O SWISS Pass: os benefícios do passe para TURISTAS na SUÍÇA

O Swiss Pass é um passe válido para turistas em visita à Suíça que dá direito ao uso dos transportes públicos do país em viagens ilimitadas, em qualquer meio de transporte como trem, tram, ônibus e barcos, incluindo ainda alguns trens panorâmicos, sendo que a reserva não está incluída no valor.

Além disso, com o Swiss Pass o visitante ganha descontos nos passeios pelas montanhas e entrada gratuita em mais de 400 museus.

Modalidades

O Swiss Pass

Swiss Pass dá direito a viagens ilimitadas nos transportes suíços

São vendidas algumas modalidades do Swiss Pass, dentre elas o Swiss Travel Pass válido para 3, 4. 8 ou 15 dias consecutivos e o Swiss Travel Pass Flexi Pass  válido para 3, 4, 8 ou 15 dias não consecutivos dentro de 1 mês.

Na primeira opção a partir do momento em que o bilhete é validado, os dias começam a contar. Na segunda opção, ele é contado por dia, o que significa que não é preciso usar todos os dias e sim na quantidade de dias comprados, dentro de 30 dias. É mais flexível, portanto.

O adquirente pode escolher comprar os bilhetes para primeira ou segunda classe.

Onde comprar

É possível comprar pela internet pelo site da RailEurope e receber os bilhetes em casa. Neste caso é bom comprar com antecedência para dar tempo de o Swiss Pass chegar.

Pode ser comprado também nas lojas da SBB-CFF-FSS, a companhia ferroviária Suíça, localizadas nas estações centrais das principais cidades do país. Basta apresentar o passaporte. Ele é emitido e entregue na hora.

Descubra mais informações sobre os trens na Suíça:

O Swiss Pass – comprar ou não comprar?

O Swiss Pass – comprar ou não comprar? A resposta é muito pessoal. Pelo que pesquisei aqui e acolá em diversos blogs parece haver um consenso sobre ser muito vantajosa a compra. Todos os blogs que li e viajantes que consultei disseram que compraram e que valeu super à pena.

Entretanto, contudo, todavia, para mim não valeu. Passei 15 dias na Suíça e quando coloquei na ponta do lápis os nossos gastos no país e o valor do Swiss Pass, ele era mais caro e não nos atendia. Sendo assim, optamos por não compra-lo.

Em resumo, não tem alternativa: tem que fazer conta.

Para quem resolver não adquirir o Swiss Pass, leia:

O Swiss Pass

Fri Pass, a vaquinha que nos deu descontos em Fribourg

Outros passes de desconto:

Sempre que chegamos a uma cidade passamos pelos postos de informações turísticas e ali buscamos informações diversas e sempre perguntamos por descontos.

Assim, em Friburgo compramos um passe com ótimo desconto que nos dava direito ao trem de ida e volta até Gruyère, entrada no Château e visita ao Maison du Gruyère, que terminou não dando tempo de conhecer, uma vez que Léo e eu somos slow motion total em nossas viagens.

No hotel, também em Fribourg, descobrimos a vaquinha – Fri Pass – que nos deu descontos em várias atrações como no Museu de História da Cidade e no museu H. R. Giger.

Quero dizer ainda que em algumas cidades, nós visitantes, recebemos um passe que nos dá gratuidade no uso dos meios de transporte público municipais em viagens ilimitadas.

Venha espiar este mundão lindo comigo pelas redes sociais. 

Siga o Espiando pelo MundoFacebookInstagramTwitter e Trip Advisor

O Swiss Pass

Se você, meu caro viajante, gostou de conhecer o Swiss Pass, compartilhe em suas redes sociais para que os amigos leiam também! 🙂 

Os botões de compartilhamento estão aqui abaixo.

Cais da Ilha de Genebra

 

By |2019-05-25T15:22:07+00:0023/06/2017|Categories: Preliminares Suíças|Tags: |1 Comentário

Um Comentário

  1. […] ao nosso modelo de viagem. Há outras maneiras de viajar pela Suíça de trem inclusive usando o Swiss-Pass, que depois de fazer muita conta concluímos que não nos […]

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.