títulos, além de uma biblioteca para quem se interessa por fotografia.

Pela Paulista o que não falta é lugar para comer.

Tem por exemplo o Restaurante América (num 2295). Eu gosto muito dos burgers deles, mas o almoço – buffet de saladas por um preço fixo do tipo coma enquanto aguentar – é uma opção que cabe muito bem no meu paladar.

Muito próximo à Paulista tem um restaurante chamado Sujinho (Rua da Consolação, 2078) que eu adoro. Simples e gostoso. O problema é que só aceitam dinheiro. Nada de cartão. Essa Paulista é mesmo uma rua cheia de vida, animação e barulho de todo tipo. Para quem visita Sampa, perambular pela avenida mais famosa do Brasil é preciso!

O que fazer em São Paulo

Um café no Instituto Moreira Salles

O poético centro de São Paulo

Se tem um lugar nesta selva de pedra e arquitetura diversa e bonita que eu adoro é o centrão da cidade! Gosto daquela intensidade nervosa paulistana. É como um sopro intenso de vida! Confesso que em vários momentos, engolida por tamanha energia variável senti vontade de correr, fugir, chorar…

Respirei e entrei no fluxo.

São Paulo mexe com as pessoas! Seguramente há também, amor em Sampa! Em múltiplas e variadas formas e estilos, como tudo nesta enlouquecida, enlouquecedora e apaixonante cidade de pedra e história. De verde, de natureza e de poesia!

O que fazer em São Paulo: #saopaulo #brasil #roteiro #espiandopelomundo #viagem #viajantesempressa

Amor em Sampa

O centrão da cidade diz muito sobre ela. Ali, podemos tomar um café e comer um pastel de nata na Casa Mathilde. O café é bom. Já o pastel, muito doce para o meu gosto, fico mesmo com aqueles que comi em Portugal.

Contudo, o ambiente é gostoso, um oásis de calmaria no centro de Sampa, em frente ao icônico Edifício Martinelli. Estive ali em uma tarde, colecionando mais uma memória afetiva dessa cidade que cabe em meu coração.

O que fazer em São Paulo

Os curiosos caminhos da vida que nos proporcionam encontros

Bem aí, nessa babilônia típica dessa região paulistana, eu encontrei pessoalmente, pela primeira vez a Ju, menina linda, de riso fácil e fala doce, paulistana, que escreve sobre o mundo em seu blog Turistando.in. Nós nos esbarramos pelo mundo virtual e começamos a conversar por mais de um ano em muita tagarelice.

Naquela tarde a falação correu solta em meio a cafés, doces e o burburinho paulistano. São Paulo é assim, me proporciona inesquecíveis encontros! Nunca duvide das energias que circulam por este mundo que une as pessoas. A gente nunca sabe onde encontrará amigos, pessoas interessantes.

Noutra ocasião na capital paulista novo encontro que saiu do virtual para o real. Desta vez o almoço foi muito apropriado para meninas viajantes de alma e blogueiras por opção como nós: Wanderlust (R. da Consolação, 204 – República)! Lugar simpático, comida boa, com ótimas opções vegetarianas.

A conversa rolou solta e agradável, bem do jeito que eu gosto, e quem se juntou a nós, a mim e a Ju desta vez, foi a Marcia, mulher forte, de sotaque carregado que rir a cada fala, se diverte e escreve para o blog de viagem Mulher Casada Viaja.

Neste dia, a chuva caía forte e torrencial sobre São Paulo, deixando-a ainda mais bonita e atraente, e a nós, molhadas! Marcia tinha um guarda chuva (paulistana, né?!) e dividiu comigo até o metrô (meu meio de transporte favorito na cidade) onde então dissemos até mais. A Ju, seguiu em outra direção. Encontros fugazes que adoçam nossa vida!

O que fazer em São Paulo: #saopaulo #brasil #roteiro #espiandopelomundo #viagem #viajantesempressa

Três moçoilas bonitas – uma baiana e duas paulistanas – pelo centro de São Paulo no Restaurante Wanderlust

 

Caminhar por São Paulo

Ali pertinho da Casa Mathilde, distante uma caminhada de poucos passos, onde podemos sentir a pulsação de São Paulo, está o SESC, 24 de Maio. No caminho passamos pelo belíssimo Viaduto do Chá – lugar que rende fotos incríveis – de onde podemos ver, abaixo, o icônico e também famoso Vale do Anhagabau.

