Cidades para caminhar – passos & cafés pelo mundo

O que não falta nesse mundo são cidades para caminhar! Poder usar apenas nossos pés para ver e vivenciar uma cidade, é um delicioso passatempo. Com um copo de café? Experiências sensoriais! Intensas. Ordinariamente inesquecíveis!

Muitos passos e vários cafés pelo mundo!

Andarilhando

Significado de Andarilha:

Andarilha vem do verbo andarilhar.

Significado de andarilhar:

            Correr terras; fazer de andarilho. Andar errante; vaguear. Etimologia (origem da palavra andarilhar). Andarilho + ar.

Cafeínando

Significado de Café

         Substantivo masculino [Botânica] Fruto do cafeeiro; esta palavra pode ser referir tanto ao fruto individualmente, quanto à plantação: gosto de café; colheita de café.

               Bebida obtida pela imersão de pó do café em água quente; cafezinho. Pó ou qualquer outro produto que deriva da ação de secar, torrar e moer os grãos do café.

[8on8] – cidades para caminhar | pés e cafés pelo mundo

Cidades para caminhar! Esse é o tema do [8 on 8] do mês de setembro. Caminhar por uma cidade, de modo errante, enquanto bebo um café…

Esse é dos meus programas favoritos, repetido muitas e muitas vezes, quando estou viajando. Uma forma de me conectar com a cidade, com o ritmo de um lugar, em certa medida, me relacionar com as pessoas, me misturar a elas em seu cotidiano.

De observar e ao mesmo tempo de fazer parte.

8 imagens em 8 cidades diferentes, em que desfrutei do prazer – IMENSO – de caminhar com um copo de café, imersa em sentidos e sensações.

1 – Chicago | USA

Cidades para caminhar

Chicago e sua magnífica arquitetura

Chicago é muito urbana! Caminhar pela cidade, observando seus magníficos edifícios, a arte espalhada pelas ruas, os parques modificando a dureza do contexto geral, os trilhos e pontes… Chicago é diversa e por isso mesmo, apaixonante para vaguear com um copo de café expresso.

A cidade tem excelentes cafeterias que costumam tirar um bom expresso.

2 – Mossel Bay | África do Sul

Cidades para caminhar

Mossel Bay – paisagens, história e arte

Mossel Bay é uma delícia de destino. Ótima para longas caminhadas, para belas vistas marinhas e histórias antigas, muito antigas, nem sempre bonitas, mas cheias de grandes aventuras, de navegadores e colonizadores. Tem arte por aqui também e muita vida ao ar livre!

Acordar cedo, quase junto com o sol. Pegar um café expresso e caminhar pela orla, vendo o mar e os surfistas, sentindo a atmosfera low profile. Os cafés na África do Sul são deliciosos!

3 – Buenos Aires | Argentina

Cidades para caminhar

Buenos Aires – arquitetura, movimento, beleza

Buenos Aires é de minhas cidades favoritas no mundo. Sempre que possível, estamos por lá para museus, arte e longas caminhadas. Gosto da atmosfera porteña, de me perder nos movimentos citadinos, quase sempre intensos, com alguns muitos hiatos, enquanto caminho por suas ruas e avenidas.

Tudo bem que é raro encontrar um bom café forte na capital argentina! Eles não sabem tirar um expresso que me agrade! Ainda assim, vale muito pegar um café to go e sair sem rumo.

4 – Friburgo | Suíça

Cidades para caminhar

Friburgo – paisagens e beleza

Friburgo é linda! Apesar de suas ladeiras e ruas de pedra, é uma delícia perambular por ela. Costuma ser tranquila, sem muito burburinho, o que nos permite uma apreciação mais intensa dela mesma. Além disso, as paisagens são muito bonitas, a arquitetura elegante e a atmosfera atraente.

Bebi bons expressos nessa bela cidade, durante minhas muitas deambulações.

