O PARQUE dos VEADOS em Nara

A manhã começou com uma visita ao conjunto de Templos Horyu-ji na cidade de Ikaruga. De lá, tomamos o trem novamente em direção a Nara, viagem que não durou mais que 15 minutos. Na antiga capital do Japão, fomos em busca do Parque dos Veados.

Nara ficou conhecida como cidade da paz – Heijo-kyo.

+ De trem 

Nara

Parque dos Veados

Nara

Parque dos Veados

A bagunça moderna de Nara

Nara foi a capital imperial durante o período Nara, entre os anos de 710 e 784, quando então Kyoto assumiu o posto. A maioria dos grandes templos desta cidade foi construído neste período.

De inspiração chinesa, já foi uma das cidades mais lindas da Ásia e por isso mesmo, Nara foi uma surpresa para mim. Não esperava encontrar aquela desordem atual, com ar de cidade do interior da Bahia.

Contudo, a cidade porta certo charme, mantido em grande parte por seu passado que enfrentou o tempo, resistiu, percorreu seu longo caminho e chegou até nós.

O contraste do novo (meio anárquico) com o velho (amadeirado e bonito) dá o tom da cidade. E ainda fomos no outono com suas cores características, tornando o cenário interessante, diferente do que imaginei a respeito da cidade. As dessemelhanças entre meu ilusório e o que encontrei fizeram de Nara, sob meu olhar, atraente e estranha ao mesmo tempo.

Nara em alguns detalhes

Parque dos Veados

Lago Sarusawa

Parque dos Veados

Lago Sarusawa: foto tirada pelo guarda

Parque dos Veados

Lago Sarusawa, uma das belezas de Nara

Parque dos Veados

A escadaria do século VII

Da estação de trem caminhamos por cerca de 40 minutos até o Parque dos Veados O caminho até o templo é bonito, com ruas simpáticas e o Lago Sarusawa, onde subimos uma longa escadaria construída no século VII.

Um guarda gentilmente se ofereceu para tirar uma foto nossa em frente ao lago.

Um novo sabor

Maratona de Nara: algumas ruas interditadas

 

Parque dos Veados

Novo sabor

Muitas ruas estavam interditadas por causa da Maratona de Nara que acontecia naquele momento.

No meio do caminho paramos um instante em uma barraquinha de rua, para que Léo experimentasse novo item da cozinha japonesa. Estava cheio. Era uma espécie de caldo ou sopa, de sabor nunca identificado que Léo considerou “gostoso”, sua reposta padrão para tudo o que prova.

Depois da experiência gastronômica em Ikaruga, eu nem me atrevi a testar nova gustação. Já bastava de bravura por aquele dia.

+ Almoço em Ikaruga

Templos em Nara

Parque dos Veados

Parque dos Veados e o Pagode de 5 andares

Kōfuku-ji

Parque dos Veados

O pagode de 5 andares

Parque dos Veados

Nan’en-dō

No início do parque está situado o templo budista Kōfuku-ji (興福寺), um dos Monumentos Históricos de Nara. Ele data do século VII, mas originalmente habitava a cidade de Quioto. Foi trasladado para o local atual cerca de 40 anos depois.

O Kōfuku-ji foi construído como forma de agradecimento pela recuperação da saúde do estadista japonês do período Asuka (538 – 710) Fujiwara no Kamatari.

Vezes sem conta o templo, que já foi composto por mais de 100 edifícios, foi consumido pelo fogo ou destruído por guerras.

Outro remanescente da destruição dos séculos é o segundo maior pagode do Japão. Como quase todos os personagens deste país, ele também não é original, que era do século VIII, sendo este mais atual, do século XV.

O pagode impressiona com seus 50 metros de altura. Ficamos minúsculos diante dele que se alonga em direção ao céu. Pegou fogo 5 vezes.

Por ali também encontramos outro sobrevivente: o Nan’en-dō, uma estrutura octogonal, cujo original datava do século IX. Este que vemos hoje, e faz parte de uma rota peregrina, é do século XII.

Parque dos Veados

Parque dos Veados

Medinho

Parque dos Veados

Posando para fotos

Parque dos Veados

Os mensageiros dos deuses

Parque dos Veados

Os donos do parque

Os belos jardins do Parque dos Veados

Chegamos então ao Parque dos Veados (Parque de Nara) com mais de 500 hectares de área que abriga, além dos templos, mais de 1.000 cervos mansos (shika), que andam soltos e passeiam calmamente entre os visitantes. Bom, nem sempre!

Podemos alimentar os cervos com uma bolacha própria vendida por ali, pelo parque. Não me atrevi, pois uma vez que estendemos a mão com o tal biscoito, uma multidão de veados vem em cima, o disputando. Há quem se divirta, eu fiquei com medinho.

Os  veados são considerados mensageiros dos deuses e, portanto, não importa que pecadinho eles cometam: não podemos fazer absolutamente nada contra eles, sob risco de multa e ou prisão, caso isso aconteça.

A lenda dos cervos mensageiros dos deuses se deve a visita Takemikadzuchio, personagem da mitologia japonesa, um Deus que nasceu do sangue espirrado do Kagutsuchi, Deus do Fogo que teve sua cabeça cortada por seu pai, ao causar a morte da mãe com seu nascimento.

Ele teria aparecido no Monte Mikasa montando um cervo branco e assim os animais ganharam conotação divina. Hoje são considerados apenas tesouros nacionais, mas ainda prefiro a versão mitológica.

Recebi uma mensagem dos deuses?!