Logo em seguida está o belíssimo Teatro Municipal.

O SESC oferece programação para criança, exposição permanente cujo tema central é São Paulo e uma área de convivência, além de outras coisinhas mais.

O que fazer em São Paulo

O que fazer em São Paulo?! Comer sanduba de mortadela no mercadão!

Que tal então passar pelo Mercado Municipal de São Paulo?! As frutas ali são as coisas mais coloridas, bonitas e deliciosas da vida. Isso sem falar nas especiarias cheias de aromas que tomam conta de tudo.

Tradição boa (adoro uma tradição!) é comer o delicioso sanduíche de mortadela. Único lugar do mundo onde eu como este tipo de sanduíche!

Pelo Brooklin

Outra coisa bacana e marcante para fazer na querida terra da garoa é uma tatuagem. Eu fiz uma em minha última visita à cidade, com Fê – Fernando Fernandes.

O que fazer em São Paulo

Um tatuagem

O Fê tem um traço incrível. Eu amei minha tattoo e saí de lá muito feliz.

Pertinho do estúdio onde o Fê fazia tatuagens (ele mudou de endereço) está o Soul Botequim, um lugar trabalhado na informalidade de um boteco cujo coração bate nas cervejas artesanais e maravilhosas cachaças.

Clássicos de uma cidade que sempre se renova

São Paulo se renova a todo instante, mas mantém seus clássicos imortais. O Estadão – Bar e Lanches é um deles, com seu sanduíche de pernil! Além disso, eles tiram um café delicioso!

O que dizer da Igreja dos Enforcados?! Pequena joia encravada no meio da bagunça do bairro da Liberdade! Linda, carrega histórias, digamos assim, misteriosas!

Aliás, o bairro da Liberdade é mesmo um pedaço do Japão no Brasil. Um lugar para se perder numa cultura tão diferente da nossa. Há muita coisa legal para ver, visitar e viver por lá: um ir além das fronteiras brasileiras sem sair do Brasil.

O que fazer em São Paulo

Um sanduíche de pernil no Estadão – clássicos de São Paulo

Ali, pela região de Santa Cecília

Talvez uma das descobertas mais legais dos últimos tempo em Sampa tenha sido o barzinho Kraut em Santa Cecília (R. Barão de Tatuí, 405 – Vila Buarque). Especializado em drinques estilosos e saborosos o que me pegou pelo pé foi o suco de tomate – o melhor que já bebi – e o schnitzel no pão que comi naquela noite chuvosa: sabor inesquecível.

Há várias opções de schnitzel: porco (tradicional), carne, frango e vegetariano (feito com berinjela e pepino). Eu escolhi o vegano feito com abóbora e brotos de feijão e estava sensacional! Para quem não sabe schnitzel é um prato austríaco muito consumido na Alemanha também.

Lá por Santa Cecília encontramos ainda o Jhony´s Bar e Restaurante, aquele tipo de lugar que tem tudo e que abre muitas horas por dia. Tem três unidades, quase uma ao lado da outra. A do R. Canuto do Val, 241 – Vila Buarque, foi nossa padoca para o café da manhã de todos os dias numa de nossas temporadas na cidade. O queijo quente com um expresso era um passeio no paraíso. Quem disse que o simples e básico não é divino?!

O que fazer em São Paulo: #saopaulo #brasil #roteiro #espiandopelomundo #viagem #viajantesempressa

Jhony´s Bar e Restaurante: queijo quente com expresso

E na Mooca…

Quando estamos em Sampa nossa vida é peregrinar pela cidade para encontrar nossos amigos paulistanos e aqueles que por razões diversas adotaram a cidade! Assim, fomos parar na Mooca para um café da manhã perfeito em O Cantinho Mineiro (Rua Taquari, 54 – Mooca). Pães de queijos recheados, doces e salgados, com um café coado direto de terras mineiras encheram aquela minha manhã deliciosamente cinza e chuvosa de aroma e sabor.

Fiquei um bom tempo conversando com o dono sobre cafés. Ele me deu dicas preciosas e proporcionou momentos agradáveis. Para completar a comida maravilhosa, o atendimento simpático e personalizado, o lugar é lindo e ainda vende produtos para levarmos para casa e estendermos o prazer vivido ali!

