[8 on 8] marcos: SEDUTORA Nova YORK de muitas FACES

Nova York não me conquistou à primeira vista. Não foi assim um amor imediato, fulminante, instantâneo. Não! Eu e a cidade levamos alguns dias nos percebendo, nos conhecendo… Aí, assim, de mansinho, ela me pegou de jeito, me arrebatou e quando eu me dei conta estava completamente seduzida. Ah! Provocante Nova York de muitas faces que abriga muitas cidades em uma cidade!

Neste mês de maio o projeto [8 on 8] traz como tema “marcos”, “pontos de referência”, em inglês “landmarks“. Os landmarks são objetos ou características de uma paisagem facilmente vistas e reconhecidas.

Para compor este [8 on 8] eu fiz uma viagem sensorial à cidade de Nova York, voltando a cada um de seus marcos que me conquistaram e se impregnaram em minhas lembranças. Sua característica de alma diversa foi o que me cativou definitivamente.

Nas imagens deste mês estão oito cidades em uma única cidade, pois Nova York é assim mesmo, de natureza múltipla, acomoda etnias variadas, que se misturam ou não, múltiplos acentos e paisagens tão distintas que a cada virar de esquina temos a nítida sensação de estarmos visitando nova cidade. Meus marcos tem relação direta com bairros e histórias. Sentimentos e sensações.

Ah! Esta sedutora Nova York de muitas faces desfila agora em 8 imagens que representam 8 regiões muito distintas da cidade como se cada uma delas fosse uma cidade em si mesma. O projeto [8 on 8] marcos celebra a diversidade

O Projeto [8 on 8]

O [8 on 8] é um projeto coletivo que propõe uma viagem através de imagens que representam um determinado tema definido mês a mês. O recorte de um lugar está intimamente ligado à maneira como os indivíduos olham, sentem e interpretam o mundo a sua volta.

Olhar uma imagem causa um misto de emoções. Imagens são fontes de inspiração e permitem ao seu observador as mais variadas viagens.

Então eu te convido agora, caro viajante, a empreender comigo uma viagem por paisagens nova yorkinas, que são meus marcos na cidade.

1 – Financial District

Nova York de muitas faces

Distrito financeiro em Lower Manhattan

O Distrito Financeiro de Nova York tem aroma de dinheiro e poder. A cidade começou a ser formatada aqui, muitos séculos atrás, com a chegada dos holandeses. Um passeio por esta região em Lower Manhattan nos permite entrar em contato com o passado mais distante de Nova York e em seguida com sua trajetória.

Aqui já percebemos uma Nova York de muitas faces. Basta ir do Museu Nacional do Índio Americano, passando pelo Touro de Wall Street e pela Wall Street, caminhar pelo Battery Park e chegar a Memorial do 11 de Setembro para ter certeza da multiplicidade desta sedutora cidade. Passado e presente unidos em paisagens e histórias distintas.

Imagem: Financial District visto da Brooklyn Bridge

 2 – West Village

Nova York de muitas faces

Weste Village e seu ar provinciano

A sensação para quem caminha pelas sinuosas e curvas ruas de West Village, fugindo totalmente às regras de uma cidade formada por quadras muito bem marcadas, é de que está em alguma pequena cidade. Ruas arborizadas, belas casas, a tranquilidade reina absoluta neste bairro.

Esse lugar guarda histórias e marcas profundas: já abrigou a população pobre da cidade, foi o lugar perfeito para burlar a lei seca, local querido por artistas e onde o movimento dos direitos gays teve início. Este ar de mansidão que encontramos em West Village esconde uma alma transgressora e alternativa.

Imagem: uma das ruas do West Village

3 – NoHo – North of Houston

Nova York de muitas faces

NoHo – North of Houston

O NoHo, que significa North of Houston (street) já foi do luxo ao lixo. Passou de belos empreendimentos imobiliários para pensões baratas. Atualmente segue num momento de rejuvenescimento, se reinventando. É uma área jovem e vibrante. Os prédios do século XIX que fazem parte da paisagem parecem ter adquirido ares modernos impregnados pela energia estimulante que corre pelas veias do NoHo.

Paradoxalmente, como tudo nesta intrigante cidade, aqui está a taberna mais antiga de Nova York em funcionamento que nem durante a lei seca fechou as portas.

Imagem: Astor Place no NoHo

4 – O antigo bairro judeu

Nova York de muitas faces

O antigo bairro judeu em Lower East Side

Este já foi o maior bairro judeu do mundo e um dos lugares mais populosos da cidade com milhares de pessoas vivendo num único hectare. Quando os imigrante alemães e irlandeses começaram a chegar por aqui, os judeus foram migrando para outras áreas de Nova York. Fácil perceber a bagunça de estilos formada pelas variadas influências.

