Não Fale com Estranhos de Harlan Coben

O início de “Não Fale com Estranhos” de Harlan Coben é intrigante. Uma situação inusitada é o princípio dessa história. O que aquele estranho estava mesmo dizendo? Estaria ele falando a verdade? Seria possível?

Entretanto, poucas páginas depois, a narrativa ficou enfadonha e algo de aborrecida, seguindo por vários capítulos sem muitos atrativos. Senti vontade de abandonar a leitura, mas por alguma razão, lenta e desinteressadamente, fui em frente.

Contudo, fui lendo sem prestar intensa atenção, negligenciando aqui e acolá algumas informações. Até que de repente, inesperadamente para mim, que já não tinha mais esperança de embarcar num bom mistério policial, tudo mudou e a história ganhou intensidade.

Não Fale com Estranhos de Harlan Coben

O livro e eu

Eu já tenho esse livro há alguns anos. Minha irmã, que gosta do autor, comprou e quando terminou de ler, me deu. Ficou ali, em minha estante, sem nenhuma perspectiva de ser lido. Até que, a Mari, que escreve para o blog Travel´s Tips, me indicou a leitura e para o perfil Sobre o que Ler no Instagram.

Assim que, Não Fale com Estranhos, se tornou o livro 4 do ano de 2021.

Especialmente em tempos de pandemia, cuja orientação é ficar em casa o máximo de tempo possível e manter distância das pessoas, ler é um ato que ajuda a manter a sanidade mental. Uma fuga mesmo, para outros lugares, observando a vida de outras pessoas.

Olá Adam Price

O personagem principal dessa história é Adam Price. Casado com Corine, pais de 2 filhos, eles são felizes, vivendo nos subúrbios de New Jersey, estado americano de Nova York.

Uma noite, ele estava no balcão de um bar, bebendo uma Bud. Um estranho se aproximou. Adam nunca o tinha visto antes. O que ele disse então sobre Corine, desmoronou completamente o mundo de Price. Naquele instante, ele nem tinha ideia do quanto!

Incertezas, indagações, medo… tudo isso invadiu a mente daquele homem de modo intenso e imediato.

Por algum motivo, apesar do absurdo que disse aquele estranho, Price sabia que sua vida, a partir dali, nunca mais seria o mesma.

Assim começa Não Fale com Estranhos de Harlan Coben.

A história

Não Fale com Estranhos de Harlan Coben

Adam se sente totalmente perdido: como agir?! Era uma situação tão absurda e sem cabimento! Será que depois de tantos anos juntos, ele não conhecia a esposa? Se tudo aquilo fosse mesmo verdade, o que a motivou? Nada fazia sentido para ele.

Eu o observei, se debatendo, pensamentos pululando para todo lado, entupindo sua mente de ansiedade, pesquisando, tentando em suas buscas, encontrar, descobrir, concluir. Por mais que ele procurasse, tudo parecia lhe escapar, naqueles primeiros dias.

Eu segui me esforçando para não o abandonar, para entender seu estado de ânimo, suas ações.

Até que Adam decide confrontar Corine com a informação absurda recebida do estranho naquela noite. Era chegada a hora da verdade, de descobrir a veracidade de tudo aquilo.

Mas, Corine vai embora. Afirma que precisa pensar e colocar as ideias em ordem. Diz isso, através de um bilhete. Um bilhete! Em meio ao caos das incertezas, com a esposa ausente e incomunicável, Adam tenta ir vivendo um dia de cada vez com os filhos.

Novos mistérios

Eu seguia meio desanimada com essa história, página a página batalhando para prestar atenção, observar os detalhes, aguardar o que ainda estava por vir, ser solidária com Adam, aceitar o ritmo modorrento da narrativa.

Até que, me envolvi com a história. As coisas começaram a ficar mais intrigantes, mais emocionantes. Novos enigmas surgiram… Me agarrei aos parágrafos e já não queria parar de ler, imaginando onde tudo aquilo iria me levar.

O suspense só crescia!

Que mistério era aquele?! Como a vida daquelas pessoas se entrelaçavam? O que elas tinham em comum, ou de tão inusitado que foram catapultadas para aquele contexto?

A narrativa de Coben fica então objetiva, intensa. Não há enrolação. Há fatos que levam a outros fatos. Até que…

O final de tudo isso

Cheguei ao final de Não Fale com Estranhos. A decepção com o desfecho foi imensa! Tudo o que veio após Adam entender o que tinha acontecido com Corine, foi frustrante.

A explicação do que de fato tinha acontecido, da solução daquele intrigante mistério, das ações finais… desapontador.

Não Fale com Estranhos é um bom livro, de final péssimo.

Não Fale com Estranhos

Autora: Harlan Coben (USA)

Editora: Arqueiro

Números de Páginas: 301

FIM

Quer conhecer outro livro de suspense policial?! Então clica no link bem aqui abaixo!Cais da Ilha de Genebra+ Um do Outro de Philip Kerr

Venha espiar este mundão lindo comigo pelas redes sociais. 

Siga o Espiando pelo Mundo nas redes sociais: FacebookInstagramTrip Advisor

Não Fale com Estranhos de Harlan Coben              Não Fale com Estranhos de Harlan Coben

Clicando em qualquer uma das duas imagens logo aqui acima Cais da Ilha de Genebra Não Fale com Estranhos de Harlan Coben ficará guardado em seu perfil no  Pinterest🙂

Para mais inspirações e histórias de viagem siga o perfil do Espiando pelo Mundo no Pinterest.

Não Fale com Estranhos de Harlan Coben

Se você, meu caro viajante, gostou de conhecer um pouco sobre Não Fale com Estranhos de Harlan Coben, certamente vai querer compartilhar em suas redes sociais para que os amigos conheçam também! 🙂 

Os botões de compartilhamento estão aqui abaixo.

Cais da Ilha de Genebra

By |2021-05-31T16:22:58+00:0031/05/2021|Categories: O Mundo nos Livros|Tags: , , |0 Comentários

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.