O ALTIVO e célebre FEDERAL HALL na famosa Wall Street em NOVA YORK

Em nossas explorações pelos corredores pretéritos de Nova York chegamos à Wall Street, em Lower Manhattan. Ali, continuamos a ver de relance outras vidas que formaram aquela cidade e nos espreitavam contando histórias através de sussurros. Entramos então no Federal Hall National Memorial para escutar melhor o que diziam os fantasmas de Nova York.

E eles nos disseram muito!

O Federal Hall – imponência e sobriedade de quem foi palco de importantes acontecimentos

O Federal Hall é um edifício imponente, cheio de sobriedade, construído em estilo neogreco, no século XIX, com escadarias e oito robustas colunatas em sua fachada. Ele foi inspirado no Partenon da antiga Athenas e no Panteão romano, representando os ideais dos fundadores da nação.

À frente, uma escultura de George Washington, primeiro presidente americano, observa a movimentação em Wall Street. Este lugar é considerado o berço do governo americano. Tem razão de ser!

Toma posse o primeiro presidente dos Estados Unidos

Onde hoje vemos o elegante prédio do Federal Hall, George Washington fez seu juramento como presidente (30 de Abril de 1789). Foi também neste lugar onde o primeiro congresso americano alterou a Constituição com a Declaração dos Direitos. Iniciava aí um sistema de governo que até hoje guia o país.

Foi bem aqui, portanto que os principais e mais fundamentais ideais da democracia americana foi debatida e estabelecida. Impressionante! Um privilégio, sem duvida, pisar neste chão tantos anos depois.

O presidente tomou posse no segundo andar do antigo edifício, num balcão virado para Wall Street. Dizem que a rua estava inundada de pessoas e que o silêncio tomava conta de tudo e de todos, reinando absoluto. Os olhares estavam fixos no homem que em breve governaria a nova nação que nascia. George Washington estava prestes a se tornar uma lenda viva, entrar para a história americana.

Quando a cerimônia foi concluída Livingstone (governador de New Jersey, que esteve um tempo sepultado na Trinity Church) gritou: vida longa a George Washington, presidente dos Estados Unidos e a multidão irrompeu em aplausos esfuziantes.

Eu pude, mesmo agora, no século XXI, sentir a energia, a emoção, a esperança e força que emanaram daqueles tempos. Pude escutar os gritos de entusiamo. O mundo americano estava sendo refeito mais uma vez. Aquelas pessoas presentes em Wall Street naquele dia eram testemunhas e personagens do cenário criado então para as pessoas que ainda estavam por vir, por nascer.

O edifício original, palco da posse de George Washington, já não existe. O atual foi construído entre 1834 e 1842.

Curiosidades

A estátua de Washington está localizada mais ou menos no mesmo local onde ele fez seu juramento quando assumiu a presidência americana.

Quando o novo e primeiro presidente foi tomar posse não havia uma bíblia onde ele pudesse jurar fidelidade à Constituição. Ninguém havia providenciado, afinal era a primeira vez que os americanos tinham um presidente. Seguiu-se uma movimentação frenética de caçada a uma bíblia até que uma loja maçônica ofereceu as suas.

O antigo prédio, aquele em que George Washington tomou posse foi construído em 1703 para a reunião do conselho e assembleia do governador britânico. Além disso, era a prefeitura da cidade de Nova York. Presos eram mantidos aqui.

Alguns julgamentos muito famosos foram conduzidos neste antigo e já inexistente edifício.

Plantadas as sementes da primeira emenda

Federal Hall em Nova York

Pequenos detalhes do Federal Hall em Nova York

Um destes jugamentos tem relação direta com a tão alardeada e conhecida Primeira Emenda que garante o direito à liberdade de expressão. Aconteceu assim:

Em 1733 John Peter Zenger, meio alemão, meio americano, começou a imprimir o The New York Weekly Journal. À época, era o único jornal a criticar abertamente o Governador Real William Cosby.

Nestes tempos os Estados Unidos seguiam como colônia britânica.

Em 1734, Cosby ordenou que os jornais fossem publicamente queimados em Wall Street e Zenger ainda foi preso acusado de insubordinação e atos de rebeldia. Ficou preso por 1 ano, quando foi levado a julgamento. A corte se reuniu na antiga prefeitura da cidade. A defesa de Zenge argumentou que a imprensa tem a liberdade de expor e de se opor à tirania falando e escrevendo a verdade.

O júri concordou!

Foram então plantadas as sementes do que hoje é um dos mais importantes princípios da liberdade americana: a liberdade de manifestar suas opiniões e da liberdade de imprensa.

O Federal Hall National Memorial

O novo edifício, que hoje conhecemos como Federal Hall National Memorial e substituiu a antiga prefeitura, funcionou como Custom House (alfândega) até 1862 quando o então presidente Abraham Lincoln o transformou em um ramo do tesouro nacional americano.

Aliás, depois de George Washington, John Adams, Thomas Jefferson e James Madson trabalharam aqui.

Muito subestimando, o Federal Hall abriga um museu interessantíssimo que conta velhas histórias nova yorkinas, com fotos e cartazes, além de objetos e maquetes. Isso sem contar que o prédio por dentro é tão bonito e imodesto quanto sua fachada.

Estava quase vazio quando nós entramos e assim o ficou durante a hora que passamos por ali, percorrendo suas salas, nos distanciando do presente e nos aproximando do passado da cidade e consequentemente do país.

