A MANSÃO de Nyon na Suíça: espetacular e APAIXONANTE

Estava eu perambulando pela bela e pequenina cidade suíça de Nyon, sem rumo ou objetivo definido quando me deparei com uma bela casa localizada no topo da colina, bem ao lado do Château local. Aquele lugar, de extraordinária estrutura, prendeu imediatamente o meu olhar. Ele atende pela alcunha de Mansão de Nyon e logo percebe-se que a  velha casa tem personalidade, identidade!

O dia havia estado chuvoso, cinza e melancólico, perfeito para longas e relaxantes caminhadas, daquelas que ganham ritmo próprio. Era exatamente isso que eu estivera fazendo até então na cidade, com uma pequena pausa para visitar o ótimo Museu Romano.

Conjecturas e especulações sobre vidas vividas na Mansão de Nyon

A Mansão de Nyon na Suíça

A Mansão de Nyon na Suíça em seu contexto urbano

Eu até tentei resistir, fui saindo de fininho, mas meus olhos grudaram na velha casa, minha curiosidade ficou aguçada e terminei sucumbindo a seu inegável charme e voltei para observá-la melhor. Eu estava mesmo enamorada da Manoir de Nyon. Aquela casa definitivamente abrigou a minha alma e perambulei por conjecturas sobre as vidas existidas sob aqueles tetos.

Quem foram aquelas pessoas?! No patamar em que a vida é vivida será que era muito diferente da minha, mulher do mundo atual?!

Os desgastes eram visíveis na Mansão de Nyon

A Mansão de Nyon na Suíça

A Mansão de Nyon na Suíça: desgastada, aguçou a minha curiosidade

Ainda pensando nisso, nos fantasmas daquele casarão, colei meu nariz na grade de ferro, muito puída pelo tempo e perdi a noção dos segundos, dos minutos, do silêncio e do vazio… Fiquei a imaginar que toda sorte de seres encantados habitavam aquela casa abandonada. Teriam sempre vivido por ali?! Espremia os olhos tentando vê-los…

Não consegui, mas pude ouvir suas risadas, enquanto me espionavam.

Ou teriam sido as casquinadas dos espíritos que ali moraram quando vivos que continuam apegados ao passado, ao lugar que eu havia escutado?!

A Mansão de Nyon na Suíça

A Mansão de Nyon na Suíça: beleza e desgaste

Apesar de serem visíveis os desgastes causados na fisionomia da Mansão de Nyon, seu semblante ainda brilhava, era ainda atraente. As janelas de madeira, muitas, com aspecto de simplicidade eram adornos bonitos, adequados àquela estrutura vigorosa. Leveza e sobriedade com ares campeiros. Telhados desconexos, chaminés… Um conjunto tão,tão lindo!

A vida pregressa da Mansão de Nyon e seu presente

A Mansão de Nyon na Suíça

os fundos da Mansão de Nyon na Suíça tem uma vista privilegiada para o Lago Lemán

A Mansão de Nyon na Suíça

A bela vista que se tem desde a Mansão de Nyon na Suíça

Construída sobre as antigas muralhas da cidade, a Mansão de Nyon data do século XV. Sua estrutura externa é robusta, sólida, pesada e deveras profunda. Está debruçada sobre o formoso Lago Léman e os telhados das casas da cidade, uma vez que reina no alto de uma colina. Dizem que o famoso e influente filósofo Voltaire pensou em comprar le Manoir de Nyon.

Se ele o tivesse feito, talvez a realidade do casarão hoje fosse outra bem diferente! Talvez o seu status não fosse o de abandonado. Talvez, então eu pudesse ter adentrado e caminhado por seu íntimo, obervando seus ambientes, tateando e escutando aqueles sussurros do passado que não se perderam nos corredores escuros da memória.

A Mansão de Nyon é uma das casas mais antigas da cidade. Sobreviveu à cruel passagem dos séculos para os deleitantes apreciadores das arquiteturas antigas. Já foi construída como propriedade privada e teve muitos donos.

Desde 1850 pertence a uma mesma família.

Ai está o imbróglio: a Mansão de Nyon é alvo de briga judicial há anos. A solução parece difícil. Uma comissão foi formada para tentar mediar um desfecho entre os herdeiros, por conta de seu valor histórico e cultural para a cidade. A velha casa é considerada Propriedade Cultural de Importância Nacional.

