Divina GULA:

Caminhando sem rumo pelas ruas do centro histórico de Guimarães, vi uma porta, cujo interior era lindo. O lugar, uma doçaria, chamado Divina Gula (Rua de Santa Maria, 44), e como tudo no entorno, é uma casa antiga.

O Divina Gula

Contudo, a decoração era moderna, cuidadosa nos detalhes, deixando o ambiente sedutor e apaixonante. Os lugares bonitos me chamam vigorosamente e quase nunca eu consigo resistir, por isso, entramos. Diante das vitrines eu me vi mais uma vez indecisa sobre que doce escolher.

O nome não poderia ser mais apropriado! Como acredito piamente que os doces portugueses são feitos nas cozinhas do Olimpo, a gula não pode de maneira alguma ser um pecado! É ato divino!

O pedido

Divina Gula

Divina Gula – cheio de charme

Divina Gula

Divina Gula – moderno e antigo

Esperei minha vez de ser atendida, para novamente pedir ajuda com a escolha dos doces. Uma moça portuguesa à minha frente pediu para viagem 10 Tortas de Guimarães. Ora, ora… aquela torta só podia ser muito boa!

Pedi uma para mim e um café que em Portugal costuma ser forte e delicioso. Sentei-me no fundo da casa, enquanto Léo ia até o posto de informação turística em busca de postais, uma de suas paixões.

Eu preciso de pouco para ser feliz e naquele momento eu estava muito satisfeita com meu café (0,70) e minha Torta de Guimarães (2,00) naquele lugar lindo.

Descubra alguns lindos cartões-postais desse vasto mundão para te inspirar em suas próximas viagens:

A torta de Guimarães

Divina Gula

Torta de Guimarães e um expresso: combinação perfeita

A Torta de Guimarães é feita de gila (um tipo de abóbora), ovos e nozes tostadas. Divina! Como sempre Portugal não me decepcionou com seus doces maravilhosos.

Falei com a garota que me atendeu que tinha achado o sabor da torta maravilhoso e que o lugar era muito bonito, o que significava que eu tinha acabado de criar uma memória afetiva.

Ela corou deliciada com o elogio, feliz e sem graça ao mesmo tempo e me explicou que a torta de Guimarães é típica da cidade, um doce muito antigo e que era feito nos conventos. Somente dois lugares fabricam o doce atualmente, seguindo a receita original.

Costinhas

Divina Gula

Costinhas

Divina Gula

Costinhas

Quando Léo voltou, diante de meu entusiasmo com a Torta de Guimarães, ele quis provar, mas então havia acabado. A menina nos indicou o outro lugar que o vendia, chamado Costinhas, na mesma rua.

O lugar não é bonito como o Divina Gula, mas havia a Torta de Guimarães (1,80 euros) e o atendimento foi super fofo. Estava vazio e Léo comeu no balcão, aprovando o doce. De lá, nós seguimos para a Igreja Nossa Senhora da Consolação e Santos Passos.

Antes de experimentarmos a Torta de Guimarães, nós almoçamos em um lugar muito simpático de comida caseira e confortável chamado:

Este texto não é fruto de nenhuma parceria ou troca de qualquer natureza, sendo ao contrário disso, resultado de nossas descobertas e escolhas pessoais.

Um lugar e um café por Juliana

Já que estamos falando em lugares bonitos e cafés, que tal darmos um pulinho ali em Oldenburg, na Alemanha?! A Ju, do blog Turistando.in encontrou totalmente por acaso, um pequeno espaço todo decorado, que servia um ótimo expresso. Um verdadeiro achado para quem adora café!

Essas pequenas descobertas deixam qualquer viajante feliz né?!

Os que não amam a bebida vão gostar de saber que o Heimathaven não é só café…

+ Um delicioso café no Heimathaven

Gostou das dicas desse texto?! Que tal guardá-las em seu Pinterest?!

Visitar Guimarães é um experiência deliciosa por sua importância histórica para Portugal e por conta de seu doce tradicional: a Torta de Guimarães

By |2018-03-07T00:56:12+00:0007/05/2017|Categories: Guimarães|Tags: , |1 Comentário

Um Comentário

  1. […] A torta de Guimarães, feito de Gila, um tipo de abóbora, muito gostoso. Sugiro dois lugares: o Divina Gula e o Costinhas, ambos na Rua de Santa Maria. Guarde este nome, pois voltaremos aqui, portanto, não se deixe […]

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.