Nossos ENCONTROS FUGAZES com o poeta Dante ALIGHIERI

Almoçamos divinamente no restaurante La Grotta Guelfa e inspirados pela história de seu nome, fomos à busca do poeta Dante Alighieri pelas ruas da divina Florença.

+ O Restaurante La Grotta Guelfa

Rumamos em direção ao Museu Casa di Dante (Via S. Margherita): perdemo-nos várias vezes, mas não havia pressa alguma, afinal.

Pelas ruas de Florença

o poeta Dante ALIGHIERI

Ruas de Florença

o poeta Dante ALIGHIERI

Vida ao ar livre – tem como não amar esta cidade?

o poeta Dante ALIGHIERI

Meus pés são meu melhor meio de transporte

Andar pelas ruas de uma cidade é uma atração imperdível para mim: é nesses momentos de caminhadas indistintas que eu sinto as vibrações da cidade, absorvo suas nuances, construo conexões significativas com o lugar.

Em Florença, repleta de detalhes preciosos e apaixonantes, estes sentimentos se elevam enormemente.

O Museu Casa di Dante

o poeta Dante ALIGHIERI

Buscando a Casa di Dante

o poeta Dante ALIGHIERI

Museu Casa di Dante

o poeta Dante ALIGHIERI

Entrando no Museu Casa di Dante em busca de informações sobre o museu

Chegando lá, no Museu Casa di Dante, desistimos de entrar. As explicações que a recepcionista nos deu sobre o que continha a casa não nos atraiu, mas talvez devêssemos ter entrado. Não sei…

A casa original do poeta já não existe.

Eu estava mais interessada na verdade em conhecer a Chiesa di Dante. Vai de lá e vai de cá, a descobrimos muito próxima ao museu, na mesma rua, perdida entre um bar, uma casa e sei lá mais o que.

A Chiesa di Santa Margherita dei Cerchi: Dante e Beatrice

o poeta Dante ALIGHIERI

A esquerda da foto, a Chiesa di Dante

o poeta Dante ALIGHIERI

Chiesa di Dante

o poeta Dante ALIGHIERI

Chiesa di Dante

o poeta Dante ALIGHIERI

Chiesa di Dante

A Igreja de Dante é na verdade a Chiesa di Santa Margherita dei Cerchi. Reza a lenda que nesta igreja ele teria visto pela primeira vez, aos nove anos, sua musa de toda a vida Beatrice Portinari. Eles não se casaram, há quem diga inclusive que nunca nem se falaram.

Dante casou-se que Gemma Donati, a quem parece nunca ter amado, nesta mesma igreja. Após o exílio do poeta, o casal nunca mais se encontrou.

Dentro da igreja há um túmulo falso de Beatrice e ao lado uma cesta onde amantes desesperados, homens e principalmente mulheres em busca do amor, deixam bilhetes pedindo ajuda a Beatrice.

Infelizmente, estava fechada quando lá chegamos. Buscamos informações com homens que bebiam no boteco ao lado e eles disseram que ela não abria em horários fixos e sim de vez em quando, sem nenhuma regra ou critério. Fiquei frustrada, muito, muito frustrada.

Chiesa di Santa Croce: novo encontro fugaz com o poeta Dante Alighieri

o poeta Dante ALIGHIERI

As belas ruas de Florença

o poeta Dante ALIGHIERI

O maior poeta de todos

o poeta Dante ALIGHIERI

Dante e a Chiesa di Santa Croce

Diante disso, só me restou ir chorar minhas pitangas no pé do caboclo, ou melhor, no pé da estátua de Dante, que fica em frente à Chiesa di Santa Croce, que abriga em seu interior o túmulo do poeta, mas cujo corpo está enterrado em Ravena, onde morreu, durante o exílio. Florença se redime diante de um de seus ilustres filhos?!

+ O interior da Basílica de Santa Croce

A Divina Comédia, em minha opinião, é uma das grandes obras primas do mundo. O passeio pelo Inferno, acompanhando Dante, sendo guiado por Virgílio é uma viagem que todo ser humano deveria fazer ao menos uma vez na vida. O ritmo, as cenas, as tintas, a poesia, a descrição: tudo é perfeito nessa odisseia.

O entardecer no Rio Arno

o poeta Dante ALIGHIERI

O Rio Arno

Começava a entardecer em Florença e este é um dos momentos encantados da cidade. Resolvemos então passear pela orla do rio Arno.

Devo antecipar que foi um passeio encantador. Quer saber mais?! É só clicar no link aqui abaixo:

+ Pela orla do Rio Arno

Gostou desses encontros com o poeta Dante Alighieri?! Guarde-o em seu Pinterest!

A magnífica cidade de Florença referencia de várias maneiras o poeta Dante Alighieri, que nasceu aqui, mas morreu no exílio por questões políticas.

By |2018-03-07T00:57:26+00:0029/04/2016|Categories: Florença|Tags: , |10 Comentários

10 Comments

  1. Keul Fortes 28/08/2017 em 11:08 - Responder

    Impossível não se encantar com esse post. Eu adoro esse tipo de passeio de arte, cultura e história. Parabéns pelo post! =)

  2. Amanda Saviano 28/08/2017 em 11:42 - Responder

    Que interessante! Dante foi tão influente culturalmente que retomar seus passos e sua realidade é uma experiência e tanto!

    • Analuiza Carvalho 13/09/2017 em 10:50 - Responder

      É verdade Amanada. Para mim, um grande poeta. O maior talvez de todos os tempos e que continua influenciando as sociedades modernas de muitas e variadas maneiras né?! 🙂 bjus

  3. Suzy Freitas 28/08/2017 em 13:06 - Responder

    Que sonho esse passeio buscando rastros de Dante por Florença! Adoraria conhecer Florença, por tudo que representa para a civilização ocidental, mas a ideia de buscar as marcas de um de mais ilustres poetas da Humanidade na cidade foi genial. Parabéns pelo roteiro e por compartilhar a sua busca com os leitores. Um abraço.

    • Analuiza Carvalho 31/08/2017 em 20:49 - Responder

      Obrigada Suzy… Sabe que fiquei bem feliz com seu comentário. Na torcida para que visite em breve esta cidade tão apaixonante e siga você mesma alguns passos do poeta. bjus

  4. Luiza Cardoso 30/08/2017 em 01:23 - Responder

    Foi justamente por causa do Dante que eu fiquei sabendo sobre Florença! Ainda não tive a oportunidade de conhecer, mas morro de vontade!
    Ainda mais agora lendo sobre a sua estadia! =)

    • Analuiza Carvalho 30/08/2017 em 05:57 - Responder

      Luiza… Florença é uma cidade apaixonante! Assim como o poeta Dante, muitos artistas incríveis como Vasari deixaram suas marcas pela cidade! Uma das razões porque achei Florença tão fascinante! 🙂 Prepare-se para se apaixonar quando a visitar! bjs

  5. Itália é encantadora e Florença é uma das cidades que me encanta muuuuito. E uma das razões é a relação/presença com este poeta. Fantástico.

    • Analuiza Carvalho 01/09/2017 em 07:27 - Responder

      É isso mesmo Catarina! Você não acha que existem muitas Florenças dentro de uma única Florença?! bj

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.