O museu que funciona no Federal Hall é um convite explícito a uma deliciosa volta aos tempos coloniais da cidade de Nova York quando Wall Street ainda não era uma rua pavimentada e era cercada de igrejas e prédios modestos. Para quem apura os ouvidos com cuidado, consegue escutar o trote dos cavalos que puxavam as carruagens levantando poeira quando passavam para lá e para cá.

Estamos nos anos de 1700 e tudo era muito diferente do que encontramos hoje, sem dúvida. Aqui, começava a se desenhar uma nova e importante etapa na configuração organizacional do país.

Personagens vivos da história americana: prazer Victoria

Federal Hall em Nova York

Victoria Confino

Conhecer alguns pormenores da história americana através do Federal Hall para mim foi formidável. Descobrir estes caminhos me fizeram olhar para a presente Nova York de outra maneira. Contudo, as histórias que eu li sobre as pessoas que aportaram nesta cidade carregando na bagagem muita esperança de futuro e se deparando com uma dura realidade foi o que me emocionou.

Através de depoimentos como o de Victoria Confino viajei para outros tempos onde a vida não era nada fácil. A seguir, as palavras de Confino: 

“A vida no Lower East Side era dura se você era parte de uma família de imigrantes. Eu adorava a escola e aprender e olhar para o futuro. Mas meus pais Abraham e Rachel me tiraram da escola quando eu tinha 13 anos para trabalhar na fábrica de meu pai. Minha mãe também me fazia esfregar o chão no meu horário de almoço. Eu sempre me lembro do privilégio de ir à escola e de receber educação”.

Marcas do Federal Hall

O Federal Hall carrega marcas.

No átrio principal é possível ver no chão pequenas mossas resultado de anos e anos de filas formadas por mercadores e capitães de navios esperando para pagar suas taxas alfandegárias. Além destas, podemos encontrar em uma das portas que dá acesso a sala 2 rachaduras causadas pelos atentados do 11 de Setembro.

Flag Exchange” de Mel Ziegler

Logo na entrada, no átrio principal, de formato redondo, estava acontecendo uma exposição intitulada: “Flag Exchange” de Mel Ziegler.

A proposta do artista é no mínimo inusitada. Durante mais ou menos 5 anos ele percorreu os 50 estados americanos substituindo bandeiras americanas destruídas que estavam em lugares públicos e privados como prefeituras, correios, hospitais, casas e escolas por novas.

As velhas bandeiras, puídas, estavam expostas na rotunda do Federal Hall formando um forte e fantasmagórico conjunto. Inexplicável e surpreendentemente aquele aglomerado atraía e emanava a inegável (entre outros muitos atributos, nem todos valorosos) força americana.

Segundo o autor, “as bandeiras americanas oferecem um espelho perfeito de todos nós”, o farol brilhante de esperança e resiliência tipicamente americanos.

Uma ode ao país e seus cidadãos, portanto. O espírito americano traduzido em 50 bandeiras, velhas e sobreviventes representando a união dos estados que juntos formam a nação. Não há como ficar indiferente a este espírito, eu acho, ainda que no cotidiano talvez não seja bem assim.

Deixamos o Federal Hall um bom tempo depois de termos entrado. Voltamos para a Wall Street, pegamos a Broad Street, paramos para um café e fomos descobrir mais velhas histórias da antiga Nova York para humanizarmos a Nova York contemporânea.

Informações adicionais:

Endereço: 26 Wall Street;

Entrada gratuita;

Horário de funcionamento: de segunda a sexta das 09:00 às 17:00, exceto feriados nacionais.

Quer conhecer mais velhas histórias de Nova York! Então, por favor, clica no link bem aqui abaixo!Cais da Ilha de Genebra

+ A antiga Nova York

Venha espiar este mundão lindo comigo pelas redes sociais. 

Siga o Espiando pelo MundoFacebookInstagramTwitter e Google+

O Federal Hall localizado em Wall Street, Nova York foi palco de alguns dos mais importantes acontecimentos históricos americanos. Hoje abriga um interessante museu que conta, não só histórias sobre o elegante prédio como também sobre a vida pregressa dos habitantes desta cidade. #museu #espiandopelomundo #novayork #estadosunidos #viajantesempressa #federalhall                O Federal Hall localizado em Wall Street, Nova York foi palco de alguns dos mais importantes acontecimentos históricos americanos. Hoje abriga um interessante museu que conta, não só histórias sobre o elegante prédio como também sobre a vida pregressa dos habitantes desta cidade. #museu #espiandopelomundo #novayork #estadosunidos #viajantesempressa #federalhall

Clicando em qualquer uma das duas imagens logo aqui acima Cais da Ilha de GenebraFederal Hall em Lower Manhattan, Nova York  ficará guardado em seu perfil no Pinterest 🙂

Para mais inspirações e histórias de viagem siga o perfil do Espiando pelo Mundo no Pinterest.

O Fedeal Hall em Lower Manhattan, Nova York

Se você, meu caro viajante, gostou de conhecer um pouco do Federal Hall em Lower Manhattan, Nova York, compartilhe em suas redes sociais para que os amigos leiam também! 🙂 

Os botões de compartilhamento estão aqui abaixo.

Cais da Ilha de Genebra

 

By |2018-04-28T13:09:38+00:0024/04/2018|Categories: Américas, Estados Unidos, Nova York|Tags: |0 Comentários

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.