O Castelo dos MOUROS na bela cidade de SINTRA

Ao lado da Quinta da Regaleira, o Castelo dos Mouros foi o monumento de Sintra que mais me impressionou e encantou. Erguida por volta do século IX ele está situado pouco mais de 400 metros acima do nível do mar.

O Castelo dos Mouros é, em verdade, uma fortificação militar cujas muralhas dominam a paisagem e nos proporcionam vistas espetaculares da região de Sintra. Ali temos certeza de que este é um lugar onde elfos e duendes, além de fadas e borboletas falantes habitam.

Ruínas

Castelo dos Mouros

Explorando as ruínas

O Castelo hoje não passa de um conjunto de ruinas, mas suas estruturas estão íntegras o suficiente para nos dar uma boa ideia de como era quando estava em funcionamento e de suas muitas camadas muçulmanas e cristãs.

Eu adoro ruínas porque me levam a um passado muito distante e de muitas maneiras me fazem viajar até mais que em visitas a monumentos bem preservados, pois as ruínas, apesar de expostas ao abandono e a inclemente ação do tempo, receberam menos influência do homem ao longo dos anos, séculos, nos posicionando de maneira mais verdadeira e intensa na vida pregressa do lugar.

Explorando o Castelo dos Mouros

Castelo dos Mouros

O caminho que leva ao Castelo dos Mouros

Castelo dos Mouros

Estradinha linda que leva ao Castelo dos Mouros

Começamos nossa exploração do Castelo dos Mouros, seguindo pelo belo caminho envolto pela floresta de Sintra, região exuberante e bonita, nos levando estrada acima.

O acessamos por um portão após a bilheteria.

A estradinha é toda feita em pedra cercada pela rica, farta e muito viva vegetação local. À medida que avançávamos, somente Léo e eu (chegamos assim que abriu) eu escutava os sussurros dos habitantes encantados daquela floresta, os mesmos que perambulam também pela Quinta da Regaleira.

Silos e uma igreja cristã no antigo bairro islâmico

Castelo dos Mouros

Silos

Castelo dos Mouros

Igreja de São Pedro de Canaferrim

Logo encontramos os silos – buracos no solo para armazenamentos de cereais ou leguminosas. O uso dos silos está documentado desde os tempos pré-históricos e foi intensamente usado no Al-andalus – nome dado à Península Ibérica no século VIII pelos muçulmanos.

É possível ver as paredes das antigas casas islâmicas.

Em seguida, estávamos diante da Igreja de São Pedro de Canaferrim, construída no século XII, após a conquista da região por D. Afonso Henriques (1197).

Esta foi a primeira igreja de Sintra e neste recinto, carregado da energia de inúmeras pessoas que por aqui passaram antes de nós, foram realizados cultos até o século XIV.

Foi transformada em igreja romântica por Fernando II.

O antigo bairro islâmico

Castelo dos Mouros

Igreja de São Pedro de Canaferrim – interior

Objetos encontrado nas escavações: tampa de silo usada pelos muçulmanos entre os séculos X e XII e vaso de cerca de 7000 anos

Castelo dos Mouros

Túmulo

Castelo dos Mouros

A Igreja de São Pedro de Canaferrim à esquerda e a Necrópole ao lado direito da imagem

Atualmente a Igreja de São Pedro de Canaferrim abriga objetos encontrados nas escavações da área, alguns deles com mais de 7.000 anos.

Em minha opinião ela é muito bonita tanto por dentro quando por fora: toda feita em pedra está totalmente de acordo com aquele lugar e carrega leveza em seu semblante, apesar de sua estrutura dura. Eu fiquei realmente encantada com aquela pequenina igreja.

Esta área era o bairro islâmico. Após a Reconquista foi destruído e ocupado pela necrópole cristã e pela Igreja de São Pedro.

Em frente à igreja está um túmulo:

O que homem juntou só Deus pode separar” – essa inscrição significa que não foi possível identificar se os restos humanos encontrados nesta tumba pertenciam a mouros ou cristãos.

Já atrás da igreja foi encontrada a necrópole cristã onde foram encontrados mais de 30 sepulturas com cerca de 2 ou 3 indivíduos em cada uma delas.

Até aqui o acesso é livre e é um percurso muito bonito. Nós o percorremos sem pressa, sentindo o peso daquela belíssima natureza.

Estruturas do Castelo dos Mouros

Castelo dos Mouros

Entrada para o Castelo dos Mouros, onde devemos apresentar os bilhetes

Castelo dos Mouros

Antigas cavalariças

Castelo dos Mouros

A Cisterna: no topo, descendo, na cisterna

Castelo dos Mouros

Respiradouro da cisterna

Chegamos então a uma passagem onde tivemos que apresentar os bilhetes.

