A bela vila de SINTRA em Portugal: trem e caminhada para chegarmos até ela

Chegamos à Vila de Sintra. Saímos do Porto pela manhã bem cedo, de trem, naquele mesmo dia. A viagem foi muito tranquila. A estação ferroviária de Sintra é pequenina e muito fofa, seu formato e suas cores… Tudo é carregado com  muitas pinceladas de encantamento.

Veja como pegar o trem do Porto (ou Lisboa) para Sintra: Chegando em Sintra de trem

Posto de Informação Turística

Chegamos a Vila de Sintra de trem. Ótima viagem. Além disso, caminhamos por esta bela cidade apreciando as suas belíssimas paisagens. #espiandopelomundo #viajantesempressa #sintra #postugal #viagem #trem

Posto de Informação Turística na Vila

Na Estação de Trem de Sintra há um posto de informação turística, onde é possível pegar mapas, informações e comprar bilhetes para visitar os pontos turísticos. A fila estava gigantesca e esperamos mais ou menos meia hora para sermos atendidos.

Descobrimos depois que na vila tem outro posto de informação turística bem mais vazio.

Da Estação de trem à Vila de Sintra

Chegamos a Vila de Sintra de trem. Ótima viagem. Além disso, caminhamos por esta bela cidade apreciando as suas belíssimas paisagens. #espiandopelomundo #viajantesempressa #sintra #postugal #viagem #trem

O caminho: beleza que agita nosso coração

Chegamos a Vila de Sintra de trem. Ótima viagem. Além disso, caminhamos por esta bela cidade apreciando as suas belíssimas paisagens. #espiandopelomundo #viajantesempressa #sintra #postugal #viagem #trem

Da estrada entre a Estação Ferroviária e a Vila podemos avistar o Palácio Nacional de Sintra

Da estação ferroviária para o centro da vila, podemos pegar o ônibus 434 (€5) ou caminhar por apenas 1 km ladeira (suave) acima. Optamos pela segunda alternativa.

O caminho até a vila é enladeirado, mas muito bonito, então vale a pernada. Eu fiquei enamorada. A natureza em Sintra se faz presente a todo instante, então posso dizer que a Vila está inserida em meio à bonita vegetação, com plantas de tamanhos e características variados. Senti-me com um dos personagens de Eça de Queirós em Os Maias, em uma charrete, no final do século XIX, como na cena em que Carlos da Maia sai desarvorado e ansioso em busca de Maria Eduarda.

Um caminho de beleza

Chegamos a Vila de Sintra de trem. Ótima viagem. Além disso, caminhamos por esta bela cidade apreciando as suas belíssimas paisagens. #espiandopelomundo #viajantesempressa #sintra #postugal #viagem #trem

Lindo caminho

Chegamos a Vila de Sintra de trem. Ótima viagem. Além disso, caminhamos por esta bela cidade apreciando as suas belíssimas paisagens. #espiandopelomundo #viajantesempressa #sintra #postugal #viagem #trem

Natureza por todos os lados

Sintra tem um ar suave, sereno, apesar da imensa quantidade de turistas que recebe todos os dias. É uma sensação real de estarmos em uma pequena vila. É uma beleza tão singela que se torna intensa e agita nosso coração. As casas aqui têm uma proposta distinta das que encontrei em Porto, Guimarães ou Matosinhos. Um casario mais leve, mas ao mesmo tempo mais imperial e mais elegante. As montanhas dão o toque final à beleza local.

A Fonte Mourisca

Chegamos a Vila de Sintra de trem. Ótima viagem. Além disso, caminhamos por esta bela cidade apreciando as suas belíssimas paisagens. #espiandopelomundo #viajantesempressa #sintra #postugal #viagem #trem

Fonte Mourisca

No meio do caminho, parecendo absolutamente deslocada e perdida, encontramos uma belíssima fonte mourisca, datada do ano de 1922. Foi construída em lugar do antigo chafariz da Câmara.

Tinha como objetivo dar dignidade a água mais apreciada de Sintra e valorizar a entrada da cidade. Ela, atualmente encontra-se em local distinto do original. É uma linda estrutura de influência moura e nossos olhos são rapidamente atraídos para ela.

O passado de Sintra

Chegamos a Vila de Sintra de trem. Ótima viagem. Além disso, caminhamos por esta bela cidade apreciando as suas belíssimas paisagens. #espiandopelomundo #viajantesempressa #sintra #postugal #viagem #trem

Beleza de Sintra

Sintra é uma vila que não quer ser alçada a condição de cidade. Olhando para seu passado distante e longínquo, seu nome nos remete para algo como astro luminoso. Caminhando pelo tempo, encontramos Sintra registrada como Serra da Lua e mencionada como “permanentemente mergulhada em neblina que não se dissipa”.

Não encontrei tais brumas quando lá estive em Novembro, em plano outono. Um pouco de chuva aqui e acolá e um bocadinho de frio foi tudo. Nada mais.

