O extraordinário Gabinete PORTUGUÊS de Leitura de SALVADOR

O Gabinete Português de Leitura de Salvador é uma notável estrutura inserida em meio ao caos do centro da capital baiana. Entre transeuntes apressados, comércio popular, moradores de rua, buzinas e gritos, ele quase passa despercebido.

Quase!

Sua beleza é tão evidente que mesmo aqueles que não o percebem de maneira consciente, sabem de sua existência, notam sensorialmente sua presença.

A entrada para conhecer o Gabinete Português de Leitura de Salvador é gratuita e nós o visitamos no mesmo dia em que almoçamos no Restaurante do Moreira. Uma imersão na cultura lusitana, com forte influência baiana.

Por incrível que possa parecer, sendo eu nativa da cidade de São Salvador, criada entre as areias de Itapoan e a antiguidade do centro da cidade, nunca o havia visitado, sempre passando ao largo em minhas deambulações obrigatórias pelas ruas que o circundam. Um equívoco cujas desculpas nunca explicarão tal lapso em minha formação cultural e como filha da terra.

A face externa do Gabinete Português de Leitura em Salvador

Gabinete Português de Leitura de Salvador

A bela fachada do Gabinete Português de Leitura de Salvador

O extraordinário edifício do Gabinete Português de Leitura de Salvador foi inaugurado em 1918. Em belíssimo estilo neomanuelino, surgiu com intuito de preservar  e divulgar a cultura portuguesa na cidade, incentivando a leitura de escritores lusos.

Havia então um número significativo de imigrantes portugueses vivendo na capital da Bahia.

Em sua fachada encontramos as figuras do Infante D. Henrique e do poeta Luis de Camões, numa clara alusão aos grandes descobrimentos portugueses, que tanto orgulho dão, até hoje, à Portugal, além de muitas outras minudências que formam um conjunto espetacular.

O estilo manuelino sempre me remete à rendas e trabalhos manuais, pois suas minúcias parecem mesmo feitas à mão por alguma habilidosa bordadeira.

O interior do Gabinete Português de Leitura de Salvador

O interior do Gabinete Português de Leitura de Salvador é tão magnífico quanto sua face externa. São dois andares ricos em detalhes, como um belo vitral e uma linda escadaria, bonitos pisos, sendo que a própria estrutura física arquitetônica, também em estilo neomanuelino, é verdadeiramente encantadora.

A imersão em suas particularidades nos leva a um maravilhoso passeio.

Piso primeiro

Gabinete Português de Leitura de Salvador

A biblioteca Infante D. Henrique

No primeiro piso encontramos a biblioteca Infante D. Henrique que abriga cerca de 25.000 títulos entre obras literárias de língua portuguesa, histórias de Portugal e suas colônias abrangendo várias áreas de conhecimento. Qualquer pessoa pode consultar o acervo.

O piso da biblioteca Infante D. Henrique é magnífico, delicado e incerto. Os livros abrigados em estantes de cor escura conferem antiguidade e dignidade ao ambiente. Mais ou menos no centro da biblioteca encontramos uma estrutura que homenageia ilustres portugueses como Pero Vaz de Caminha e Bartolomeu Dias.

O Gabinete Português de Leitura de Salvador

O maravilhoso piso do Gabinete Português de Leitura de Salvador

Piso 2

Uma escada maravilhosa nos leva ao segundo piso. No patamar observamos um vitral francês de 1921 que retrata a primeira missa celebrada em terras brasileiras, então batizadas de Terras de Santa Cruz, pelo Frei Henrique de Coimbra, poucos dias depois da comitiva de Pedro Álvares Cabral aportar na Bahia.

Chegamos então ao andar superior e percebemos facilmente o quão bonito ele também é! Está dividido em dois ambientes, ambos muito nobres e amplos, carregados também de detalhes neomanuelinos. Um deles está quase nu e atualmente é usado para eventos.

