JAPAN Rail Pass – o passe de TREM do Japão:

Quando decidimos ir ao Japão, iniciamos nossas pesquisas sobre o país para tentarmos entender pelo menos um pouco sobre um destino tão diferente daqueles que estávamos acostumados. Descobrimos então o Japan Rail Pass – o passe de trem do Japão:.

O Japan Rail Pass – JR Pass é um passe criado para ser usado por turistas e japoneses não residentes que visitam o país e que pode ser utilizado ilimitadamente em todo sistema de trem e ônibus da JR, com exceção do trem Super Expresso NOZOMI.

Só pode ser comprado em agencia de viagem credenciada  e fora do Japão. É possível comprar o passe para 7, 14 ou 21 dias corridos. Como nós viajamos por 17 dias, optamos por um passe de 14 dias.

Para quem visita mais de uma cidade como nós, que fomos a Kyoto, Nara, Nagoya, Toyota, Yokohama, Takayama e Tokyo, vale muito à pena adquirir o Japan Rail Pass – o passe de trem do Japão: para baratear o custo dos deslocamentos.

O voucher:

JAPAN Rail Pass - o passe de TREM do Japão:

O voucher que devemos trocar pelo cartão no aeroporto japonês

Compramos o nosso Japan Rail Pass na Hirotur Agência de Turismo Ltda e recebemos um voucher por sedex. No Japão, desembarcamos no aeroporto de Narita (grande Tóquio) e fomos a um posto JR, onde trocamos o voucher por um cartão que nos daria acesso aos meios de transporte.

No aeroporto de Haneda (Tóquio) também há postos de troca, bem como em algumas estações JR espalhadas pelo país.

Os bilhetes e as viagens:

JAPAN Rail Pass - o passe de TREM do Japão:

Bilhete com informações necessárias no trem que nos levou de Narita até a estação Shinagawa em Tóquio.

Com o cartão JR em mãos, no mesmo posto de troca, solicitamos a emissão dos bilhetes que nos levariam até Quioto (com conexão em Tóquio), com informações referentes ao trem, horário, plataforma, vagão e assento, utilizado para viajar de uma cidade a outra.

Em todos os nossos deslocamentos intermunicipais, nos dirigimos às bilheterias das estações de trem e apresentamos o cartão JR para recebermos o bilhete dos trechos solicitados.

Não é necessário marcar com antecedência, mas caso seja preciso, é possível fazer isso de outra cidade, ou seja, estando em Quioto, por exemplo, podemos marcar o trecho entre Nagoya e Yokohama.

Para termos acesso às plataformas (de trem ou metrô) passamos pela lateral das catracas, onde haverá um funcionário para checar o cartão e/ou o bilhete. Ás vezes será necessário apresentar o passaporte.

Durante as viagens os bilhetes serão solicitados, bem como o passaporte.

Os valores em 2011:

Type Green Ordinary
Duration Adult Child Adult Child
7-days 400$

(37,800 yen)

200$

(18,900 yen)

300$

(28,300 yen)

150$

(14,150 yen)

14-days 650$

(61,200 yen)

325$

(30,600 yen)

475$

(45,100 yen)

240$

(22,550 yen)

21-days 840$

(79,600 yen)

420$

(39,800 yen)

610$

(57,700 yen)

305$

(28,850 yen)

 

Hirotur Turismo: (11) 3207-5352 | Fax: (11) 2679-4642.

Rua Barão de Iguape, 212 – Cj. 51 – Liberdade São Paulo/SP 01507-000.

Para outras informações: Japan Rail Pass;

Em tempo: há outras maneiras de viajar pelo Japão, mais baratas inclusive, como ônibus, por exemplo, mas que tem impacto no tempo, uma vez que é um meio de transporte mais lento.

Nós viajamos ao Japão em Dezembro de 2011

By |2018-03-07T00:56:05+00:0003/06/2017|Categories: Preliminares Japonesas|Tags: , |4 Comentários

4 Comments

  1. […] chegamos em Quioto, a cidade imperial, de trem (usando o Japan Rail Pass). Foi nossa primeira parada na terra do sol nascente e foi aqui que começamos a descobrir o […]

  2. […] pelo Japão, compramos um passe que nos dava direito a viagens ilimitadas de trem: o JRP – Japan Rail Pass – e assim viajamos para algumas cidades dentro do território japonês e tenho ótimas […]

  3. […] chegamos à cidade imperial Kyoto, de trem (usando o Japan Rail Pass). Foi nossa primeira parada na terra do sol nascente e foi aqui que começamos a descobrir o […]

  4. […] seguida validamos nosso Japan Rail Pass no centro de informações JR, onde foram emitidos nossos bilhetes e marcados nossos assentos no […]

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.