A rua CENTRAL Park West em UPPER West Side – encantadora e BONITA

A Central Park West é uma rua em Manhattan, no Upper West Side; de um lado ela exibe belos, clássicos e requintados edifícios. Do outro, encontramos a face oeste do famoso Central Park.

Foi bem aqui, neste lugar com ar de tranquilidade, com beleza exposta, que começamos a conhecer a cidade de Nova York.

Estávamos exaustos da longa viagem – chegamos naquele mesmo dia – e queríamos respirar, sentir a atmosfera. Por isso caminhamos. Observamos. O fim da tarde se aproximava, a temperatura estava agradável e havia um movimento suave de pessoas e carros.

Estávamos em Nova York!

Belíssima arquitetura de séculos passados

Central Park West

Central Park West

O Upper West Side possui belíssima arquitetura de variados estilos (gótico, clássico, renascentista, art deco, art nouveau…) cujas construções passeiam pelos séculos 19 e 20. Um elemento as une: a elegância.

Antes da existência do parque e dos prédios, esta era uma área de campo: fazendas onde porcos eram criados e depósitos de lixo. Uma comunidade afro-americana morava por aí. O Central Park (1870) foi o ponto de partida para o nascimento do bairro.

Olhando o lugar hoje fica mesmo difícil imaginar seu passado.

O primeiro edifício construído nesta área foi o sofisticado Dakota (1884). A partir daí o Upper West Side floresceu e belas ruas cheias de residências bonitas começaram a surgir. Podemos dizer que a Central Park West começa no fim da 8th Ave, após a Columbus Circle e vai até o fim da borda esquerda do Central Park quando então vira Frederick Douglass.

A Central Park West é um luxo de qualquer ângulo que olhemos.

Alguns interessantes personagens que contam parte da história do Upper West Side

Central Park West

Central Park West – agradável, tranquilo e elegante

Caminhar pela Central Park West é um desses programas despretensiosamente agradáveis para se fazer na cidade de Nova York. Foi o papel de caminhantes sem pressa que nós desempenhamos naquela tarde. A calçada para pedestres é larga, conseguimos ver nesgas do Central Park e árvores deixam todo o ambiente ainda mais aprazível.

Assim, fomos descobrindo alguns personagens interessantes de aparência chique e refinada de boas histórias para contar que habitam esta encantadora rua.

55 Central Park West

Um destes vultos arquitetônicos é muito queridinho de todos aqueles que viveram a década de 1980: o 55 Central Park West. Um prédio de 19 andares do ano de 1929, que ficou muito famoso por conta de um clássico do cinema americano: Ghostbusters de 1984.

Eu acho que assisti a este filme umas 256.981 vezes! Aqui morava a personagem Dana Barrett interpretada por Sigourney Weaver. As espetaculares, e assustadoras, claro, cenas finais se desenrolam bem no 55 Central Park West.

Ginger Rogers morou aqui em seus tempos de Broadway nos gloriosos anos 30. Donna Karan e Calvin Klein são dois outros moradores famosos do edifício de Ghostbusters.

O prédios Dakota, San Remo e Beresford

Outro habitante de peso e lindeza da Central Park West é o discreto edifício Dakota (1 West com a 72th St.), o prédio onde morou o ex-Beatle John Lennon. Aqui, ele foi assassinado em 8 de Dezembro de 1980.

O San Remo (145 Central Park West) disputa com o Dakota o status de estrela da rua. Construído em 1930 ele tem um design absolutamente atraente, se destacando na paisagem com suas duas torres.

Isso sem contar no Majestic Apartments (115 Central Park West) concluído também em 1930 dono de imponentes torres gêmeas.

Já o Beresford (211 Central Park West) é possuidor de um formato seguramente incomum, muito peculiar, e interessante . Afirmo com convicção: surpreendentemente harmônico .

Quer saber mais detalhes e histórias do edifício Dakota?! E do Majestic Apartments?! Então clica nos links bem aqui abaixo:

Cais da Ilha de Genebra

+ O edifício Dakota em Nova York – fama, luxo e beleza

+ O Majestic Apartments em Nova York – gangsteres e tesouro

Ali também estão os prédios da Fourth Universalist Society (160 Central Park West), New-York Historical Society (170 Central Park West) e Museu Americano de História Natural (Central Park West & 79th St).

A Fourth Universalist Society

Central Park West

Fourth Universalist Society

O edifício que abriga a Fourth Universalist Society data de 1898 e é chamado de a Catedral do Universalismo. Ela me chamou a atenção justamente por conta de sua aparência que me lembrou a de uma pequena catedral perdida entre as luxuosas residências do Upper West Side.

