[8 on 8] ARQUITETURA: o homem e suas obras EXTRAORDINÁRIAS, construções pelo mundo

Construções pelo mundo: o mesmo homem que destrói, constrói. Ao longo dos séculos os homens sempre foram criativos e inventaram, construíram, remodelaram, mudaram a nossa forma de viver com suas criações maravilhosas.

Muitas construções pelo mundo pereceram e só conhecemos de ouvir falar. Outras atravessaram os tempos para que possamos nos deleitar com a inventividade humana. Jamais poderíamos listar todas as maravilhas construídas pelo ser humano em tantas eras de existência. As motivações para tais construções pelo mundo vão das mais prosaicas e simples até grandes invenções para mudar o mundo.

O projeto [8 on 8] deste mês de Agosto traz como tema Arquitetura. Os recortes simbolizam as invenções do homem, em diversas cidades que já visitei, que por uma ou outra razão me marcaram, encantaram e tornaram-se inesquecíveis.

O projeto [8 on 8]

O [8 on 8] é um projeto coletivo que propõe uma viagem através de imagens que representam um determinado tema definido mês a mês. O recorte de um lugar está intimamente ligado à maneira como os indivíduos olham, sentem e interpretam o mundo a sua volta.

Olhar uma imagem causa um misto de emoções. Imagens são fontes de inspiração e permitem ao seu observador as mais variadas viagens.

[8 on 8] Arquitetura: construções pelo mundo

1 – Kinkaku -ji em Kyoto no Japão

Construções pelo Mundo

Kinkaku-ji – o magnífico Pavilhão Dourado em Kyoto no Japão

O Pavilhão Dourado, ou Kinkaku-ji (金閣寺), cujo nome oficial é Rokuon-ji, é um templo zen budista magnífico, extraordinário, espantoso, digno de todos os superlativos de nosso e outros idiomas. Diria que o Pavilhão Dourado é pura poesia! 💕💕💕

Quando me pus diante dele, majestoso e solitário, pensei estar diante de uma miragem! Uma ilusão ou talvez um presente de deuses para os olhos mortais. O Pavilhão Dourado é enigmático, misterioso e sublime. Foi construído em 1397 pelo 3° xogum Ashikaga Yoshimitisu. Seu filho o transformou em templo. Possui três estilos arquitetônicos em formato de cascata, um para cada andar, sendo que o segundo é revestido por fora com folhas de ouro, enquanto o terceiro e último é coberto de ouro não só por dentro e como por fora também.

2 – Catedral do Cristo Salvador em Moscou na Rússia

Construções pelo Mundo

A bela Catedral do Cristo Salvador com a Ponte do Patriarca no detalhe

De fronte muito branca e adornada por cinco belas cúpulas douradas a Catedral do Cristo Salvador (Хра́м Христа́ Спаси́теля) é um dos templos ortodoxos mais bonitos de Moscou. Seu interior é ainda mais impressionante!

Esta bela estrutura moscovita data do final do século XX. É, pois uma réplica – exata – da original.

A primeira foi construída entre 1839 e 1860 em comemoração à vitória russa sobre o imperador francês Napoleão Bonaparte, sendo consagrada apenas em 1883, na presença do czar Alexandre III (1845 – 1894), que afirmou que a catedral deveria permanecer gloriosa por muitos e muitos séculos.

Em 1931, o ditador Josef Stálin, que não compactuava com os planos do czar, mandou dinamitar esta joia da arquitetura russa. 😭😭😭 Com o fim do regime soviético, a igreja foi reconstruída e inaugurada em 1997 e hoje reina majestosa, localizada à margem norte do Rio Moscou. 😍😍

3 – Canal do Panamá na Cidade do Panamá no Panamá

Construções pelo mundo

O Canal do Panamá na Cidade do Panamá

O Canal do Panamá é uma das obras arquitetônicas mais espetaculares que eu já visitei! Inaugurado em 1914, desde a ideia inicial de construir um canal que ligasse o Oceano Atlântico ao Oceano Pacífico, das primeiras escavações pelos franceses e a conclusão pelos americanos, muitas pessoas morreram e muitas dificuldades foram enfrentadas.