Estas terras foram ocupadas há muitos e muitos anos. Lá pelo período neolítico e Idade do Bronze. Foram encontrados vestígios desse tempo. Não é magnífico os objetos terem sobrevivido para nos contar como era a vida ante de estarmos aqui?!

Os romanos passaram por Sintra. Posteriormente a Vila esteve sob o domínio muçulmano e são dessa época os primeiros registros escritos que falam e contam sobre este encantador lugar que sempre teve um papel importante e significativo na região.

Foi tomada dos muçulmanos por D. Afonso Henriques, em 1147, por época da Reconquista, quando então estava sendo formada a nação portuguesa, único país que tem suas fronteiras iniciais quase iguais às fronteiras atuais. De certa forma, Portugal sempre foi Portugal.

O terrível e famoso terremoto de 1755 fez estragos e deixou mortos. No século XX virou lugar de veraneio dos aristocratas lisboetas.

Chegamos à Vila de Sintra

Chegamos a Vila de Sintra de trem. Ótima viagem. Além disso, caminhamos por esta bela cidade apreciando as suas belíssimas paisagens. #espiandopelomundo #viajantesempressa #sintra #postugal #viagem #trem

De nosso quarto no Tivoli Hotel, uma bela vista de Sintra

Chegamos a Vila de Sintra de trem. Ótima viagem. Além disso, caminhamos por esta bela cidade apreciando as suas belíssimas paisagens. #espiandopelomundo #viajantesempressa #sintra #postugal #viagem #trem

Hotel Tivoli Sintra

Acho que Sintra foi o lugar mais aprazível que visitei em Portugal. Vila que abriga gente simpática, conversadeira, risonha e alegre. Colecionei mais algumas boas memorias aqui. Após fazermos o check-in no hotel, deixamos as bagagens no quarto e fomos buscar um lugar para almoçar. Ao contrário de todas as indicações que recebemos, de apenas fazer um bate/volta desde Lisboa, eu fiz questão de dormir em Sintra.

Não me arrependi. Ficamos duas noites e afirmo com muita convicção: foi pouco tempo. Três noites teriam sido o ideal para ver o básico da Vila. Tive que acelerar o passo para tudo caber no tempo que tinha disponível. Não gostei. Tinha lido em algum lugar, durante minhas pesquisas, sobre a Tasca do Manel e foi para lá que seguimos para matar quem estava nos matando: a fome.

O caminho no mapa

Chegamos a Vila de Sintra de trem. Ótima viagem. Além disso, caminhamos por esta bela cidade apreciando as suas belíssimas paisagens. #espiandopelomundo #viajantesempressa #sintra #postugal #viagem #trem

Quer saber onde se hospedar em Sintra e outras cidades de Portugal?! Então clica no link bem aqui abaixo!

Cais da Ilha de Genebra

+ Hospedagem em Portugal

Venha espiar este mundão lindo comigo pelas redes sociais. 

Siga o Espiando pelo MundoFacebookInstagram e Twitter e Trip Advisor

Chegamos a Vila de Sintra de trem. Ótima viagem. Além disso, caminhamos por esta bela cidade apreciando as suas belíssimas paisagens. #espiandopelomundo #viajantesempressa #sintra #postugal #viagem #trem

Clicando na imagem logo aqui acima Cais da Ilha de Genebraeste texto que fala de como chegamos a vila de Sintra ficará guardado em seu perfil no Pinterest 🙂

Para mais inspirações e histórias de viagem siga o perfil do Espiando pelo Mundo no Pinterest.

Chegamos à Vila de Sintra em Portugal

Se você, meu caro viajante, gostou de saber como chegamos à vila de Sintra em Portugal, compartilhe em suas redes sociais para que os amigos leiam também! 🙂 

Os botões de compartilhamento estão aqui abaixo.

Cais da Ilha de Genebra

 

By |2019-02-19T16:08:57+00:0027/07/2017|Categories: Europa, Portugal, Sintra|Tags: |18 Comentários

18 Comments

  1. Aurélio 28/07/2017 em 05:12 - Responder

    Olá AnaLuiza.

    E o passeio de comboio (Eléctrico de Sintra) de Sintra à Praia das Maçãs? Não houve?

    http://www.cm-sintra.pt/horario-de-verao-2017-do-electrico-de-sintra

    Não houve visita à Quinta da Regaleira?

    Um beijo.

    Aurélio

    • Analuiza Carvalho 28/07/2017 em 06:13 - Responder

      oi Aurélio… O passeio até a Praia das Maças não houve. Aquele velho problema de tempo, especialmente para uma pessoa lerda como eu que gosta de ver tudo com calma para tentar apreender os detalhes, sentir a energia… Quinta da Regaleira houve, assim como outros lugares e cada um deles aparecerá lindamente aqui no EPM. Aguarde as cenas dos próximos capítulos. eheheh bj

      P.S. bondinho mais cheio de charme esse que leva a Praia das Maçãs. 🙂 Tenho certeza que preciso voltar muitas e muitas vezes para Portugal!