5 – York | Inglaterra

Cidades para caminhar

York e sua magia

York é uma cidade mágica. No sentido literal da palavra mesmo. Caminhando por suas mui antigas ruas e vielas, a sensação que eu tinha era de estar cercada de seres encantados. Essas terras frias e cinzas são habitadas há muitos séculos. Ela tem é história para contar e, olhe, conta muito bem!

Para escutar essas histórias, os sussurros dos seres invisíveis, copão de café coado, que costuma satisfazer bastante, não sendo de sabor incrível.

6 – Trujillo | Peru

Cidades para caminhar

Trujillo – intensa e colorida

Trujillo é intensa. Urgente! Caminhar por seu centro colonial, colorido, é mexer fortemente com os sentidos. Ela tem mil ritmos rodopiando ao mesmo tempo em suas ruas e praças. Entramos e saímos deles, com o corpo, a alma, o coração e mente.

Aqui um coado. Péssimo! Sim, beber no café no Peru é uma aventura tão grande quanto perambular por suas ruas e por seu passado.

7 – Berlim | Alemanha

Cidades para caminhar

Berlim, que me emocionou

Berlim me emocionou muito. Mais do que eu jamais poderia supor. Caminhar pelas ruas é estar em contato com sua história, não muito distante, que impactou o mundo. Andejar pelas ruas de Berlim é personificar um tempo que vi à distância. Cidade viva e introspectiva ao mesmo tempo.

O expresso aqui é bom, muito bom, forte. Combina com a cidade, com andejar pela cidade, em perambulações e sentimentos infinitos.

8 – Veneza | Itália

Cidades para caminhar

Veneza – absurdamente incrível

Veneza é um lugar absurdamente incrível! Acho que não se compara a nenhum lugar do mundo. Única, seu maior e mais verdadeiro clichê: uma cidade para se perder. Se possível, não se achar. Quando mais nos embrenhamos por suas vielas, mais apuramos os sentidos para essa fantástica cidade.

Nenhum lugar nesse planeta tira um café tão bom quanto na Itália. Uma arte, uma dança… Uma experiência, portanto, pujante, enfática, caminhar por Veneza com um  expresso, em direção a lugar algum.

Que cidades pelo mundo você recomenda pegar um café e seguir pelas ruas, caminhando?

Antes do fim, quero dizer o seguinte: tão bom quanto caminhar por uma cidade bebendo um café, é parar numa cafeteria para beber um bom café. Outras sensações. Outras percepções. Pausar o mundo, a vida…

FIM

Leia também os outros textos do projeto 8 on 8, 8 com o tema “cidades para caminhar”

O Berço do MundoOdense (Dinamarca), a cidade dos contos de fadaMulher Casada Viaja8 lugares para visitar em Thun, SuíçaViajante EconômicaParis a pé: descobrindo cantinhos da cidade-luzLet’s Fly AwayO que fazer em Siena Itália. Roteiro de 1 dia completo para você! [8on8] | Destinos Por Onde Andei…Florença a pé, o que não deixar de ver! | Entre PolosO melhor de Madri em apenas 2 dias

Quer saber de mais experiências interessantes contadas no [8 on 8]?! Então clica no link bem aqui abaixo!Cais da Ilha de Genebra

+ Uma pequena e linda cidade na Alemanha

Venha espiar este mundão lindo comigo pelas redes sociais. 

Siga o Espiando pelo MundoFacebookInstagramTwitter

Cidades para caminhar              

Clicando em qualquer uma das duas imagens logo aqui acima Cais da Ilha de Genebraeste cidades para caminhar | pés e cafés pelo mundo ficará guardado em seu perfil no Pinterest 🙂

Para mais inspirações e histórias de viagem siga o perfil do Espiando pelo Mundo no Pinterest.

Cidades para caminhar | pés e cafés pelo mundo

Se você, meu caro viajante, gostou deste caminhar por tantas cidades interessantes, com um copo de café, compartilhe em suas redes sociais para que os amigos leiam também! 🙂 

Os botões de compartilhamento estão aqui abaixo.