Logo após o portão encontramos diversas estruturas antigas que ajudavam no funcionamento do Castelo dos Mouros em variados séculos como as antigas cavalariças – não se sabe ao certo, mas imagina-se que tenham sido usadas para criação de animais.

Por ali também está a cisterna com capacidade para armazenar 600 metros cúbicos de água e que parece ter sido construída aproveitando uma estrutura pré-existente. Ela é ampla e podemos acessá-la por uma escadaria. Foi uma sensação curiosa estar ali dentro daquela cisterna.

Não havendo memória que secasse sua água, reza a lenda que sob a cisterna se encontra sepultado um rei mouro. Será?!

Muralha que serpenteia

Castelo dos Mouros

Muralha do Castelo dos Mouros

Castelo dos Mouros

Sintra

Castelo dos Mouros

Muralha que serpenteia

Castelo dos Mouros

Castelo dos Mouros

Castelo dos Mouros

Moradores do Castelo dos Mouros

Castelo dos Mouros

Vista da Vila de Sintra

Bandeira onde está escrito Sintra

A muralha do Castelo dos Mouros é seu elemento mais interessante: é uma verdadeira brincadeira de criança visitando um reino mágico ao andarilharmos por aqueles muros, tendo a cidade de Sintra aos nossos pés.

Ela circunda e se mistura às montanhas de Sintra, serpenteando morro acima, formando um cenário incomum, espantoso e surpreendente.

Foi como ter uma lanterna mágica que me permitiu viajar pelas brumas do tempo e visitar os mortos. Contudo, a energia do Castelo dos Mouros é muito presente, muito atual. Os turistas tomam conta do lugar e renovam sua energia constantemente.

A vista é extraordinária! Tanto da cidade e de seus palácios, quanto da floresta tão exuberante quanto bonita, como do próprio Castelo dos Mouros.

Outras estruturas do Castelo dos Mouros

Castelo dos Mouros

O Palácio da Pena visto do Castelo dos Mouros

Castelo dos Mouros

A Torre Real

Castelo dos Mouros

A Torre Real

Castelo dos Mouros

A Praça de Armas

Castelo dos Mouros

Deixando o Castelo dos Mouros

Caminhando pela muralha chegamos até as alcáçovas que foram construídas sobre as fundações muçulmanas. Este pequeno espaço está ligado a Torre de Menagem e ali residiam as autoridades locais.

Veja mais informações sobre Torres de Menagem:

+ Castelo de Guimarães

O lugar mais romântico de todos para mim foi a Torre Real onde o rei D. Fernando II pintava. Ele deve ter desfrutado de momentos de extremo prazer, diante daquela natureza exuberante, se deixando levar ao sabor de sua arte.

É o lugar mais alto do Castelo dos Mouros e nos proporciona uma vista estupenda do Palácio da Pena.

Por fim, fomos até a Praça de Armas, onde a guarnição miliar costumava se reunir. Fernando II o transformou em lugar aprazível, no século XIX.

Para mim, o Castelo dos Mouros merece todos os superlativos a ele atribuídos.

Saiba como comprar bilhetes e chegar ao Castelo dos Mouros.

+ Como visitar os principais monumentos de Sintra

Partimos então para o Palácio da Pena, nossa segunda visita do dia com o bilhete casado.

Venha espiar este mundão lindo comigo pelas redes sociais. 

Siga o Espiando pelo MundoFacebookInstagramTwitter e Google+

Clicando na imagem abaixo o Castelo dos Mouros ficará guardado em seu Pinterest! 🙂

O Castelo dos Mouros é um dos monumentos mais interessantes e atraentes da cidade de Sintra em Portugal. Saiba como é a visita.

By |2018-07-04T16:47:53+00:0005/10/2017|Categories: Europa, Portugal, Sintra|Tags: , |17 Comentários

17 Comments

  1. maytescaravelli 08/10/2017 em 13:27 - Responder

    Infelizmente deixei o Castelo dos Mouros pra trás, um pouco por opção, um pouco por falta de tempo! Julguei mal o local pelo visto. Muito se fala das ruínas do castelo e achei que só iria encontrar isso, e diferente de você não me encanta muito esse tipo de passeio. Mas com toda certeza do mundo eu iria adorar caminhas pelas muralhas e apreciar essa vista da minha querida Sintra.

    Fica pra próxima. =D

    • Analuiza Carvalho 10/10/2017 em 16:54 - Responder

      oi Maytê… ah, tempo, tempo, tempo que sempre nos obriga a difíceis escolhas!!! Sempre deixamos algumas coisas para trás né?!