Contudo, a Mansão de Nyon segue desmazelada, desalinhada, ignorada, sofrendo com as ações inclementes dos anos. Quando estava de nariz colado em suas grades, pude perceber o quão descuidada ela está. Seu futuro está afogado nas névoas da incerteza, da dúvida.

Um detalhe tumular

A Mansão de Nyon na Suíça

A Mansão de Nyon na Suíça

Curiosamente, dois vasos com verdíssimas e bem cuidadas plantas adornavam este mesmo portão corroído pelo tempo: um enfeite tumular, lembro de ter pensado.

Quando consegui me livrar da hipnose que a Mansão de Nyon me causou, com sua imagem ainda grudada em minha mente, eu fui visitar o Château de Nyon, que estava bem ali ao lado.

Quer saber como chegar em Nyon?! Então clica no link bem aqui abaixo!Cais da Ilha de Genebra

+ Como chegar em Nyon

Venha espiar este mundão lindo comigo pelas redes sociais. 

Siga o Espiando pelo MundoFacebookInstagramTwitter e Google+

A Mansão de #Nyon na Suíça é uma das casas mais antigas da cidade, datando do século XV. Ela é bonita e apaixonante! #arquitetura #suica #europa #viajantesempressa #viajar #viajante #espiandopelomundo                A Mansão de #Nyon na Suíça é uma das casas mais antigas da cidade, datando do século XV. Ela é bonita e apaixonante! #arquitetura #suica #europa #viajantesempressa #viajar #viajante #espiandopelomundo

Clicando em qualquer uma das duas imagens logo aqui acima Cais da Ilha de Genebraa bela Mansão de Nyon na Suíça  ficará guardada em seu perfil no Pinterest 🙂

Para mais inspirações e histórias de viagem siga o perfil do Espiando pelo Mundo no Pinterest.

A Mansão de Nyon na Suíça

Se você, meu caro viajante, gostou de conhecer um pouco a mansão de Nyon na Suíça, compartilhe em suas redes sociais para que os amigos leiam também! 🙂 

Os botões de compartilhamento estão aqui abaixo.

Cais da Ilha de Genebra

 

By |2018-03-20T18:05:48+00:0020/03/2018|Categories: Europa, Nyon, Suíça|Tags: |18 Comentários

18 Comments

  1. Angelica Figueiredo 22/03/2018 em 18:57 - Responder

    Gente que curiosa eu fiquei! Fui lendo, já imaginando mil histórias, e na expectativa que você ia entrar. Uma pena que tenha essa briga judicial, espero que se resolva em breve! Muito legal esses achados! Abraços.

    • Analuiza Carvalho 23/03/2018 em 09:05 - Responder

      oi Angelica… pois então! Eu gostaria muitíssimo de ter entrado. Soube que seu interior é magnífico. Tomara sim, que esta briga se resolva e que um dia as pessoas possam visitar esta joia histórica! bjs

  2. Ruthia 23/03/2018 em 05:29 - Responder

    Estive aqui geograficamente perdida a tentar localizar a pequena Nyon. Se tem vista sobre o lago Léman não pode ficar longe de Genebra. Porque o incluiu no seu roteiro? Fiquei curiosa, porque nunca ouvi falar dela.
    Esperemos que os herdeiros se entendam para que essa casa seja recuperada e volte a ter a dignidade antiga…

    • Analuiza Carvalho 23/03/2018 em 09:09 - Responder

      Oi Ruthia… de fato! Nyon fica distante apenas 15 minutos de trem de Genebra. Muito pertinho. Eu a visitei porque já tinha lido que ela era uma cidade muito fofa e encantadora, como realmente assim se mostrou. Por ser perto de Genebra era perfeita para passar o dia. Como Leo estava correndo a Maratona de Genebra e eu queria continuar a explorar esta cidade com ele, optei por conhecer a bela Nyon e não me arrependi, pois passei ótimos momentos passeando por ela. 🙂 bjinhos

  3. Que relato mais envolvente Ana, fiquei hipnotizada pela história a partir de sua narrativa.
    Pena que a briga familiar impede que esse patrimônio seja preservado e aberto a visitação.
    Vamos torcer para que o impasse se resolva e essa história acabe bem.