No outro há uma exposição interessante e divertida de miniaturas de barcos de toda espécie e de cunho histórico que já navegaram e exerceram múltiplas funções pelos oceanos do planeta. Honestamente?! Para mim, estes homens que se lançaram ao mar, quando pouco ou nada se sabia do mundo, que segredos, mistérios e perigos se escondiam, eram absurdamente corajosos!

Temos, por exemplo uma réplica do saveiro tão tipicamente baiano, embora de inspiração portuguesa que percorria o Recôncavo Baiano transportando mercadorias e pessoas. Hoje ainda existem alguns navegando pela Baía de Todos os Santos como transporte de entretenimento, mas poucos.

Outra miniatura bacana é a de uma caravela. Foi neste tipo de embarcação que Cristóvão Colombo chegou às Bahamas em 1492 em uma frota com 3 delas: as famosas Santa Maria, Pinta e Nina, em uma aventura que durou 1 mês. Cada caravela comportava 52 homens.

Gabinete Português de Leitura de Salvador

Caravela portuguesa de Cristóvão Colobo

Fomos recebidos no Gabinete Português de Leitura por funcionários extremamente simpáticos e gentis, contudo, eles não souberam responder a maioria de nossas perguntas sobre a vida pregressa do lugar, o que me causou certa frustração. Gostaria muito de saber como foi sua movimentação em seus tempos mais áureos.

Uma curiosidade: a luz chegou aqui em 1922.

O Gabinete Português de Literatura de Salvador atualmente

O Gabinete Português de Literatura de Salvador ficou abalado durante alguns anos, precisando de manutenção e reparo, mas sem aporte financeiro para tal. Uns anos atrás recebeu dinheiro de Portugal para esta finalidade. Por ser uma entidade de caráter filantrópico o GPL não paga impostos.

Para se manter são oferecidos cursos de literatura, gramática e português.

Informações adicionais

Gabinete Português de Leitura de Salvador

O Gabinete Português de Leitura de Salvador está inserido no contexto caótico do centro da cidade

O horário de funcionamento: segunda a sexta: 8h às 12h e 13h às 17h.

Endereço: Praça da Piedade S/N, Dois de Julho, centro

Acesso gratuito; o portão geralmente, por questão de segurança, fica fechado. Basta chamar que algum funcionário abre para o visitante.

A visita ao Gabinete Português de Leitura de Salvador faz parte do Projeto Vivendo Salvador.

Quer conhecer um pouco mais sobre o Infante D. Henrique?! Então clica no link bem aqui abaixo!Cais da Ilha de Genebra

+ A Praça do Infante D. Henrique no Porto em Portugal

Venha espiar este mundão lindo comigo pelas redes sociais. 

Siga o Espiando pelo MundoFacebookInstagramTwitter e Google+

O Gabinete Português de Leitura de #Salvador na #Bahia #Brasil é uma joia da arquitetura local. De face externa tão atraente quanto seu interior, vale muito uma visita ao local. #viajar #viajante #espiandopelomundo #viajantesempressa               O Gabinete Português de Leitura de #Salvador na #Bahia #Brasil é uma joia da arquitetura local. De face externa tão atraente quanto seu interior, vale muito uma visita ao local. #viajar #viajante #espiandopelomundo #viajantesempressa

Clicando em qualquer uma das duas imagens logo aqui acima Cais da Ilha de Genebrao Gabinete Português de Leitura de Salvador, na Bahia, Brasil  ficará guardado em seu perfil no  Pinterest. 🙂

Para mais inspirações e histórias de viagem siga o perfil do Espiando pelo Mundo no Pinterest.

O Gabinete Português de Leitura de Salvador, Bahia, Brasil

Se você, meu caro viajante, gostou de conhecer um pouco o Gabinete Português de Leitura de Salvador, Bahia, Brasil, compartilhe em suas redes sociais para que os amigos leiam também! 🙂 

Os botões de compartilhamento estão aqui abaixo.

