[8 on 8] cores: as CORES do mundo e da VIDA

Mês de Março. Mês em que comemoramos o Dia Internacional das Mulheres. Para mim, ser mulher é, em essência, ser complexa. Estamos longe de qualquer simplicidade ou trivialidade, não importa qual seja a personalidade. Somos plurais, pois esta é nossa natureza, assim como as cores do mundo e da vida onde cabem muitas e variadas nuances.

Neste mês de março o projeto [8 on 8] traz como tema “cores”. Eu fechei os olhos por uns instantes e pensei nas cores do mundo e da vida que de alguma ou de muitas maneiras me disseram alguma coisa.

Nas imagens deste mês está a minha essência feminina traduzida nas cores do mundo e da vida. Das mais simples e triviais, meio monocromáticas por terem sutis variações de tons, até aquelas compostas de variadas e explícitas nuances.

Este texto é portanto, uma viagem sobre mulheres e cores, cores e ser mulher.

 O projeto [8 on 8]

O [8 on 8] é um projeto coletivo que propõe uma viagem através de imagens que representam um determinado tema definido mês a mês. O recorte de um lugar está intimamente ligado à maneira como os indivíduos olham, sentem e interpretam o mundo a sua volta.

Olhar uma imagem causa um misto de emoções. Imagens são fontes de inspiração e permitem ao seu observador as mais variadas viagens.

 [8 on 8] cores: as cores do mundo e da vida

  1 – As cores da força

As cores do mundo e da vida

Somos fortes, enfrentamos os problemas com determinação, mesmo quando temos medo, quando estamos tristes. Trancamos os dentes, reorganizamos sentimentos e pensamentos, reclamamos, choramos e vamos, seguimos em frente. Encaramos o sofrimento como parte da vida. Talvez porque desde que nos entendemos por gente, nós mulheres, estamos submetidas a algum tipo de dor. Padecimento e deleite andam de mãos dadas no universo feminino. Como o inverno. O inverno é lindo, mas não é fácil sobreviver a ele, pois é sofrido, o frio dói.

Imagem: inverno em San Martín de los Andes, Argentina

  2 – As cores da renovação

As cores do mundo e da vida

Sol que nasce, marcando começos e recomeços. As mulheres estão sempre experimentando o novo, um nascer de cada dia, pois temos hormônios que nos bagunçam o tempo todo. Um nascer do sol nunca é igual ao outro, às vezes pálido, às vezes intenso. Assim como nós mulheres, que estamos em constantes mudanças.  Somos flores e espinhos. Podemos deixar qualquer um tonto com nossas variações.

Imagem: nascer do sol em Havana, Cuba

  3 – Cores da beleza

As cores do mundo e da vida

Somos mulheres, bonitas por natureza. Interessantes, atraentes. O balançar de uma mulher é único, é poético. O feminino é movimento, é inspiração, é mistério. Somos seres que intrigam, que apaixonam. Nisso tudo reside extrema beleza, distinta em cada mulher, assim como os pores do sol: bonitos, apaixonantes, encantadores, não importa a intensidade, sempre mexe com todos. Todo mundo tem uma mulher em sua vida.

Imagem: por do sol em Lisboa

  4 – As cores dos detalhes

As cores do mundo e da vida

Perceber os detalhes. Analisar, processar. Nós, mulheres somos criadas para sermos tantas coisas! O mundo evoluiu, é verdade, mas continuamos assumindo muitos papeis. Reclamamos sim, mas gostamos. Fazemos muitas coisas ao mesmo tempo. Estamos atentas a tudo, percebemos o outro, cuidamos, criticamos. Por isso, aprendemos a observar os detalhes. Saboreamos a multiplicidade da vida, assim como quando apreciamos os sabores, texturas e cores dos pratos que degustamos.

Imagem: Pinxos em Valência, Espanha

5 – As cores da multiplicidade

As cores do mundo e da vida

Assim como a natureza nós mulheres somos múltiplas. Somos numerosas, com certeza! Temos milhões de modulações, de tonalidades, somos e ao mesmo tempo não somos. Queremos e deixamos de querer. O humor varia, queremos muitas coisas e depois estas coisas deixam de ter importância. Somos muitas mulheres ao mesmo tempo. Assim como a natureza que comporta variadas cores e formatos.

Imagem: uma tarde na cidade de Thun, Suíça

 6 – As cores áridas da sobrevivência

As cores do mundo e da vida

Nós temos a impressionante capacidade de nos reinventarmos. De sobreviver, muitas vezes quando a vida é árida, encontramos meios de superar. Não é fácil ser mulher, especialmente em um mundo machista, arbitrário e injusto que ainda acredita que temos que nos submeter a ele. A cada dia lutamos contra pequenos e grandes regras que tentam nos limitar. Ainda assim, superamos, sobrevivemos, seguimos adiante com coragem.