    • Analuiza Carvalho 23/03/2018 em 21:38 - Responder

      Oh, Fabíola, que mensagem mais linda! Fico tão feliz em saber que você gostou de passear comigo, ainda que não em sua totalidade por conta de sua condição de abandonada, pela Mansão de Nyon!!! Ela é tão linda que tomara mesmo um dia seja finalmente aberta à visitação! 🙂 bjinhos

  4. Diego Arena 23/03/2018 em 22:40 - Responder

    Nossa, fiquei triste de saber que não é possível visitar o interior do local. Já estava esperando pelas incríveis fotos … tomara que um dia seja possível. Ótimo texto

  5. VICTORIA M FARINA 24/03/2018 em 11:29 - Responder

    Que incrível visitar este lugar tão antigo. Imagina que legal dizer que sua família é dona da propriedade desde 1850? haha Adorei a dica, já está anotada em nosso guia da Suíça 😛

    • Analuiza Carvalho 24/03/2018 em 11:51 - Responder

      Boa Victoria… Já pensou?! Do jeito que gosto de uma coisa antiga eu bem ia amar poder dizer que minha família é dona de uma propriedade secular! rsrsrsrs bjinhos

  6. Adorei a história, como adoro todos os seus textos que em que você especula sobre os lugares! Fiquei ávida lendo, querendo saber mais sobre o lugar e imaginando também mil coisa. Uma pensa que uma briga familiar tenha levado o imóvel a esse estado. Vamos torcer por futuro melhor para esse belo patrimônio.

    • Analuiza Carvalho 25/03/2018 em 12:19 - Responder

      oi Lulu… fico imensamente feliz, de verdade, em saber que você gosta dos textos que escrevo para o Espiando pelo Mundo… Achei também uma lástima que a Mansão de Nyon esteja neste estado! Tomara esta situação se reverta e um dia possamos conhecer seu interior! 🙂 bjs

  7. rui batista 25/03/2018 em 14:23 - Responder

    Se fosse na Transilvânia, juraria que o Conde Drácula vivia aí :)))) Gosto muito deste tipo de casas. Gosto de explorar lugares menos turísticos… belo artigo!

    • Analuiza Carvalho 25/03/2018 em 17:32 - Responder

      Opa… será que não?! Viver não diria, mas será que não estava ali de visita à espreita?! rsrsrs Eu também Rui, gosto de pequenos achados de viagem que me deixam enamorada e fazem minha imaginação girar. Quando tenho o espaço com poucos visitantes, transeuntes então, fica ainda melhor… rsrsrs

  8. MARIA Cristina 29/03/2018 em 16:51 - Responder

    Estou aqui sentada no aeroporto e por alguns minutos me deixei levar pela sua narração deliciosa… Adoro essas descobertas e todo esse imaginário que leva nossas conjecturas tão distante.

    • Analuiza Carvalho 14/04/2018 em 08:44 - Responder

      oi Maria… que delícia saber que viajou comigo por esta descoberta tão linda quanto a Mansão de Nyon. Quando nos deparamos com estas personagens imprevistas, tudo ganha ainda mais sabor e cor não?! bjus

  9. Deisy Rodrigues 20/04/2018 em 20:24 - Responder

    Ana nós temos um sincronia de exploração de viagem, pq eu sempre me sinto atraída por prédios peculiares e depois procuro saber mais sobre a história dele, eu já tinha gostado demais das suas impressões sobre Nyon e agora fiquei encantada com a Mansão de Nyon, já fiquei imaginando tantas histórias pra ela e a capacidade de transmitir esse interesse é apaixonante por isso admiro seus textos, espero que consigam concretizar um bom destino pra ela que permita conhecer seu interior também.

    • Analuiza Carvalho 04/05/2018 em 08:38 - Responder

      oi Deisy… estes prédios são atraentes, nos chamam não?! Quando descobrimos suas histórias então, parecem que eles viram personagens reais e torcemos, nos alegramos, entristecemos, assim como aconteceu com a Mansão de Nyon… ela me puxou desde que a vi pela primeira vez e nem sei quanto tempo fiquei ali, fui e voltei, perguntei até descobrir um pouco sobre ela. Estou também na torcida para que seu destino seja de conservação!

      Fico tão feliz em saber que você gosta de viajar comigo através dos meus textos! Mais ainda que você consegue sentir um pouco das minhas emoções! Uma mensagem que me fez ganhar o dia, a semana… beijo enorme!

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.