A Praça do MOLARD em Genebra: animação e HISTÓRIA

A Praça do Molard é animada. Não! Ela é animadíssima! A Praça do Molard é antiga. Não! Ela é antiquíssima. Para completar, esta praça em Genebra é carregada nas tintas da poesia.

Onde hoje encontramos a movimentada praça funcionava o intenso porto da cidade, com abertura para o Lago Genebra, que a Torre do Molard guardava. A aduana funcionava aqui. Os barcos vinham do lago e passavam por um arco ao lado da torre.

Isso me parece pura poesia!

Infelizmente o arco foi demolido em 1871. Gostaria de tê-lo visto.

Esta parte de Genebra era um hub comercial com variados e dinâmicos mercados, cobertos e ao ar livre, funcionando por aqui. Por muitos séculos a Praça do Molard foi o centro político e econômico de Genebra.

Um chão de pedras como um céu estrelado

Há ainda mais graça e encanto na Praça do Molard. O chão é feito de pedras e à noite, algumas delas ficam iluminadas como um céu estrelado. Nestas que brilham lemos palavras tipo olá, boa noite, obrigado ou bem vindo em alguma das seis línguas oficiais das Nações Unidas: inglês, francês, espanhol, russo, chinês, japonês e árabe.

Não, eu não o vi! Só passei por lá durante o dia! Mais uma ausência genebrina em minha caixa de doces memórias. Um dia, ainda nesta vida, eu volto com certeza!

Vultos históricos pela Praça do Molard

A Praça do Molard em Genebra na Suíça

A Praça do Molard em genebra na Suíça – linda, linda

Um dos principais reformadores, Guillaume Farel, vivia por aí. Foi aqui, inclusive, que em 1 de Janeiro de 1533 Antoine Froment, seu discípulo, pregou publicamente pela primeira vez, as ideias da Reforma.

Mais vultos históricos deixaram suas marcas na Praça do Molard. Na Torre do Molard sobre um relevo com a cabeça de Lenin está escrito: GENEVA CITE DE REFUGE, Genebra cidade dos refugiados.

O líder da Revolução russa viveu por alguns anos em Genebra depois de passar 3 anos preso na Sibéria. Nesta cidade teria terminado de formatar os moldes da revolução comunista que teria lugar na Rússia em 1917.

Ah! A Torre do Molard!

A Torre do Molard, linda, linda, é uma sobrevivente. Talvez isso se deva às suas origens militares. Quem sabe?! Fato é que hoje, em tempos pacíficos estes que vive a bela Genebra, este personagem da antiga cidade, tem uma agradável função decorativa.

Está situada à esquerda do Rio Ródano.

Sua origem está lá no século XIV quando fazia parte dos limites da cidade, guardando-a. Contudo, sua formosa aparência que vemos hoje nos leva ao século XVI, Reforma Protestante já vigente na cidade.

A Torre do Molard é simples e pode até passar despercebida, mas aos meus olhos ela é puro encanto e beleza!

Animada e pulsante Praça do Molard

A Praça do Molard em Genebra na Suíça

Animada e pulsante Praça do Molard

A praça é pulsante, especialmente nos fins de semana, onde as pessoas lotam os cafés e restaurantes. É preciso dizer ser necessário ter um bolso não muito raso para usufruir dos estabelecimentos ali situados.

Contudo, perambular é absolutamente gratuito e fazer um lanche ao ar livre observando e fazendo parte da movimentação é programa agradabilíssimo. Para os amantes das vitrines e das compras há muitas lojas por aí também!

Em nossa despedida de Genebra, e da Suíça, a Place du Molard estava lotadíssima e uma mini orquestra animava a praça!

Praça do Molard

A animada Praça do Molard

Agora me diga, meu caríssimo viajante que está aqui a caminhar por este blog, tem alguma possibilidade de não amar Genebra?! Me diga!

Bom, a Place du Mollard e seu entorno foram reformados em 2004, mas seu ar antigo, ainda bem, não foi perdido. Passado e presente estão misturados de tal maneira que um novo tempo se formou ali.

Alguém teria uma máquina do tempo para me emprestar, por favor?!

Eu gosto, e muito, de olhar para o passado das cidades, mas sem tirar meus pezinhos pequenos e maltratados do confortável e tecnológico presente.

Genebra é uma das poucas cidades que eu gostaria de ver no passado realmente, ao vivo, caso eu tivesse a chance de andar em uma máquina do tempo. Acho que esta cidade já nasceu elegante e encantadora, apesar de toda a rigidez e sobriedade que a cobriu durante, e posteriormente, o Calvinismo.