A Quarta Sociedade Universalista é uma associação religiosa liberal que abriga diversas crenças e prega o amor de Deus a todas as pessoas. Luta pela justiça social e por isso mesmo apoia movimentos ambientalistas, LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros) e contra a violência aos negros.

Sua torre é chamada Torre da Paz e isso por si só já diz muito sobre a Fourth Universalist Society.

Dizem que seu interior guarda obras de artes incríveis.

Sua estrutura, de inspiração gótica está mesmo em desacordo com o estilo mais clássico da Central Park West, mas não é que funcionou bem naquele belo cenário?!

O New-York Historical Society

Central Park West

O New-York Historical Society

O New-York Historical Society foi o primeiro museu da cidade de Nova York. Foi fundado em 1804, mas só mudou-se para o prédio na Central Park West em 1908.

Seu acervo conta com mais de 40.000 peças. O objetivo de sua criação era preservar a herança cultural e histórica da cidade. Dizem que é um museu fascinante, mas não tive a oportunidade de verificar por mim mesma.

Aquela velha e chata equação de tempo, custo que resulta em difíceis escolhas por nós viajantes.

Em sua fachada podemos apreciar as esculturas de bronze em tamanho natural de Abraham Lincoln – 16° presidente americano e Frederick Douglass – abolicionista – cada um guardando uma das entradas do museu e com uma história de vida interessante.

Embora ambos lutassem pela abolição da escravatura, por liberdade, eles tinham um relacionamento difícil. Contudo, 15 anos após o assassinato do presidente americano, Douglass, que nasceu escravo teria dito: “Lincoln was one of the noblest wisest and best man I ever knew”.

O New-York Historical Society tem uma particularidade muito interessante: manteve, como sinal de sua antiguidade, o hífen na grafia.

O Museu Americano de História Natural

Central Park West

Museu Americano de História Natural

O Museu Americano de História Natural (Central Park West & 79th St)  é famoso especialmente por conta de seus dinossauros, mas também por já ter sido cenário de filmes como Uma Noite no Museu.

Sua fachada é clássica e imponente, assim como seu interior. Abriu no ano de 1877, mas a entrada data apenas de 1936. O pai do 26° presidente Theodore Roosevelt – único presidente nascido e criado em Nova York – foi um grande patrono do Museu Americano de História Natural.

O acervo é imenso: abriga mais de 30 milhões de peças!

Nós visitamos suas variadas galerias nesta mesma tarde.

Quer saber mais sobre o Museu Americano de História Natural? Então clica nos links bem aqui abaixo:

Cais da Ilha de Genebra

+ O Museu Americano de História Natural

O edifício Evelyn

Central Park West

Edifício Evelyn – charme vermelho

O Edifício Evelyn na esquina da Columbus com a 78th destoa completamente da paisagem ocre da encantadora Rua Central Park West. Sua fachada é toda de tijolinhos em forte e escura tonalidade de vermelho.

Outro aspecto deste bonito edifício faz com que sua presença seja contrastante: sua altura. O design projetado foi para apenas 8 andares, mais baixo, portanto que os prédios em construção no Upper West Side.

Por problemas financeiros, as obras tiveram que parar, foi vendido e então finalizado. Por isso, claramente notamos as diferenças entre o sexto e sétimo andar do restante da construção. O oitavo andar terminou sendo descartado.

Diferenças sempre encantam!

Durante muitos anos, correu a história que seu nome se devia a Evelyn Nesbit, famosa modelo e corista do início do século XX. Foi amante do arquiteto e socialite Stanford White. A espetacular Morgan Library é obra dele.

O arquiteto, um mulherengo contumaz, ganhou a confiança da mãe da menina e na primeira oportunidade abusou sexualmente de Evelyn enquanto ela estava inconsciente. Ela tinha, então, 16 anos e vivia há pouco tempo em Nova York.

Casou-se com o milionário Harry Kendall Thaw alguns anos mais tarde. Ele batia nela em ataques de fúria e insanidade. Tinha um ciúme doentio de Stanford White levando-o a assassiná-lo em 1906 com três tiros no rosto.

Esta história, esta que fala da origem do nome, é pura lenda. Evelyn não tem relação nenhuma com o edifício. Inclusive, quando ele foi construído, em 1885, ela, não só era apenas um bebê, como nem morava em Nova York ainda.

Para encerrar este assunto, o Edifício Evelyn tem agora novo nome: 101 West 78th Street, mas continua lindão!

O resto dos personagens desta tragédia é real e os fatos são verdade verdadeira.