Com esta obra, o mundo foi encurtado. Principal fonte de renda do Panamá, que hoje controla inteiramente o canal, atualmente cerca de 600 toneladas de mercadorias passam em navios pelo Canal do Panamá.  😲😲😲😲

Eu não sei quanto tempo fiquei aboletada na mureta da Eclusa de Miraflores observando os navios, enormes, passando: a mecânica de sobe e desce das águas proporcionando o deslocamento foi impressionante! A tripulação ainda se pendura na balaustrada dos navios para dar tchauzinhos entusiasmados para os turistas curiosos. 😂😂😂

4 – Palacio de Bellas Artes na Cidade do México no México

Construções pelo Mundo

Palacio de Bellas Artes na Cidade do México

O Palacio de Bellas Artes na Cidade do México é um dos edifícios mais lindos que eu conheço. Ele é perfeito! Principal teatro de ópera da cidade possui fachada em estilo Beaux-Arts. Seu interior abriga alguns dos mais geniais muralistas mexicanos como Rivera, Orozco e Siqueiros: alguns de meus preferidos. 💕💕💕 Os extraordinários Maria Callas, Plácido Domingos e Luciano Pavarotti cantaram bem aí!

Sua construção foi iniciada em 1904, mas por questões políticas e econômicas só foi concluído em 1934. Outro problema enfrentado durante as obras foi o terreno lamacento e instável que afundava e comprometia a estrutura. Até hoje, o Palacio de Bellas Artes enterra-se um bocadinho a cada ano. 😲😲

5 – Casa Museu de Albrecht Dürer em Nuremberg na Alemanha

Construções pelo Mundo

Casa museu de Albrecht Dürer em Nuremberg na Alemanha

A Casa de Albrecht Dürer (1471-1528), o mais expressivo artista de Nuremberg na Alemanha, é tão linda que até parece que foi inventada só para encher o mundo de beleza. Na verdade, esta é uma casa típica da burguesia do século XV.

Isso é indicado pela quantidade de janelas da casa, pois quanto mais janelas, mais alto era o custo para manter a casa aquecida, ou seja, só mesmo sendo rico para bancar. O seu estilo – enxaimel, técnica onde as paredes são montadas com hastes de madeira encaixadas entre si com pedras ou tijolos preenchendo os espaços – é típico desta região. Seu interior, rústico e pesado, é igualmente interessante.

Uma curiosidade: a casa foi uma das poucas estruturas a sobreviver aos bombardeios da segunda guerra que destruíram Nuremberg. Isto significa que a casa de Dürer é original e tem mais de 6 séculos! 😲😲😲😲 Gastamos muitas horas percorrendo seus cômodos, conhecendo sua história, vivendo um pouco do passado. Foi genial!

6 – Moais na Ilha de Páscoa no Chile

Construções pelo Mundo

Moais no Ahu Tahai na Ilha de Páscoa

O mundo é cheio de mistérios e com certeza os Moais da Ilha de Páscoa é destes grandes enigmas que desafiam a curiosidade humana há séculos. As lendas que circundam os Moais e a ilha Rapa Nui são inúmeras, mas há poucas certezas.

Uma dessas certezas é que a ilha é espetacular e que estar diante dessas esculturas de pedra, de tamanhos variados, mas sempre grandes, solitários ou em grupos, me deixou impressionada! Cada um deles guarda uma expressão e identidade. Espalhados por quase toda a ilha, com impacto direto em seu mapa arquitetônico, em diversos momentos eu tive a sensação de estar sendo observada.

Eu acho que os deuses Rapa Nui ainda habitam a Ilha de Páscoa. 🤔🤔🤔🤔

7 – Ruas de Girona em Girona na Espanha

Construções pelo Mundo

As ruas de Girona na Espanha

Girona é uma linda e simpática cidade medieval na Catalunha, Espanha. Com lindas igrejas, boa gastronomia e atmosfera antiga, Girona atrai e encanta. 💕💕💕

Hoje em dia é tão óbvio para nós, homens modernos, termos ruas nas cidades, que nem pensamos a respeito disso. Apenas as percorremos, muitas vezes admiramos, amamos, odiamos. Contudo, alguém, ou alguéns, lá atrás teve que pensar nisso: ruas. As veias de uma cidade precisaram ser imaginadas, concebidas, criadas.

Ainda hoje, estudos urbanos e arquitetônicos fazem e refazem as ruas para modificarem, por razões múltiplas, o mapa das cidades. As ruas me confundem e me encantam. As ruas do mundo são pontos turísticos e de encontro. Nos levam ao passado e ao futuro.

Foi, perambulando pelas ruas de Girona, onde eu mais senti o passado medieval de uma cidade. Voltei no tempo com força, me senti uma mulher antiga, caminhei entre fantasmas e foi uma experiência muito forte. Poucas pessoas transitavam naqueles nossos dias por lá o que contribuiu ainda mais para concretizar este sentimento.

8 – Ponte Vecchio em Florença

Construções pelo Mundo

Ponte Vecchio em Florença

Um dos principais cartões postais de Florença é a Ponte Vecchio. Ela faz parte da arquitetura urbana desta belíssima e apaixonante cidade italiana de modo a formar extraordinários cenários. Construída em 1345, já foi ocupada por curtidores, açougueiros e ferreiros. Todo o lixo produzido era jogado no rio, causando odores deselegantes. 😣😣

Alguns séculos depois, o duque Fernando I expulsou a todos e os substituiu por ourives e joalheiros que até hoje fazem parte da Ponte Vecchio.