      Eu quase, quase deixava a Quinta da Regaleira… se não fosse você estaria arrependida até hoje! 🙂

      Caminhar pelas muralhas do Castelo dos Mouros foi uma delícia de passeio: deu para sentir o passado e ainda tínhamos Sintra, magnífica, diante de nós! 🙂 bjkas

  2. Jair Prandi 12/02/2018 em 18:05 - Responder

    Um grande e imponente castelo de Portugal! Já estava em meu roteiro de Portugal para 2018, mas acabei de comprar passagem para o Caribe, destino adiado, por enquanto.

    • Analuiza Carvalho 12/02/2018 em 18:08 - Responder

      oi Jair… enjoy sua nova trip! Asap rola Portugal em seu destino! E quando for, visite Sintra e seu Castelo dos Mouros! Sensacional!

  3. Beneth Santana Torquato 13/02/2018 em 10:15 - Responder

    Caramba que lugar fantástico! Nem fazia ideia da existência disso! Sou apaixonado por castelos e natureza, e esse lugar combina os dois. Definitivamente entrou para a wishlist

    • Analuiza Carvalho 14/02/2018 em 19:29 - Responder

      oi Beneth… pois então… o Castelo dos Mouros é isso mesmo: um dos monumentos mais interessantes de Sintra, em minha opinião. 🙂

  4. Rozembergue 13/02/2018 em 12:04 - Responder

    Adoro visitar os castelos na Europa. Ainda não conheço Portugal, mas estou com viagem marcada para lá em maio. Depois de ler esse post deu muita vontade de incluir a cidade no meu roteiro.

    • Analuiza Carvalho 13/02/2018 em 15:13 - Responder

      oi Rozemberg… que bacana! Aproveite Portugal! Inclua, se puder Sintra. Cidade encantadora. Sugiro inclusive, dormir por lá. 🙂

  5. Flávia Donohoe 13/02/2018 em 12:10 - Responder

    eu sou louca por cidade medievais, e ainda quero fazer um tour pela Europa só conhecendo as várias cidades por aí, e Sintra com certeza está na lista, aliás Portugal me fascina e quero visitar logo! Beijos

    • Analuiza Carvalho 13/02/2018 em 14:52 - Responder

      oi Flávia… eu também tenho uma queda enorme por cidades medievais! Portugal me encantou muito e Sintra é mesmo uma cidade encantada! O Castelo dos Mouros é apenas um de seus maravilhosos monumentos, cheio de histórias e resistente ao passar do tempo! 🙂

  6. Luciana Rodrigues 14/02/2018 em 16:53 - Responder

    Achei o passeio uma mineira de tesouros a serem explorados. Catapulta a gente em outras épocas, com certeza.

    • Analuiza Carvalho 14/02/2018 em 19:34 - Responder

      Exatamente isso Luciana! E como eu adoro voltar ao passado, adorei estar no Castelo dos Mouros! 🙂 bj

  7. Michele Silva 06/04/2018 em 20:19 - Responder

    Muito bom seu relato, estou montando um roteiro para Sintra, e gostaria de saber quanto tempo gastou para conhecer apenas o castelo dos Mouros, deste a bilheteria?E depois o castelo de Pena?

    • Analuiza Carvalho 14/04/2018 em 08:22 - Responder

      oi Michele… A resposta mais adequada é mesmo depende. Depende de seu interesse pelos detalhes e de sua disposição para andar por todo canto, mas eu diria para você reservar um turno para cada uma das atrações para percorrer tranquilamente todos os seus cantos e recantos e apreciar as vistas, além de tirar muitas fotos. Em um único dia, com certeza você consegue visitar os dois monumentos.
      bjinhos

  8. Andrea 02/08/2018 em 11:43 - Responder

    Eu só vi essa muralhas de longe, do Palácio da Pena….e me arrependo….o Castelo dos Mouros certamente estará na minha próxima estada em Sintra. Adorei o seu relato e imagens de lá.

    • Analuiza Carvalho 02/08/2018 em 12:06 - Responder

      oi Andrea… eu amei caminhar pelas muralhas do Castelo dos Mouros. Uma sensação incrível! Para mim, junto com a Quinta da Regaleira, foram os lugares mais diferentes que eu visitei em Sintra, que, em minha opinião, pede ao menos duas noites. Não deixe mesmo escapar em sua próxima visita à Sintra! 🙂 bjus

  9. […] Blog Espiando pelo Mundo visitou o Castelo dos Mouros e contou todos os detalhes nesse […]

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.