O que fazer em São Paulo: #saopaulo #brasil #roteiro #espiandopelomundo #viagem #viajantesempressa

O Cantinho Mineiro: pão de queijo com goiabada e café coado

Dica de corredora

Correr em São Paulo é muito bom! Já corri três vezes na cidade! Uma delas, inesquecível, foram 9 quilômetros pelo centro da cidade na Corrida do Centro Histórico. Não foi fácil correr pelas ruas estreitas da cidade, mas foi sensacional ter desfilando diante de meus olhos, enquanto colocava um pé após o outro, alguns dos lugares mais antigos e icônicos de Sampa.

Recentemente participamos da 13 Meia Maratona Internacional de São Paulo. Corri 5 quilômetros e Leo fez a meia maratona. Ele adorou, principalmente porque passou novamente pelo centrão da cidade, região que adoramos (ele mais que eu já que é filho da terra). Eu não gostei tanto, porque metade da prova de 5 corremos com o pessoal dos 21 que tem outro ritmo. Além do mais, o percurso não é grande coisa.

Léo já correu a São Silvestre também e diz que é emocionante! Um dia, um dia, eu correrei também: subirei a consolação com o suor escorrendo, lágrimas nos olhos e o coração batendo forte: de amor e de esforço!

Uma casa na Aclimação

Um lugar mágico, com muitas camadas de histórias para contar, regido por um chef de cozinha, mestre das panelas e dos temperos, amigo querido. Um pedaço de meu coração reside neste lugar por conta das nossas energias juntas e misturadas que deixamos naquelas paredes. Sempre que possível reunimos amigos na casa da Aclimação, onde o amor circula despudoradamente e em grandes quantidades.

Já foram três encontros e cada um deles especial e memorável!

Se você quiser, pode deixar sua energia por lá também: Uma casa mágica e especial na Aclimação

O que fazer em São Paulo: #saopaulo #brasil #roteiro #espiandopelomundo #viagem #viajantesempressa

Uma casa encantada na Aclimação

Chegando e Partindo de São Paulo

Duas maneiras muito comuns de chegarmos em Sampa (e de partirmos) são pelo Aeroporto de Congonhas e pelo Aeroporto Internacional de Guarulhos na cidade vizinha.

Pousando no primeiro, dentro da cidade, fica fácil o deslocamento: basta tomar um Uber ou táxi para qualquer canto (melhor ainda quando amigos generosos que moram na cidade nos pegam, carregando plaquinhas de boas vindas!). Já para sair ou chegar no segundo, mais distante – 25 quilômetros do centro da cidade, há algumas maneiras: de táxi, Uber, em alguma das linhas de ônibus – do barato ao confortável – e de trem!

São Paulo de toda gente

Ah, sim! Há muito o que fazer em São Paulo. Basta você descobrir qual a São Paulo que mais te apetece! A capital paulista é mesmo de toda gente!

Há muitos motivos para amar São Paulo. Há muitas coisas para se descobrir, para fazer, para curtir em São Paulo. Sampa é uma cidade deliciosamente múltipla e a cada visita à cidade eu descubro uma nova São Paulo e revejo a velha São Paulo.

São Paulo é mesmo uma cidade para ser frequentada e não apenas visitada!

Venha espiar este mundão lindo comigo pelas redes sociais. 

Siga o Espiando pelo MundoFacebookInstagramTwitter e Google+

A mistura intensa e desordenada que determina o tom e o ritmo desta cidade causa impacto. Acho que a capital paulista, de muitos adjetivos e poucas definições, é grande e grandiosa: tanto nos pontos positivos quanto nos negativos. Há muito o que ver e fazer em São Paulo. São Paulo tem muito a oferecer a seus visitantes e o melhor é que ela cabe em muitos bolsos e muitos gostos. Cultural e divertida. #saopaulo #cidade #brasil #cultura #espiandopelomundo #viajantesempressa #viagem #roteiro              A mistura intensa e desordenada que determina o tom e o ritmo desta cidade causa impacto. Acho que a capital paulista, de muitos adjetivos e poucas definições, é grande e grandiosa: tanto nos pontos positivos quanto nos negativos. Há muito o que ver e fazer em São Paulo. São Paulo tem muito a oferecer a seus visitantes e o melhor é que ela cabe em muitos bolsos e muitos gostos. Cultural e divertida. #saopaulo #cidade #brasil #cultura #espiandopelomundo #viajantesempressa #viagem #roteiro

Clicando em qualquer uma das duas imagens logo aqui acima Cais da Ilha de GenebraO que fazer em São Paulo ficará guardado em seu perfil no Pinterest 🙂

Para mais inspirações e histórias de viagem siga o perfil do Espiando pelo Mundo no Pinterest.