Ela é mais acanhada do que deveria ser uma ponte de uma das cidades mais culturais e artísticas do mundo, mas ainda assim, ela torna-se magnífica inserida no contexto geral. A cada luz, seja natural ou artificial, ela mostra-se de uma maneira. Sem dúvida alguma a Ponte Vechio é muito fotogênica!

Construções pelo Mundo

Se você gostou do tema Arquitetura, construções pelo mundo do Projeto [8 on 8] e desta seleção de obras maravilhosas criadas pelo ser humano para outros seres humanos, eu te convido, meu querido viajante, a conhecer os outros blogs participantes deste projeto e descobrir seus olhares sobre esta temática e conhecer outras obras fabulosas mundo afora. Que tal?!

Veja a lista aqui abaixo: Cais da Ilha de Genebra

Let’s Fly Away, por Lulu: [8 on 8] Passeio de barco em Chicago – arquitetura e muito mais

Quarto de viagem, por Flávia: [8 on 8]  – a incrível arquitetura da grand central station em NYC  

Mulher Casada Viaja por Marcia: Painted Ladies e outras Casas Vitorianas para Ver em São Francisco

Turistando.in por Ju: As mais lindas pontes da Europa que atravessei

O Berço do Mundo, por Ruthia [8 on 8] o maravilhoso mosteiro da Batalha

Viajando em 3..2..1.. por Angela  [8 on 8} Castelos na Alemanha

Quer conhecer outro tema bacana do Projeto [8 on 8]?! Então clica no link bem aqui abaixo!Cais da Ilha de Genebra

+ [8 on 8] Copa do Mundo: histórias divertidas na Rússia

Venha espiar este mundão lindo comigo pelas redes sociais. 

Siga o Espiando pelo MundoFacebookInstagramTwitter e Google+

Projeto [8 on 8] tema em imagens: construções pelo mundo. O homem é criativo e ao longo dos séculos pensou e projetou inúmeras obras com finalidades múltiplas. Algumas dessas obras são mesmo espetaculares! #monumentos #8on8 #viajar #arquitetura #projeto8on8 #viajantesempressa #espiandopelomundo              Projeto [8 on 8] tema em imagens: construções pelo mundo. O homem é criativo e ao longo dos séculos pensou e projetou inúmeras obras com finalidades múltiplas. Algumas dessas obras são mesmo espetaculares! #monumentos #8on8 #viajar #arquitetura #projeto8on8 #viajantesempressa #espiandopelomundo

Clicando em qualquer uma das duas imagens logo aqui acima Cais da Ilha de Genebraesse [8 on 8] – arquitetura: construções pelo mundo  ficará guardado em seu perfil no  Pinterest. 🙂

Para mais inspirações e histórias de viagem siga o perfil do Espiando pelo Mundo no Pinterest.

Crédito: a foto de capa que ilustra o Construções pelo Mundo é do site Unsplash de autoria de Fleur Treurniet.

[8 on 8] Arquitetura: Construções pelo mundo

Se você, meu caro viajante, gostou de viajar comigo por estas construções pelo mundo, compartilhe em suas redes sociais para que os amigos leiam também! 🙂 

Os botões de compartilhamento estão aqui abaixo.

Cais da Ilha de Genebra

 

By | 2018-08-08T12:09:28+00:00 08/08/2018|Categories: A Arte de Viajar|Tags: |14 Comentários

14 Comentários

  1. Lulu Freitas 08/08/2018 em 17:43 - Responder

    Você é uma poeta! Amo seus textos tão inspiradores. A escolha dos lugares para ilustrar as diversas formas de arquitetura não poderia ser mais bela. Começando pelo Templo Dourado, indo pelo Canal do Panamá e chegando nos Moais. Elementos tão ecléticos entre si e ao mesmo tempo que mostram como a engenhosidade do homem pode ser maravilhosa

    • Analuiza Carvalho 09/08/2018 em 16:01 - Responder

      oi Lulu… obrigada! Que amor de mensagem! 🙂 Me deixou feliz. Gostei muito de trabalhar neste tema do [8 on 8] e poder viajar um pouco pelas obras maravilhosas realizadas pelos homens para diversos fins. O mundo está repleto de lindas e interessantes obras, não?! Foi uma seleção bem difícil esta! 🙂 bjs