Contudo, o mais impactante é a sensação de termos voltado no tempo, aos fantásticos e lúdicos anos 80, apesar do território ter surgido bem antes. O sentimento é o de que o bairro está bem desse modo, não tem necessidade alguma de avançar, modernizar, seguir para qualquer outra época.

Imagem: uma rua qualquer do antigo bairro judeu

5 – Chinatown

Nova York de muitas faces

Chinatown

Estar em Chinatown me impressionou. Foi como ter mudado de país: quase todas as placas e sinais, toda a comunicação que ouvimos, toda a aparência da gente era chinesa. Nada ali indicava que continuávamos em Nova York. Foi o lugar mais sujo da cidade que nós visitamos.

A energia também era outra: agitada, nervosa, hiperativa… Em determinada rua, onde paramos numa esquina para observar a movimentação, havia apenas nós de ocidentais. Chinatown me pareceu um mundo à parte, não totalmente fechado, mas isolado.

Imagem: uma rua qualquer de Chinatown num fim de tarde

6 – Harlem

Nova York de muitas faces

Harlem

Apesar de ter gente de muitas raças, característica forte de Nova York, nessa região a concentração de negros é majoritária, tanto que é conhecido como o bairro negro. Eles começaram a chegar por aqui após a Primeira Guerra Mundial e imprimiram suas marcas, vistas até hoje. Há uma cultura diferente nesta parte da cidade, deliciosamente diversa e potente.

Caminhar pelas ruas do Harlem significou, entre outras coisas, ouvir o inglês deliciosamente cantado de seus moradores.

Imagem: uma das ruas do Harlem

7 – Moderna Manhattan

Nova York de muitas faces

Toda a modernidade de Manhattan vista desde o Brooklyn Heights

Apesar de suas muitas e variadas faces, talvez a mais marcante de todas elas seja a sua modernidade. Quando penso em Nova York sempre me vem à mente seus arranha-céus, sua arquitetura rica e muito moderna. O skyline desta cidade tão contraditória, e por isso mesmo tão apaixonante, é um dos mais bonitos que eu já vi.

É um cenário sofisticado e elegante. Marcante e atraente. Passei muitas horas namorando as paisagens mais modernas da cidade. Estes foram os momentos em que eu mais me senti em Nova York, porque de muitas maneiras eu identificava aquelas paisagens, fotografadas, filmadas e exportadas à exaustão, mas que nunca cansam nossos olhos.

8 – A Nova York dos filmes

Nova York de muitas faces

Grand Central Station

Como não amar a Nova York dos filmes?! Quantas vezes eu chorei e ri com as histórias ambientadas nesta cidade?! De comédias românticas com deliciosos finais felizes, passando por muita ficção, não esquecendo dos filmes mais densos que contaram histórias, reais ou não.

Quantas vezes eu caminhei por Nova York através de tantos e tantos filmes vistos e revistos. Sim, porque um bom filme eu vejo milhares de vezes. Ah! E em todas elas me sinto como se fosse a primeira vez a assistir, pois as cenas causam os mesmos impactos e sentimentos!

Eu desconfio que parte do fascínio que Nova York exerce vem mesmo das telonas do cinema que deixaram marcas em todos aqueles que amam a sétima arte.

Imagem: saída da Grand Central Station onde tem a cena final de Friends with Benefits.

Fascinante e excitante Nova York de muitas faces

Nova York de muitas faces: uma cidade com tantos elementos discordantes, que tinha tudo para dar errado, mas estranhamente funciona. Sua multiplicidade, seus cenários variantes, sua energia intensa… Este conjunto harmônico e desarmônico ao mesmo tempo me encantou, me prendeu, me sacodiu. A cidade é estimulante. Fascinante e excitante!

Não há como escapar dos encantos desta cidade. Ela nos faz desejá-la. A nós, pobres mortais, só nos resta a rendição.

Se você gostou do Projeto [8 on 8] eu te convido, meu querido viajante, a conhecer os outros blogs  participantes e descobrir seus olhares sobre o tema.

Let’s Fly Away, por Lulu – [8 on 8] Landmark – símbolos do Rio de Janeiro;

Turistando.in, por JulianaMonumento símbolo de cidades não tão famosas;

Mulher Casada Viaja, por Marcia 8 Ícones de Londres;

O Berço do Mundo, por Ruthia [8 on] 8 Hong Kong landmarks;

Quarto de viagem, por Flávia – [8 ON 8] – símbolos da cidade de Birmingham;

Diário de Polly, por Polly – Landmarks pelo mundo.