O que fazer em São Paulo, a terra da garoa

Se você, meu caro viajante, gostou de saber O que fazer em São Paulo, compartilhe em suas redes sociais para que os amigos leiam também! 🙂 

Os botões de compartilhamento estão aqui abaixo.

Cais da Ilha de Genebra

 

By |2019-02-21T14:55:49+00:0001/02/2018|Categories: Em Poucas Palavras|Tags: |14 Comentários

14 Comments

  1. Juliana Moreti 01/02/2018 em 21:22 - Responder

    Que amor, Aninha
    Você escrevendo sobre SP com direito a fotinho minha e do Léo (cadê o Leonardo? rsrsrsrs)… não consigo competir.
    Prometo que escreverei mais sobre SP…

    ps: o Sujinho da Ipiranga x Rio Branco tbem tem hamburgueria e aceita cartão!
    E o Estadão…. ai ai….. jà matou a nossa larica da madrugada (é bem pertinho de minha casa)

    • Analuiza Carvalho 01/02/2018 em 21:27 - Responder

      oi Ju… escreva, escreva sim… afaste as nuvens do dia a dia e veja a poesia da cidade de pedra. Quero ver a sampa sob seu olhar! Foi uma delícia te encontrar!

      Bom saber sobre o Sujinho da Ipiranga… Vou nele em próxima visita a São Paulo que eu espero seja em breve! 🙂 bjus

  2. Aline Rodrigues 14/02/2018 em 13:58 - Responder

    Adoro o Centro de São Paulo. Amo o clima, a arquitetura colonial se confundindo com os prédios modernos e as pessoas andando com pressa. Também amo o Museu do Ipiranga + Parque da Independência, além do Parque do Ibirapuera.

    • Analuiza Carvalho 14/02/2018 em 19:35 - Responder

      oi Aline… eu também. Amo os contrastes e a crua poesia paulistana! Amo frequentar esta cidade! 🙂

  3. Fabia Fuzeti 16/02/2018 em 11:59 - Responder

    Sampa é meio amor e ódio… rs
    Difícil morar nela e lidar diariamente com seus caos, mas não dá para negar que tem coisas bacanas. Saudades desse lanche de pernil do Estadão!!!

    • Analuiza Carvalho 16/02/2018 em 15:31 - Responder

      Oi Fabia… acho que mesmo para quem visita, são paulo desperta momentos de amor e ódio. eu já passei pelos mais diversos sentimentos, mas como você disse, sampa tem muita coisa legal embaixo de suas camadas de caos e crueza. 🙂

  4. angela sant anna 16/02/2018 em 13:36 - Responder

    confesso q esse sanduiche ai de mortadela nunca me atraiu, muita mortadela pro meu gosto!! ahueahe gosto de ir pra SP para encontrar a galera blogueira <3

    • Analuiza Carvalho 16/02/2018 em 15:32 - Responder

      oi Angie… esse é o único lugar onde como mortadela. Não gosto de embutidos, mas este ai me ganha tranquilamente. Eu gosto de ir a São Paulo por 1001 razões. Acho a cidade cheia de possibilidades e sempre que possível dou umas bandinhas por lá. 🙂

  5. Eloah Cristina 18/02/2018 em 09:47 - Responder

    Ótimas dicas!!! São Paulo é um lugar de infinitas possibilidades. Bjs

  6. Edson Amorina Jr 20/02/2018 em 05:27 - Responder

    ahhh… cadê a foto da tatuagem? :-O Por mais que a gente passeie por são paulo, sempre tem coisa nova para ver e fazer, né?

    • Analuiza Carvalho 20/02/2018 em 09:54 - Responder

      rsrsrsrs segredo! a tatuagem é um segredo! rsrsrs Verdade, Edson, não dá mesmo para se entediar em sampa né?! bj

  7. Flávio Borges 03/08/2018 em 13:52 - Responder

    Adoro Sampa, mas nunca estive lá a passeio.. sempre foi a trabalho! 🙁
    Espero poder conhecer melhor a cidade em uma próxima oportunidade. (e quem sabe fazer uma tatoo tb haha)

    Abraços

    • Analuiza Carvalho 03/08/2018 em 17:11 - Responder

      Sério, Flávio?! ASAP encare Sampa de férias. Vale muito! E sim, faça uma tattoo!!! rsrs

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.