O nada ESPLÊNDIDO Splendido Hotel em MONTEVIDÉU

Nosso hotel em Montevidéu estava localizado na parte antiga da cidade, a cidade velha, e assim que pousamos na capital uruguaia depois de muito perrengue, foi para lá que nos dirigimos.

Veja como um vulcão quase nos impediu de chegar a Montevidéu:

+ Uma história de viagem e futebol

Primeiro contato com o Splendido Hotel

Hotel em Montevidéu

Vista do Splendido Hotel para o Teatro Solís

Desembarcamos em Montevidéu com um friozinho gostoso em torno dos 14 graus. Logo seguimos para o hotel.

Como a viagem foi decidida em cima da hora, não deu para pesquisar muito. E fomos parar no Splendido Hotel.

Um dos fatores decisivos desta escolha foi a localização: em frente ao Teatro Solís. Nem eu, que já me meti em diversas roubadas no quesito hospedagem, estava preparada para o Splendido Hotel!

Buenos días Augusto

Hotel em Montevidéu

Splendido Hotel

Uma portinha na Calle Mitre, perdida entre um pub irlandês e um restaurante de parrilla. Uma campainha, um arco-íris na porta indicando que este hotel em Montevidéu era gay friendly, uma escadaria enorme e uma pequena recepção.

Quem nos aguarda? Augusto, com sua calça verde, suas unhas coloridas, cada uma de uma cor: amarela, rosa, verde… e seu lenço preto e branco.

Augusto, muito gentil, levou minha mala, para o nosso quarto. Mais um lance de escadas. Tudo bem, tudo bem: adoro coisas velhas, oops, antigas. Uma imagem de Evita (???), uma salinha com móveis de muitos e muitos anos, um longo corredor e nosso quarto.

Nosso quarto

Hotel em Montevidéu

Nosso quarto no Splendido Hotel

Hotel em Montevidéu

O cobertor de zebra

Uma tvzinha, um sofazinho, uma caminha, um armário, muito mofo, muita infiltração, uma mesa, uma vista linda para o Teatro Solís, um calefator, um tapete em forma de vaca e um banheiro.

Isto era tudo que havia em nosso quarto que era enorme. Augusto, fashion e gentil, ainda nos levou para conhecer o resto do hotel: cozinha, copa e sala de convivência. O melhor de tudo isso? A vista para o Teatro Solis. Realmente linda.

A colcha que cobria a cama tinha motivos de zebra. Ok, ok, animal print está na moda. Eu estava exausta, depois de uma longa viagem para chegar ao Uruguai. O quarto neste momento não me interessava. Só queria comer, para então, tomar um delicioso banho. Augusto confirmou que o banho era quente.

Almoço no Restaurante del Solís

Hotel em Montevidéu

Restaurante del Solís

Descemos e realmente a localização do Splendido era excelente: no portão de entrada da Ciudad Vieja. Resolvemos então comer uma parrilla no restaurante ao lado do hotel chamado Restaurante del Solís.

Ótima escolha: carne, verduras a la parrilla e um vinho tannat delicioso. Agora começava a relaxar…

Estava então pronta para meu banho quente. Voltamos para o hotel para novas surpresas. Ao sairmos para almoçar, deixamos o calefator ligado para aquecer o quarto. Ao voltar, que delícia, o quarto continuava gelado. Mas tudo bem, me aqueceria no banho quente.

O banheiro

Hotel em Montevidéu

O banheiro

Hotel em Montevidéu

O santo balde e o esfregão

O banheiro, ah o banheiro. Para entrar no banheiro, um degrau. Não havia desnível ou qualquer perfil entre o box e o chão onde ficava o vaso, o bidê e a pia.

Então para tomar banho, era um olho no chuveiro e outro na água, que ia descendo, descendo, descendo até cair no quarto. Ah! Mas havia soluções para isso: sair do box no meio do banho para usar o esfregão (ou gritar pelo namorado para usar o esfregão por você) ou tomar banho de 5 segundos (o meio ambiente agradece).

Liguei então o chuveiro e? Banho gelado. Crioterapia????? Tremendo de frio esperei: tudo bem, em algum momento iria aquecer. Augusto falou que a água era quente.

Cinco minutos depois, nada de água quente. Liga para Augusto: ah, vocês querem tomar banho? O aquecedor de água está desligado.

Ok, ok Augusto, a gente quer sim tomar banho, estamos há 24 horas sem tomar banho, dá para ligar? Claaaaaaaaro, aquece em meia hora tá? MEIA HORA?????

Senti vontade de chorar. Ou matar alguém!

Hotel em Montevidéu – Splendido Hotel

Hotel em Montevidéu

Sala do café da manhã

Hotel em Montevidéu

Sala de estar

Hotel em Montevidéu

Outra a sala de estar

Enfiei-me então debaixo do cobertor de zebra para aquecer enquanto a água esquentava. De olho fechado só tinha duas palavrinhas em minha cabeça como se fosse um mantra: minha casa, minha casa, minha casa…

Enfim, a água aqueceu, e entrei no meu banho com meu namorado com o esfregão do lado de fora, para não molhar o quarto.

Bom, o banho realmente ficou quente, fervendo e queimou minha pele, e não era bem uma ducha, mas sim um conjunto de pinguinhos, e não dava para demorar muito, pois o namorado bonzinho não ia dar conta com o esfregão.

Passamos apenas duas noites no Splendido Hotel, mas no segundo dia já estava ambientada e feliz, conhecendo todas as nuances do local e sendo muito bem tratada pelas pessoas que trabalhavam por lá.

Quando deixei Montevidéu tinha plena convicção que se um dia eu voltasse à cidade, ficaria hospedada novamente no Splendido Hotel com seu ar de dama decadente…

Contudo, a realidade foi outra. Voltei outras duas vezes a Montevidéu e me hospedei em locais com mais conforto e menos aventura.

Guardo com carinho e risos nossos dias no Splendido Hotel.

Endereço:

Calle Bartolomé Mitre, 1314,

By |2018-03-07T00:58:21+00:0020/07/2011|Categories: Uruguai|Tags: |2 Comentários

2 Comments

  1. G 25/07/2018 em 11:34 - Responder

    Jesus Maria José!!!!!

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.