Quer conhecer um pouco mais sobre esta fascinante cidade que atende pelo nome Nova York?! Então clica no link bem aqui abaixo!Cais da Ilha de Genebra

+ Uma cidade de nome Nova York

Venha espiar este mundão lindo comigo pelas redes sociais. 

Siga o Espiando pelo MundoFacebookInstagramTwitter e Google+

Projeto coletivo [8 on 8] marcos, landmarks na cidade de Nova York, uma viagem sensorial e de sentimentos pelas muitas faces desta cidade repleta de sedução e paradoxos. #novayork #projeto8on8 #fotografia #viajar #viagem #viajantesempressa #espiandopelomundo               Projeto coletivo [8 on 8] marcos, landmarks na cidade de Nova York, uma viagem sensorial e de sentimentos pelas muitas faces desta cidade repleta de sedução e paradoxos. #novayork #projeto8on8 #fotografia #viajar #viagem #viajantesempressa #espiandopelomundo

Clicando em qualquer uma das duas imagens logo aqui acima Cais da Ilha de GenebraNova York de muitas faces  ficará guardada em seu perfil no  Pinterest. 🙂

Para mais inspirações e histórias de viagem siga o perfil do Espiando pelo Mundo no Pinterest.

[8 on 8] marcos: Nova York de muitas faces

Se você, meu caro viajante, gostou de viajar comigo pela sedutora Nova York de muitas faces, compartilhe em suas redes sociais para que os amigos leiam e se deliciem também! 🙂 

Os botões de compartilhamento estão aqui abaixo.

Cais da Ilha de Genebra

 

By | 2018-05-08T12:12:49+00:00 08/05/2018|Categories: A Arte de Viajar|Tags: |18 Comentários

18 Comentários

  1. Você escolheu uma cidade com tantas faces e tantos marcos que imagino ter sido difícil escolher só 8! Como sempre uma visão poética e sensível. Como você disse, NY é uma cidade que sacode a gente!

    • Analuiza Carvalho 08/05/2018 em 14:26 - Responder

      oi Lulu… menina, foi sim! Mas estes marcos foram os que primeiro me vieram à mente quando pensei em Nova York para ilustrar este [8 on 8]. Foi uma viagem sensorial e eu fiquei feliz em revisitar esta cidade que faz a gente de gato e sapato através das lembranças! rsrs Fico feliz que você tenha gostado também. bjus

  2. Marcia Picorallo 08/05/2018 em 17:23 - Responder

    Ana, suas escolhas foram muito diferentes do que eu faria sobre Nova Iorque, o que achei ótimo, porque quanto mais diversidade, melhor! Não conhecia North of Houston e não sei onde é o Bairro Judeu, ficam próximos um do outro?

    • Analuiza Carvalho 09/05/2018 em 11:01 - Responder

      oi Marcia… não é mesmo por isso que Nova York é tão fascinante?! Para cada viajante, visitante e até mesmo morador ela se mostra de uma maneira diferente! Ah, cidade de mil faces que celebra a diversidade!!! O NoHo e o antigo bairro judeu não ficam distantes não, cerca de 1,5 ou 2 kms… 🙂 Na verdade, muitos bairros se confundem em suas fronteiras. bjinhos

  3. Luiza Cardoso 09/05/2018 em 01:20 - Responder

    Só imagens lindas nesse artigo! A primeira e a sétima mostram muito a magnitude da cidade, que acredito que seja uma das coisas que mais fascinam as pessoas, né? Ainda não conheço Nova York, mas sem conhecer já acho ela realmente fantástica. Acredito que seja justamente por o que você disse sobre as imagens causarem um misto de emoções. Sem dúvidas elas são inspiracionais!
    Adorei o post! 🙂

    • Analuiza Carvalho 09/05/2018 em 11:49 - Responder

      oi Luiza… NYC é mesmo uma cidade muito fotogênica. Se eu fosse uma fotógrafa profissional eu me perderia em suas retas e luzes, em sua dureza e sedução! Fico feliz que você tenha gostado de conhecer a Nova York que me prendeu e me fascinou. Ela é assim mesmo: desperta os mais variados sentimentos naqueles que a visitam. Acredito, contudo, que a maioria dos pobres mortais terminam por se apaixonar! 🙂 Eu pelo menos tive que me render! 🙂 bj

  4. Flávia Donohoe 09/05/2018 em 09:09 - Responder

    Nova Iorque me conquistou imediatamente, é uma cidade que quero voltar sempre, foi amor à primeira vista, são tantas coisas, tantos cheiros, é o meu tipo de cidade assim como Londres, é bom por isso que a maioria ama a cidade. Rever a cidade pela sua perspectiva é um deleite.