Cais da Ilha de Genebra

 

By |2021-09-08T12:44:24+00:0008/09/2021|Categories: A Arte de Viajar|Tags: , , |6 Comentários

6 Comments

  1. Marcia M Picorallo 10/09/2021 em 17:59 - Responder

    Aninha, acabei de me dar conta de que nunca peguei um café e saí andando! Adoro me sentar em um café com mesa ao ar livre, de preferência, e ver a vida passar, seja na minha cidade ou pelo mundo. Engraçado porque não parece combinar com você isso!
    Outro dia vi uma charge assim: alguém oferecida café a um grupo de pessoas e todos responderam: yes, please. Na Itália um grupo de umas 30 pessoas responderam de uma forma diferente à mesma pergunta. Tirar café na Itália é mesmo uma arte! Daria um belo post explicar as variedades!

    • Analuiza Carvalho 13/09/2021 em 14:53 - Responder

      oi Marcia… te digo: são experiências completamente diferentes e gosto de ambas. Tanto caminhar com um copo de café, sentindo o movimento urbano, os traçados e energia citadinos, quanto parar numa cafeteria e ver o mundo passar. É mais ou menos como se na primeira experiência eu estivesse no palco, com outros personagens. Na segunda, sou expectadora.

      Aprecio todas as nuances da vida: há momento de parar e o de movimentar. 🙂

      Quando estive na Itália, gostava de parar num balcão de cafeteria (amo também um balcão) para observar o café sendo tirado: um baile, uma arte! bjokas

  2. Ruthia Portelinha 11/09/2021 em 12:21 - Responder

    Apesar de tomar café com muita parcimónia, porque facilmente atrapalha com os meus ciclos do sono, percebo o prazer de um café forte, quente e aromático. Somando esse prazer ao de observar as pessoas e conhecer um novo destino… caramba, é muito bom.
    Também percebo o drama de não achar um bom café expresso em algumas partes do mundo. Na China tive que comprar Nescafé para garantir a dose de cafeína diária.
    Constato que “caminhei” contigo em muitas dessas cidades, nos seus relatos por aqui. Fico com uma sensação de proximidade da viajante-autora Analuiza. Não partilho a sua perceção sobre Friburgo: não gostei da cidade, achei-a banal e suja, comparada com as restantes cidades suíças que visitei. Quem sabe lhe posso dar uma segunda oportunidade…
    beijinhos

    • Analuiza Carvalho 13/09/2021 em 14:45 - Responder

      Ruthia, querida… para minha (leve) infelicidade, também tenho que tomar café com muita parcimônia, pq também sou sensível à cafeína.

      Caminhar com um café, em estado de observação: muito bom né?! Ótimo já saber sobre a China, para me preparar. Porque se você teve que comprar Nescafé, bem posso imaginar a qualidade do café servido na China! Avemaria!!!

      Sério sobre Friburgo?! Vivi momentos tão deliciosos por lá, que a cidade me ganhou!!!

      A cada um de nós, cidades sim, cidades não! rsrs bjokas para você

  3. Zudi Dadalt 13/09/2021 em 17:29 - Responder

    Ana estou lendo seu post pouco antes da hora que tomo meu café da tarde. Agora vou saborear me imaginando estar de volta em algum lugar que foi especial para mim.
    Adorei sua lista, mas quando cheguei no número 6, já pensei: café bom no Peru? Ri muito aqui com seu comentário, pois o pior café que já tomei na vida foi num trem no Peru. O dia estava frio e tudo o que eu precisava naquela manhã era um café gostoso pra me aquecer. Imagina a frustração. hahaha
    Adorei seu recorte e as fotos lindas! ☕

    • Analuiza Carvalho 14/09/2021 em 11:13 - Responder

      Zudi, querida… que delícia um chá da tarde, hein? Ainda mais se tiver friozinho por aí, nesse fim de inverno. Menina, bem posso imaginar sua frustração no Peru! rsrs por lá, a gente até garante nossa dose de cafeína, mas já de sabor… Fico feliz que tenha gostado desse meus caminhar por cidades pelo mundo, bem agarradinha num copo de café. 🙂 rsrs bjokas

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.