O mensageiro atras de mim, instantes antes do galope

Parque dos Veados

Mensagem de Deus em forma de narigada

Passeamos entre eles um tempo e eles nos ignoraram a maior parte do tempo. Até que, em determinado momento, enquanto eu posava para uma foto, um dele invocou comigo e me deu uma narigada com força e vontade!

Léo, que já o tinha visto dando uma carreira em minha direção, em vez de me avisar, manteve a câmera em punho para registrar. Ele riu muito de minha cara e da cena nos dias seguintes.

Será que aquela narigada era uma mensagem enviada pelos deuses?!

Pensando nisso, seguimos para o templo Todai-ji.

Gostou do Parque dos Veados?! Guarde-o em seu Pinterest!

O Parque dos Veados em Nara, no Japão, abriga, além dos templos, mais de 1.000 cervos mansos (shika), que andam soltos e passeiam calmamente entre os visitantes. Bom, nem sempre!

By |2018-03-07T01:06:16+00:0021/08/2017|Categories: Nara|Tags: , |18 Comentários

18 Comments

  1. Turisteiro 22/08/2017 em 19:26 - Responder

    Adorei a história e morro de vontade de visitar o Japão. Muito bom saber um pouco mais sobre essa cidade e esse parque, quem sabe um dia eu não o visite? Abs

    • Analuiza Carvalho 27/08/2017 em 11:40 - Responder

      Oi… O Japão tem muitos elementos capazes de transformar nossa viagem em uma experiência incrível. Foi assim conosco! 🙂 Na torcida para que você o visite um dia. bj

  2. Alessandra Fratus 24/08/2017 em 12:56 - Responder

    Noossa! Quantos veados. Fui lendo o texto aos poucos e me surpreendi com a foto onde aparece todos eles juntos! Muito fofos!!! Fiquei curiosa pra saber mais sobre o tal do caldo que vocês experimentaram na rua. deve ser uma experiência incrível viajar pelo Japão.

    • Analuiza Carvalho 26/08/2017 em 12:40 - Responder

      oi Alessandra… de fato viajar pelo Japão foi uma experiência inesquecível!!! Assim como você no texto, fomos vendo os veados aos poucos até que nos deparamos como muitos assim juntos! rsrsrs Menina… no Japão é aquela coisa que nem sempre a gente consegue saber o que está comendo! rsrsrsr bjus

  3. Keul Fortes 24/08/2017 em 14:59 - Responder

    Que interessante! Nunca tinha lido nada sobre Nara. Adorei saber mais da cidade e sobre o Parque dos Veados. Parabéns pelo post!

  4. Gabriela Torrezani 25/08/2017 em 06:35 - Responder

    Gostei de conhecer Nara com vocês, adorei o parque dos veados! quando eu era criança tinha uma amiga chamada Nara porque os avós dela eram de lá… desde então sempre imaginei como seria essa cidade japonesa… 🙂

    • Analuiza Carvalho 27/08/2017 em 11:41 - Responder

      oi Gabriela… eu também tenho uma amiga chamada Nara, mas acho que não tem relação alguma com a cidade. Tomara que um dia você mate sua curiosidade que nasceu uma infância. 🙂 bjs

  5. Ôôô Analuiza, a narigada foi realmente inusitada, rs. Mas pense que você teve uma experiência única e pode se gabar disso. De tantos visitantes, o bichinho escolheu você, isso é especial, rs.
    Lindo passeio!
    Bjs.

    • Analuiza Carvalho 27/08/2017 em 11:42 - Responder

      rsrsrsr Verdade Fabíola! Escolheu mesmo e me deu uma narigada com força! Mensagem dos Deuses recebida devidamente! eheheh bjuuss

  6. São muito lindinhos os veados de Nara! Todo o mundo tem fotos com eles ou deles. Faz um anos, uma amiga minha esteve aí e tirou uns 3 mil milhões de fotos dos veados em todas as posições possíveis e imagirárias! ahahah

    • Analuiza Carvalho 29/08/2017 em 17:05 - Responder

      Tirar fotos deles é irresistível mesmo Susana! Eu nunca tinha visto nada parecido até então! ehehe bjus

  7. Ana Carolina Miranda 27/08/2017 em 19:20 - Responder

    Que interessante o Parque dos Veados, confesso que ainda não tinha ouvido falar e achei super curioso o fato de não podermos fazer nada contra eles sob pena de prisão. Eu também não me atreveria a dar comidas para eles não, ficaria com medo.

  8. angiesantanna 30/08/2017 em 09:41 - Responder

    aheuaheu teu marido te trollou ai ne acho q eu faria o mesmo, mas na filmaria haueah já acompanhei alguns amigos que foram ao Japão e esse foi um dos parques que mais gostaram, justamente por n ter esses bichinhos por aqu (ter ate tem ne, mas la no meio do mato haueha)

    • Analuiza Carvalho 04/09/2017 em 11:25 - Responder

      Pois é Angie… tenho certeza que se ele tivesse com uma filmadora, teria filmado e levado anos e séculos rindo de mim! rsrsrsrsrsrrss É mesmo um parque interessante justamente por não termos (que eu saiba) nada assim por aqui. ehehe bjus

  9. Roberta Lan 03/09/2017 em 14:14 - Responder

    Aqui na Holanda tem bastante. Principalmente onde eu moro, que fica próximo a uma Reserva Ambiental. Eles são tão fofinhos! Quer dizer, menos quando saem dando narigadas por aí, né, rs

    • Analuiza Carvalho 03/09/2017 em 14:22 - Responder

      Sério, Roberta! Novidade absoluta para mim!!! Ah, se eu soubesse antes de visitar a Holanda… ehehehe bjus

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.