O MERCADO Central de FLORENÇA

Finalizada a Maratona de Florença, corrida que Léo participou, nós nos encontramos nas escadarias da Basilica de Santa Croce. A fome de ambos estava gigante e resolvemos que nosso almojanta seria no Mercado Central de Florença, lugar que estava muito curiosa por conhecer.

Fomos caminhando para o hotel, trocando ideia sobre nossas manhãs: ele narrando o quanto tinha gostado de correr em Florença e eu contando como estava ainda mais apaixonada pela cidade.

Ainda nos detivemos uns instantes na Fontana del Porcellino para um carinho no focinho do javali, mas logo chegamos ao hotel. Após o banho de Léo, seguimos para o Mercado Central de Florença, onde chegamos por volta de 17 horas.

Conheça as lendas guardadas pela Fontana del Porcellino:

+ O Javali de Florença

Il Mercato Centrale

Mercado Central

o Mapa do Mercado

Mercado Central

Mesas comunitárias

Il Mercato Centrale fica em um edifício de dois andares, de ferro fundido e vidro construído em 1874 por Giuseppe Mengoni. Quando chegamos, neste domingo, famintos, o andar térreo estava fechado.

Eu sabia que nele estava o colorido das frutas, verduras, carnes, peixes e especiarias, que tanto me encantam, mas a visita ali ficaria para outro dia, pois nesse momento, além dele estar fechado, meu estômago quase vazio era quem comandava a cena. Precisava comer!

Para termos acesso ao mercado, que fica na Rua San Lorenzo, passamos por um mercado de rua alternativo, com barracas bagunçadas de um lado e de outro vendendo cintos, camisetas, bolsas, cujos vendedores falavam em uma língua que não era o italiano e que eu não fui capaz de identificar.

Dirigimo-nos ao primeiro andar, a praça de alimentação, democrática, com lojinhas com comida da Toscana e da Itália. Sorri de prazer e de antecipação. Estava vazio quando chegamos e aproveitamos para dar uma volta, fazer um reconhecimento de área.

Mesas comunitárias (cerca de 500 lugares disponíveis), quiosques tipicamente italianos (com muita informação decorativa) e uma mercearia (Eataly) gourmet: uma babilônia de opções, e preços, ao nosso dispor.

Um gnocchi de espinafre com molho pomodoro, acompanhado de um chianti, por favor

Mercado Central

Escolha, pague e pegue: não há serviço de mesa. Léo trazendo nossos chiantis

Não foi fácil escolher, mas como gosto do simples e descomplicado, terminei optando por uma massa: um gnocchi de espinafre com molho pomodoro, acompanhado, claro, de um bom vinho chianti.

Não há serviço de mesa: escolhemos o lugar, fazemos o pedido, pagamos e sentamos.

O momento presente é o que importa

Demoramo-nos ali um par de horas, porque o lugar é bacana e agradável. Fazia frio, nossos corpos estavam cansados, mas a alma estava relaxada e aquecida. Não havia pressa, portanto. Deixamos que o silêncio invadisse nossa mesa. O movimento do Mercado Central apenas ondulava diante de meus olhos.

Estava gostoso ficar ali, mas o tempo passou e no dia seguinte pretendíamos visitar Siena. Então era hora de espantar a deliciosa modorra, levantar acampamento e descansar os ossos.

Veja como ir de Florença até Siena:

+ De Florença à Siena

Na calada noite preta

Ao fim de tudo, nos embrenhamos noite adentro, de volta ao hotel, sentindo o ar gelado de Florença, felizes por termos como meio de transporte nossos pés. Ainda tivemos disposição para buscar uma nova rota. Todo momento era hora de conhecermos mais frestas dessa incrível cidade.

Firenze estava à meia luz e o silêncio reinava. Passamos por diversas ruas, onde só ouvíamos os nossos passos. Esta é uma excelente cidade para uma caminhada noturna.

Horário de funcionamento do mercado:

Térreo: de segunda a sexta das 7:00 às 14:00; aos sábados das 7:00 às 17:00, fechado aos domingos e feriados.

Primeiro andar: todos os dias das 10:00 a meia noite.

Você pode salvar este texto em seu Pinterest

O Mercado Central de Florença é um espaço muito democrático que cabe em muitos bolsos e gostos. Além de ser criativo e alegre.

By |2018-03-07T00:57:33+00:0030/03/2016|Categories: Florença|Tags: |3 Comentários

3 Comments

  1. […] assim, de corridas de longa distância, juntamos as duas refeições. Escolhemos experimentar o Mercado Central da cidade, lugar que tinha lido boas […]

  2. […] + Il Mercato Centrale di Firenze […]

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.