    • Analuiza Carvalho 09/05/2018 em 11:46 - Responder

      oi Flavia… ao contrário de você, minha relação com Nova York não foi assim de amor à primeira vista. Eu precisei de alguns dias sentindo e percebendo a cidade, descobrindo suas muitas faces, compreendendo o quão interessante, atraente e sedutora ela é. Precisei levantar alguns véus para me apaixonar. Diferente de Londres, que aí sim, eu amei no momento em que desci do trem vinda de Bath. As pessoas e as cidades! Tema fascinante! 🙂

      Que bom saber que você gostou de ver pedaços da Nova York que me apaixonou! 🙂 bjinhos

  5. Viajento 09/05/2018 em 13:44 - Responder

    No meu caso, Nova York foi amor à primeira vista. Já fui algumas vezes, mas sei que ainda há muitos lugares para explorar nessa cidade que agrada aos mais diferentes estilos de pessoas!

    • Analuiza Carvalho 09/05/2018 em 14:27 - Responder

      Nova York é isso aí: múltipla! Causa os mais diversos sentimentos em quem a conhece. Nenhum ameno, suponho! 🙂

  6. Ruthia 10/05/2018 em 06:34 - Responder

    Adorei viajar nas suas palavras, dos lugares onde os holandeses assentaram arraiais, à (apenas) aparentemente tranquila West Village, do hiperativa Chinatown ao skyline de gigantes arranha-céus de Manhatan. Um dia que vá a Nova Iorque certamente vou procurar essa taberna que conseguiu “enganar” a lei seca.
    Muitas faces de uma cidade que se reinventa em permanência.
    Beijinho querida

    • Analuiza Carvalho 11/05/2018 em 08:19 - Responder

      oi Ruthia, fico claro, muito feliz em saber que gostou dos meus landmarks por esta multifacetada Nova York! Busque a taberna e terás uma surpresa!!!! rsrs Acho que umas das características da magia desta cidade é justamente a sua capacidade constante de se reinventar. Desconfio que se a visitar mil vezes, farei mil viagens diferentes! 🙂 bjs

  7. Deisy Rodrigues 10/05/2018 em 15:45 - Responder

    Eu ainda não conheço a cidade, mas já li alguns posts seus sobre ela aqui e já tive uma visão bem peculiar dela, a lista ficou maravilhosa misturando o moderno com o antigo, o clássico com o diferente, deixou com mais vontade de conhecer a cidade, acho que muitas vezes a gente não se apaixona a primeira vista mas não significa que o sentimento é menor do que aquelas cidades que a gente ama de cara, têm lugares que pra alguns são mais difícil de amar, mas quando conquistam não saem do nosso coração.

    • Analuiza Carvalho 10/05/2018 em 16:47 - Responder

      oi Deisy… fico tão feliz que tenhas gostado de meu [8 on 8]!!! Esta Nova York é mesmo multifacetada. Tão variada que muitas cidades cabem em uma só! Você está lendo aquelas que mais me encantaram e fico tão, tão contente que você esteja acompanhando e curtindo! 🙂 Foi bem isso que aconteceu comigo: levei um tempo para gostar da cidade, mas quando o sentimento aconteceu foi intenso e fulminante! 🙂 bjuuuss

  8. Juliana Moreti 10/05/2018 em 20:41 - Responder

    Por isso eu sempre digo que não podemos ficar poucos dias em uma cidade tao grande!
    Imagine se vc tivesse decidido ficar apenas 3 dias. Ela teria te conquistado?
    Adorei as tuas escolhas…. de certo modo, vc encontrou landmarks não tão características de uma cidade… Qualquer um que a escolhesse, iria selecionar o obvio!
    😉

    • Analuiza Carvalho 11/05/2018 em 18:46 - Responder

      oi Ju… Exatamente por isso pressa não combina comigo. Se eu tivesse ficado poucos dias em Nova York com certeza não teria me encantado. Ela não teria tido tempo para me seduzir como fez! Estes landmarks foram alguns dos que mais me marcaram e me encantaram em meus dias na cidade. Vai ser divertido voltar um dia e descobrir então como será nossa relação. 🙂 bjus

  9. Excelentes escolhas! Ainda bem que se deixou apaixonar por NY.. eu também fui tomada por esse sentimento! Beijo grande e obrigada por compartilhar.

Deixar Um Comentário