Cais da Ilha de Genebra

 

By |2018-03-18T20:25:07+00:0018/03/2018|Categories: Américas, Brasil, Salvador|Tags: |12 Comentários

12 Comments

  1. maria luiza wallau 18/03/2018 em 19:28 - Responder

    Conheço. Realmente muito lindo. Vale uma visita sem pressa.

    • Analuiza Carvalho 18/03/2018 em 19:41 - Responder

      D. Maria Luiza… poucos conhecem. Uma pena, pois é mesmo um lindo lugar! Não sei a razão de ter demorado tantos anos a entrar, mas recomendo fortemente a visita ao Gabinete Português de Leitura! 🙂 bjinhos

  2. Gaia Vani 19/03/2018 em 11:16 - Responder

    Nunca tinha ouvido falar nesse Gabinete de Leitura. Incrível o prédio. Uma boa dica para sair do território comum!

    • Analuiza Carvalho 19/03/2018 em 11:20 - Responder

      Pois é Gaia, mesmo entre os soteropolitanos ele é desconhecido. Uma pena, pois é mesmo um belíssimo edifício que merecia ser mais visitado e conhecido. bj

  3. Dalila Barakat 19/03/2018 em 16:35 - Responder

    Muito bonito mesmo esse lugar. Sou louca pra conhecer toda a Bahia e seus encantos. S2

    • Analuiza Carvalho 19/03/2018 em 17:21 - Responder

      A Bahia é um estado muito interessante e bem diversificado, com interesses para todo tipo de turista.

  4. Katarina 20/03/2018 em 09:12 - Responder

    Fico indignada de ter nascido e vivido tanto tempo no Nordeste e não conhecer a Bahia. Espero ter oportunidade de ir logo. Adorei o post, obrigada pelas dicas! 🙂

    • Analuiza Carvalho 20/03/2018 em 10:39 - Responder

      Eu acho a Bahia um estado interessante e de variados formatos e caricaturas que o tornam muito particular e atraente, apesar de todos os nossos problemas. 🙂 Tomara um dia você possa conferir de perto. 🙂

  5. Mariana Bueno 23/03/2018 em 11:38 - Responder

    Como assim que eu não sabia dessa lugar??? Já fui a Salvador, amo, e nunca fiz esse passeio. O bom é que já tenho programação certa para quando eu voltar. Linda construção, tanta história… Acho isso o máximo, parabéns pelo texto e pelas fotos! Adorei saber!

    • Analuiza Carvalho 23/03/2018 em 22:03 - Responder

      oi Mari… pouca gente conhece ou visita o Gabinete Português de Leitura. Uma pena, pois o lugar é mesmo bonito. Visite-o mesmo quando voltar à Salvador! bjs

  6. Ruthia 17/04/2018 em 15:30 - Responder

    Que edifício maravilhoso, espero que o consigam preservar por muitos mais séculos. Também gosto muito do estilo manuelino, com toda a sua ligação à aventura marítima. E concordo com a Analuiza quando afirma que os navegadores de outrora eram tão corajosos como astronautas.
    Beijinho, uma linda semana

    P.S. No Verão visitei a réplica da caravela Pinta na Galiza

    • Analuiza Carvalho 17/04/2018 em 17:17 - Responder

      oi Ruthia… tem como não amar o estilo Manuelino?! Parece um delicado bordado e por mais que veja estruturas com este estilo, eu sempre me surpreendo e me encanto! A ligação com a Era dos Descobrimentos é um atrativo a mais!

      Que legal sobre Pinta na Galiza! Quero ver um dia. Sabe que uma das coisas que gravaram em minha mente dos estudos de menina?! Santa Maria, Pinta e Nina. rsrr Vi umas semanas atrás em Mossel Bay na África do Sul uma réplica em miniatura de Pinta e uma réplica em tamanho natural da Nau de Bartolomeu Dias que passou pelo Cabo da Boa Esperança. Lembrei de você!

      Foi forte imaginar a coragem daqueles navegadores naquele cenário!!! 🙂 bj

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.