  2. Cristina 28/07/2017 em 10:41 - Responder

    Passeio mais lindo! Portugal esconde cada lugar mais incrível que o outro. Gostei muito do post, bem completo e informativo.

  3. Klécia Cassemiro 29/07/2017 em 09:57 - Responder

    OI Ana! Que charme essa Sintra!
    Gostei dos tons de verde em todo lugar, e gostei de saber da simpatia de todos. Gostei ainda mais de ser uma vila que teima em não ser cidade, porque esses lugares pequenos no mundo tendem a ser meus favoritos no mundo.
    Eu também teria feito -quem sabe farei – o caminho a pé, e teria sido absorvida pela curiosidade sobre a fonte mourisca tao linda e tao perdida ali no caminho!
    Ansiosa pelos próximos passos em Sintra!

    • Analuiza Carvalho 29/07/2017 em 20:10 - Responder

      OI Klécia… Fará, com certeza! E com seus olhos curiosos e observadores, verá toda a poesia existente nesse caminho! Nas próximas semanas Sintra com todo seu encantamento estará por aqui… 🙂 beijocas

  4. itamarjapa 29/07/2017 em 10:28 - Responder

    Que delicia de passeio né! Cada paisagem linda! Esta Vila de Sintra é realmente muito linda! Espero ter a oportunidade de conhecer algum dia.

  5. viagenseviagenseviagens 30/07/2017 em 17:31 - Responder

    Adorei o post!!! Sintra está nos meus planos há tempos… E quando vejo alguma matéria sobre a cidade, fico sempre na expectativa para o dia que conseguir ir…

    • Analuiza Carvalho 31/07/2017 em 11:53 - Responder

      Sintra é uma graça de cidade! Quando conseguir ir, sugiro pelo menos um pernoite! 🙂 bj

  6. Karilayn Areias 30/07/2017 em 22:58 - Responder

    Fico impressionada como Portugal tem lugares encantadores. E com Sintra não poderia ser diferente!

    • Analuiza Carvalho 31/07/2017 em 09:52 - Responder

      É verdade Karilayn! Portugal é mesmo repleto de lugares e cidades muito interessantes, bonitos e com muitas histórias. 🙂 bj

  7. Fabio Pastorello 30/07/2017 em 23:29 - Responder

    Que delícia de post, sempre bom relembrar de Sintra. Amei a Quinta da Regaleira da última vez que estivemos por lá, ainda não conhecia.

    • Analuiza Carvalho 31/07/2017 em 10:05 - Responder

      oi Fabio… Obrigada, 🙂 Sintra é mesmo encantadora e a Quinta da Regaleira é um lugar muito bacana para ser visitado, sem dúvida! 🙂

  8. maytescaravelli 02/08/2017 em 13:25 - Responder

    Ana, Sintra é mesmo uma vila encantadora! Uma pena que por poucos dias a gente não conseguiu se encontrar por lá.

    Eu passei de carro em frente desta fonte Mourisca e fiz todo esse trajeto até o centrinho dentro do carro me coçando para parar o carro e desfrutar desse belo caminho a pé. Jurei que iria voltar caminhando, mas isso não aconteceu. =x

    Concordo que Sinta não é um lugar para se fazer bate-volta de Lisboa e fico maluca quando leio esse tipo de dica.

    Estou aqui, só aguardando os seus próximos relatos dessa agradável vila portuguesa.

    • Analuiza Carvalho 02/08/2017 em 18:43 - Responder

      É verdade, Maytê… imagine que delícia de vida a gente se encontrar na fofa Sintra! Pois é, meninas… eu que fiquei por lá achei pouco tempo, não sei como as pessoas conseguem fazer bate/volta!!!

      Pena que não desceu do carro, mas acredite que eu fiz este caminho por mim e por você de tanto que passei por ele. rsrsrsrs beijoquinhas

  9. Juliana Moreti 04/10/2017 em 11:28 - Responder

    Eu também cheguei à Sintra a partir de Porto. Quando chegamos na estação, o ônibus que ia sentido Quinta da Regaleira tinha acabado de sair e me disseram que o pròximo seria ele, apòs retornar
    rsrsrs
    Tentamos taxis e nada (os que chegavam na estação, diziam que jà tinham corrida encomendada) e com isso, fomos a pé (nos disseram que o caminho era bem curto – hahahahaha).
    Bom, nao foi nada curto, como vc deve saber, mas o caminho foi fantàstico! De tempos em tempos parávamos para apreciar a paisagem!

    • Analuiza Carvalho 04/10/2017 em 16:58 - Responder

      oi Ju… eu achei os caminhos de Sintra fabulosos! Da estação de trem e para a Quinta eu fui andando também; para os outros monumentos, busão! rsrsrs bjus

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.