Os molardiers

Há muitas histórias e poucas certezas envolvendo a Praça do Molard.

Durante a primavera a cidade de Genebra precisava contratar mão de obra temporária. Assim que na Praça do Molard funcionava, aos domingos pela manhã, um mercado que era conhecido como mercado de trabalho, onde os trabalhadores rurais munidos de suas ferramentas, se reuniam em busca de serem contratados.

Os salários eram determinados na hora dependendo do tipo de empreitada e da demanda.

Por conta disso, esses trabalhadores passaram a ser conhecidos como Molardiers e o termo entrou para o jeito de falar genebrino: “falar ou agir como um molardier”.

Dizem que o nome Molard teria a ver com a palavra francesa môle que significa quebra-mar.  Outros dizem que tem relação com o vocabulário antigo falado na região e que significaria caminho rochoso, abrupto –  referente à geografia daquela época. Falamos então de século XIII.

Há ainda uma teoria que talvez significasse montanha arredondada e a origem estaria no idioma falado na região da Liguria: mala = montanha.

Bom, seja lá onde esteja a origem da palavra ou o que aconteceu exatamente por estes lados, gastar algum tempo na Praça do Molard é sinônimo de momentos de prazer!

Quer conhecer mais histórias sobre este velha Genebra?! Então clica no link bem aqui abaixo!Cais da Ilha de Genebra

+ O Cais da Ilha

Venha espiar este mundão lindo comigo pelas redes sociais. 

Siga o Espiando pelo MundoFacebookInstagramTwitter e Google+

A Praça do Molard em #Genebra na #Suíça é animada, repleta de bares, restaurantes e lojas. Ali situada está a Torre do Molard. Ah! O passado do lugar é interessante! #Europa #praçadomolard #viajantesempressa #espiandopelomundo

Salvando a imagem ao lado a Praça do Molard em Genebra na Suíça ficará guardada em seu perfil no  Pinterest. 🙂

Para mais inspirações e histórias de viagem siga o perfil do Espiando pelo Mundo no Pinterest.

 

 

A Praça do Molard em Genebra na Suíça

Se você, meu caro viajante, gostou de conhecer a Praça do Molard em Genebra na Suíça, compartilhe em suas redes sociais para que os amigos leiam e se deliciem também! 🙂 

Os botões de compartilhamento estão aqui abaixo.

Cais da Ilha de Genebra

By |2018-03-07T01:04:54+00:0029/01/2018|Categories: Europa, Genebra, Suíça|Tags: , |8 Comentários

8 Comments

  1. Edson Amorina Jr 13/02/2018 em 05:56 - Responder

    A praça pareceu linda? Não! Pareceu lindíssima! 😛 Não conhecemos ainda Genebra, acabamos ficando só pra mais do norte da Suiça, precisamos voltar.

    • Analuiza Carvalho 13/02/2018 em 14:00 - Responder

      rsrsrsrrssrs Eu sou muito suspeita Edson, pois fiquei verdadeiramente encantada por Genebra, que une natureza, beleza e história. 🙂 Volte e explore esta bela cidade.

  2. VICTORIA M FARINA 13/02/2018 em 08:33 - Responder

    O costume mais europeu ever são esses barzinhos na rua, que delícia! Adorei as dicas e quero SUPER visitar Genebra pra usar tudo que você contou 😛

    • Analuiza Carvalho 14/02/2018 em 20:25 - Responder

      oi Victoria… Genebra é uma cidade apaixonante e sim, vá, veja, aprecie e me conte o que achou desta bela cidade!!! 🙂 bjus

  3. Ruthia 13/02/2018 em 08:36 - Responder

    Passei nessa praça algumas vezes e não fazia ideia da iluminação noturna que descreve. O celebrar da diversidade linguística, o celebrar da maravilhosa neutralidade suíça e o seu carácter acolhedor para com os refugiados, tudo isso me parece perfeito numa cidade como Genebra que acolhe a sede europeia da ONU. Tudo isso rematado ainda pelo Museu da Cruz Vermelha. O mundo precisa de mais cidades como essa.
    Beijinho querida Analuzia

  4. Eloah Cristina 24/03/2018 em 11:06 - Responder

    Que linda essa praça. Não conheço pessoalmente, mas adorei a experiência de ler o seu texto.

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.