Imagem: Uma das vilas do Deserto do Atacama, Chile

7 – As cores dos sentimentos

As cores do mundo e da vida

Não temos medo de mostrar sentimentos. Choramos em público, rimos com vontade, falamos de nós, do que sentimos. Sentimentos para gente tem força, tem sentido, tem valor. Gostamos de mostrar, de falar, de contar de nossas alegrias, tristezas, dores. Eles fazem parte de nós, entendemos e aceitamos isso. Não importa que sentimento seja esse: até a melancolia de um dia cinza nós aceitamos como parte de nós.

Imagem: Dia cinza e chuvoso em Zurique na Suíça

8 – As cores da amizade

As cores do mundo e da vida

Não vivemos sem nossas amigas. Muitas vem e vão, mas não há nada como uma reunião de mulheres! Todas falam ao mesmo tempo e se entendem, se comunicam. Os assuntos emendam uns nos outros, nós nos amamos, nos detestamos, nos adoramos de novo. Discutimos a vida: do mundo, a nossa a do outro. Falamos, rimos, choramos, nos doamos. Não há mesmo nada com uma reunião de mulheres! Eu quero envelhecer com minhas amigas sempre por perto!

Imagem: grupo de amigas na estação de Lausanne, Suíça

As cores do mundo e da vida

Eu sou um pouco de tudo isso. Eu sou muito de tudo isso. Sou mulher. Não é possível me explicar, me entender, me rotular. Eu sou tudo e não sou nada. Sou um contrassenso, um paradoxo. Tenho muitas cores, muitos pensamentos, poucas certezas e muitas verdades. Mudo de direção, volto para o mesmo lugar. Sou mulher. Sou frágil e sou forte. Dependente e independente. Vejo, observo, analiso tudo. Sou mulher e assim como o mundo sou variável e mutável. Sou mulher! Adoro ser mulher!

Homens, se segurem! Estamos em movimento e rompendo a caixa machista que vocês nos colocaram há tantos séculos! Em breve, será nossa vez de administrar este mundo!

Outros participantes do Projeto [8 on 8] Cores. Clique e viaje:

Let’s Fly Away: [8 on 8] Viajando pelas cores do mundo

Quarto de viagem: [8 on 8] Cores de Los Angeles

Mulher Casada Viaja: As Cores das Cidades pelo Mundo

Turistando.in: Berlim em 8 cores

Quer conhecer mais cores pelo mundo?! Então clica no link bem aqui abaixo!Cais da Ilha de Genebra

+ Outono em Nova York: complexo e cambiante como só as mulheres podem ser

Venha espiar este mundão lindo comigo pelas redes sociais. 

Siga o Espiando pelo MundoFacebookInstagramTwitter e Google+

O projeto coletivo [8 on 8] que percorre temas em 8 imagens, neste mês de março quando celebramos as mulheres, traz o tema cores! #projeto8on8 #viajar #viajantesempressa #espiandopelomundo #viajante                O projeto coletivo [8 on 8] que percorre temas em 8 imagens, neste mês de março quando celebramos as mulheres, traz o tema cores! #projeto8on8 #viajar #viajantesempressa #espiandopelomundo #viajante

Clicando em qualquer uma das duas imagens logo aqui acima Cais da Ilha de GenebraAs cores do mundo e da vida  ficarão guardadas em seu perfil no  Pinterest. 🙂

Para mais inspirações e histórias de viagem siga o perfil do Espiando pelo Mundo no Pinterest.

[8 on 8] cores: As cores do mundo e da vida

Se você, meu caro viajante, gostou de celebrar comigo as cores do mundo e da vida, compartilhe em suas redes sociais para que os amigos leiam e se deliciem também! 🙂 

Os botões de compartilhamento estão aqui abaixo.

Cais da Ilha de Genebra

 

By | 2018-05-07T17:05:03+00:00 08/03/2018|Categories: A Arte de Viajar|Tags: |4 Comentários

4 Comentários

  1. Que lindo texto! Como sempre aliás. Adorei a associação do tema cores com o Dia Internacional da Mulher. Ser mulher não é fácil mas com o nosso olhar sensível a vida pode ser bem colorida 🙂

    • Analuiza Carvalho 13/03/2018 em 17:10 - Responder

      oi Lulu… fico bem feliz que tenhas gostado! Bem isso: nosso olhar coloca cores na vida! bjinhos

  2. Marcia Picorallo 20/03/2018 em 08:16 - Responder

    Ana, que habilidade para desenvolver o tema cores e ainda casá-lo com o mês da Mulher, parabéns! Gostei muito do texto e as imagens mostram seu olhar sempre atento. Abraços!

    • Analuiza Carvalho 20/03/2018 em 11:17 - Responder

      oi Márcia… fico tão feliz que tenhas gostado! É um exercício muito interessante e desafiador pensar no mundo através de imagens. Inverter o processo de criação e observação do mundo, de pensar além tem me deixado em estado de paixonite pelo [8 on 8]! rsrs

Deixar Um Comentário