As COISAS SIMPLES da vida

As coisas simples da vida, aquelas que emocionam, que mexem com nosso coração… Dois piercings e duas tatuagens. Por enquanto. Primeiros traços incertos de um esboço. Eu, que estou sempre em movimento, indecisa, inconstante, variável…

Eu sempre quis fazer uma tatuagem. Para falar a verdade, uma apenas não, várias! Meus pais nunca permitiram e eu respeitei. Nunca me rebelei. Eu entendi que tudo tem seu tempo e não se apressa o tempo. Aprendi a me locomover dentro dele, a me adaptar.

O tempo, dois piercings e duas tatuagens

O primeiro piercing veio muitas décadas atrás. Lembro que à época causou comoção entre amigos e conhecidos, pois eu sempre fiz a linha certinha, que seguia os padrões. Uma menina tímida com aparente jeito delicado. Era uma imagem incongruente que causava espanto: eu com um piercing.

Mal sabiam todos, mesmo os mais íntimos, o quão incoerente era o meu espírito.

Piercing naqueles distantes tempos de minha juventude era coisa de “gente muito louca”, sem juízo, perdida na vida e alguns adjetivos mais.

Eu nunca gostei de rótulos, de pre-conceitos. Eu andava com muitas tribos, respeitava todos e nunca quis imitar ninguém, ao mesmo tempo que observava e absorvia as mais diferentes influências. Como uma vampira ia sugando informações e formando meu eu, enriquecendo meu íntimo, forrando minha alma de conhecimento e possibilidades.

Os anos de juventude ficaram para trás, hoje eu sou uma senhora, mas meu primeiro piercing continua fazendo parte de mim.

O segundo piercing

O segundo piercing veio muitos e muitos anos depois. Este já ninguém estranhou, a maioria das pessoas nem notou. Os tempos eram outros, novos ventos sopravam e começavam a espantar determinados ranços. Este segundo eu amo igual ao primeiro e também segue comigo até hoje.

Faltavam as tão sonhadas tatuagens!

Uma onda que me leva e que me move, que me frustra, mas que é parte de mim

Dois piercings e duas tatuagens

A primeira tatuagem eu fiz alguns anos atrás. Já não lembro mais, não conto o tempo… Sei apenas que já não podia mais surfar e que carregava comigo a saudade de estar no outside…

Então, quando decidi que havia chegado a hora de fazer minha primeira tattoo, a escolha obvia para aquele momento eram as ondas do mar, onde eu havia sido imensamente feliz, de uma maneira crua, desmedida, sem barreiras, explicações ou entendimentos. De um jeito primitivo.

O resultado desta tatuagem foi frustrante. A onda não saiu do jeito que eu queria. Não por responsabilidade do tatuador, mas porque eu não consegui expressar a dimensão daquilo que eu desejava.

Minha onda tem uma cor linda, um contorno maravilhoso, mas é plácida demais para mim.

Eu não sou plácida!

Ainda assim, essa onda única, de um azul perfeito faz parte de mim e representa fortemente o que fui.  No final das contas, ela diz um bom bocado sobre minha alma.

Raízes que me mostram: quem fui, onde estou…

Dois piercings e duas tatuagens

Então, respeitando o ritmo do tempo, recentemente fiz minha segunda tatuagem.

Um fim de tarde em São Paulo, conversa com amigos em um boteco carregado no charme, a alegria que as boas companhias causam, surgiu o assunto tatuagem. Por que você não faz a tattoo?! Meu tatuador é ótimo, me disse um amigo.

As escadas da vida tinham girado novamente e me colocado ali. No dia seguinte estava com minha nova tatuagem!

O resultado não poderia ter me agradado mais, me deixado mais feliz. Minha raízes. Poucos caracteres, crônicas de uma vida. Esta nova tattoo representa o presente, aquilo que eu alcancei, que o meu espírito aprendeu na estrada dessa minha vida atual.

Esta segunda tatuagem deixou forte e surpreendente sentimento que vai muito além das questões estéticas e tem muito mais a ver com identidade, com auto reconhecimento.

Uma forte sensação de que devolveram uma parte faltante de mim: agora estou começando a ficar completa de novo.

The Old Cut Barber Shop e o Fê

Dois piercings e duas tatuagens

O Fê me tatuando e o Leo observando, enquanto bebia uma cerveja comprada no The Old Cut Barber Shop

O artista que fez minha tattoo em São Paulo é o Fê – Fernado Fernandes: ele tem um traço incrível, faz umas tattoos iradas!

Eu me apaixonei por seus desenhos assim, de cara. Isso foi decisivo para que eu tomasse a decisão. Tinha muito medo de nova frustração.

Ele foi extremamente paciente. Eu não estava com o desenho em mãos, que tinha ficado em Salvador, e ele esperou que buscássemos na internet, o que demorou muito.

Depois discutimos tamanho, fonte, largura, espessura, em muitas idas e vindas.

Vai para o céu este menino.

O Fê tatua em um estúdio no Brooklin, bairro de Sampa, que funciona dentro de uma barbearia descoladinha, com uma pegada retrô super linda, chamada The Old Cut Barber Shop. Rola ali também uma hamburgueria.

Quando visitar a terra da garoa novamente, vou ali, fazer minha terceira tattoo. Reza a lenda que temos que ter sempre número ímpar de tatuagens. Verdade? Mentira? Quem sabe?! Existem mais mistérios entre o céu e a terra do que sonha nossa vã filosofia, já dizia William Shakespeare.

Na dúvida, manterei a tradição!

Dois piercings e duas tatuagens

Um pedaço do The Old Cut

Pertinho do The Old Cut Barber tem um boteco muito bacana. Se quiser conhecer, clica no link bem aqui abaixo!

Cais da Ilha de Genebra

+ Soul Botequim

 

Venha espiar este mundão lindo comigo: siga o Espiando pelo Mundo nas redes sociais: FacebookInstagramTwitter e Google+

As coisas simples da vida que me movem e me emocionam. Inspirações: dois piercings e duas tatuagens. #sampa #brasil #tatuagem #espiandopelomundo #viajantesempressa

Clicando na imagem ao lado Dois piercings e duas tatuagens ficará guardado em seu perfil no  Pinterest. 🙂

Para mais inspirações e histórias de viagem siga o perfil do Espiando pelo Mundo no Pinterest.

 

Dois piercings e duas tatuagens

Se você, meu caro viajante, gostou de dois piercings e duas tatuagens, compartilhe em suas redes sociais para que os amigos leiam também! 🙂 

Os botões de compartilhamento estão aqui abaixo.

Cais da Ilha de Genebra

By |2018-03-07T01:04:54+00:0030/01/2018|Categories: Cotidiano|Tags: |0 Comentários

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.