  2. Ruthia Portelinha 08/08/2018 em 18:15 - Responder

    O ser humano é capaz de grandes coisas e estas construções provam precisamente isso. Da sua linda seleção, as construções que mais me fascinam, porque apelam ao mistério, são os moais da ilha da Páscoa. Espero um dia fazer como vc e quedar embevecida em frente a essas estátuas.
    Que saibamos preservar esse património arquitectónico, para que futuras gerações também as possam apreciar.
    Muitos beijinhos

    • Analuiza Carvalho 10/08/2018 em 09:48 - Responder

      oi Ruthia… concordo! Que tenhamos sabedoria para preservarmos as grande obras feitas pelo homem para que as gerações futuras possam apreciar, assim como nós fazemos agora. Tomara você visite Rapa Nui para que veja estes misteriosos moais. Eles me impressionaram! 🙂 bjs

  3. Marcia Picorallo 09/08/2018 em 22:13 - Responder

    Analuiza, adorei a introdução do post porque me lembrei da minha infância, quando eu lia o Livro Maravilhas do Mundo e sobre as maravilhas da antiguidade que não existem mais.
    Mulher, quantos lugares fantásticos você já visitou, um dia chego lá! bjs

    • Analuiza Carvalho 10/08/2018 em 15:48 - Responder

      Fico com dó quando penso nestas maravilhas que não sobreviveram aos tempos. Como não devem ter sido, não?! Ahhhh… tão pouquinhos! Uma pequenina porcentagem deste mundão lindo!! Que venham mais e mais destinos para todas nós! 🙂 bjs

  4. Flávia Donohoe 10/08/2018 em 09:37 - Responder

    cada construção impressionante Aninha, eu acho as igrejas particularmente interessantes, gosto mesmo do tipo de construção, o Japão deve ser um deleite pra quem ama arquitetura, quero muito conhecer!

    • Analuiza Carvalho 10/08/2018 em 12:04 - Responder

      oi Flavia… Eu também gosto muito de visitar igrejas porque os homens se esmeraram muito ao construir seus templos religiosos, não?! Um deleite para os olhos. O Japão de fato tem construções incríveis, diferentes do que estamos acostumados por aqui. Um país que eu gostaria de voltar um dia! 🙂 bjus

  5. Juliana Moreti 10/08/2018 em 13:49 - Responder

    Arquitetura não precisa necessariamente ser algo bonito e genial, mas pode ser apenas algo grandioso e importante, e a tua inserção do Canal de Panamà me fez pensar nisso!
    Fazia tempo que nas nossas BC, não inserìamos algo idêntico….. mas concordo contigo: o Ponte Vecchio é realmente muito fotogênico!

    • Analuiza Carvalho 10/08/2018 em 15:46 - Responder

      Pois então Ju… Pode ser tantas coisas, não?! Adoro coisas lindas, mas acho que às vezes a beleza é super valorizada! rsrs O Canal do Panamá foi uma coisa que verdadeiramente me impressionou. De uma maneira que eu não esperava, pois não sou exatamente aficionada por barcos e afins, mas achei aquele sistema genial. Diria mesmo hipnotizante! 🙂 Sobre a Ponte Vecchio, Florença né?! Queria alguma coisa dela neste [8 on 8] pensei em muitas coisas, mas acho que a onipresente Ponte Vecchio foi uma escolha natural.

      Como seu recorte falava de pontes esta velha florentina não podia mesmo ficar de fora! rsrs bjinhos

  6. Mariana Antunes 15/08/2018 em 21:30 - Responder

    Que demais! A do Japão é uma que particularmente é meu sonho conhecer! Todos são interessantíssimos. Eu adoro observar a arquitetura local e saber mais um pouco sobre ela quando viajo.

    • Analuiza Carvalho 16/08/2018 em 09:55 - Responder

      Sou dessas também Mariana, afinal a arquitetura local sempre tem relação com a identidade histórica e visual das cidades né?! O Japão neste ponto, principalmente para nós, ocidentais, é mesmo muito interessante! 🙂 bj

  7. Gabriela Torrezani 16/08/2018 em 07:27 - Responder

    Que legal esse post… Confesso que antes de começar a viajar mais eu não me interessava muito por arquitetura, mas ao sair pelo mundo eu comecei a entender e a valorizar essa criação humana que diz tanto sobre história e cultura de um povo. Agora morando em Barcelona virei a louca do modernismo catalão hehehehe

    • Analuiza Carvalho 16/08/2018 em 09:57 - Responder

      oi Gabi… faz todo sentido virar a louca do modernismo catalão pois ele é absurdamente incrível!!! O aspecto mais amado por mim em BCN sem dúvida alguma! Viajar é isso né?! Reinventarmos nossos gostos e interesses aumentando a colcha de retalhos que nós somos! 🙂 bjs

Deixar Um Comentário