Acidente fatal

Na 74th St. com a Central Park West aconteceu o primeiro acidente fatal dos Estados Unidos envolvendo automóveis. Aconteceu no Outono de 1899.  Mr. Henry Bliss foi atingido por um carro e ficou preso a ele ao descer do bonde. Morreu na manhã seguinte.

Quer conhecer outro pedaço de Nova York?! Então clica no link bem aqui abaixo!Cais da Ilha de Genebra

+ Long Island City

Venha espiar este mundão lindo comigo pelas redes sociais. 

Siga o Espiando pelo MundoFacebookInstagramTwitter e Google+

O Central Park West é uma rua em Manhattan, no Upper West Side, Nova York; de um lado belos edifícios clássicos e requintados. Do outro, o famoso Central Park. #viajantesempressa para apreciar o mundo. #espiandopelomundo em #novayork #estadosunidos                

Clicando em qualquer uma das duas imagens logo aqui acima Cais da Ilha de Genebraa Central Park West  ficará guardada em seu perfil no  Pinterest. 🙂

Para mais inspirações e histórias de viagem siga o perfil do Espiando pelo Mundo no Pinterest.

 

Central Park West em Nova York

Se você, meu caro viajante, gostou de conhecer um pouco da Central Park West em Nova York, compartilhe em suas redes sociais para que os amigos leiam também! 🙂 

Os botões de compartilhamento estão aqui abaixo.

Cais da Ilha de Genebra

By |2018-03-07T00:55:57+00:0019/02/2018|Categories: Américas, Estados Unidos, Nova York|Tags: , |20 Comentários

20 Comments

  1. Camila Neves 08/03/2018 em 12:01 - Responder

    Uau, que edifícios mais encantadores! Sou apaixonada por Ny, então obviamente amei o post! Muito interessante a história da Evelyn 🙂

    • Analuiza Carvalho 15/03/2018 em 08:58 - Responder

      oi Camila… que bom saber que gostou do texto! As histórias de Nova York são bem interessantes. Uma cidade com muita coisa para contar, apesar da pouca idade. 🙂 bj

  2. Aline Rodrigues 08/03/2018 em 13:34 - Responder

    Que delícia essa Central Park West! Adoro arquitetura secular. Com certeza eu iria passar o dia fotografando esses edifícios.

    • Analuiza Carvalho 13/03/2018 em 14:57 - Responder

      oi Aline… eu também adoro! Passei muito tempo perambulando por ai, observando a bela e elegante arquitetura! 🙂

  3. Viviane Carneiro 08/03/2018 em 16:07 - Responder

    Adorei ler esse relato! Estou contando os segundos para conhecer Nova York. Falta pouco.

  4. Leo Vidal 14/03/2018 em 15:51 - Responder

    São tantas atrações legais nos arredores do Central Park que a gente precisa de dois dias para conferir tudo!

  5. Roberta Lan 15/03/2018 em 06:56 - Responder

    Adoro ler os seus posts! Me sinto passeando com você pelas ruas de Nova York!

    • Analuiza Carvalho 15/03/2018 em 08:54 - Responder

      oi Roberta… muito bom saber disso! Então, ainda vamos passear muito pelas ruas de Nova York! 🙂

  6. Flavia Donohoe 15/03/2018 em 08:49 - Responder

    Fiquei hospedada perto do Dakota, e achei essa região lindíssima, Nova Iorque encanta em todas as ruas, o Dakota é um prédio belíssimo, pena ser rodeado por histórias tão macabras e tristes!

    • Analuiza Carvalho 15/03/2018 em 08:57 - Responder

      oi Flavia… todas as histórias juntas formam a alma de um lugar! Tão bom quando temos acesso a elas!!! Mesmo as tristes enchem de significado os lugares! Que bacana deve ser ficar hospedada nessa região. Desconfio que gostaria muito. 🙂

  7. Luli 15/03/2018 em 19:35 - Responder

    Quando fui para NY estava tão frio que mal consegui andar no Central Park… Preciso voltar para conhecer melhor!

    • Analuiza Carvalho 16/03/2018 em 09:31 - Responder

      oi Luli… por isso raramente eu viajo no inverno. É lindo, mas compromete as minhas andanças exploradoras pela cidade. Sugiro visitar Nova York no outono. Ela fica linda! bj

  8. Fizemos esse mesmo passeio para apreciar mais um pedaço desse parque maravilhoso. Tivemos a sorte de entrar no CP e encontrar uma apresentação de música clássica num delicioso cair de tarde. Saudades dessa cidade incrível.

  9. Ruthia 18/03/2018 em 18:30 - Responder

    Como é que vc descpbriu todas essas pequenas-grandes históricas num passeio de fim de tarde? Também assisti muitas vezes ao filme Ghost Busters quando criança, não havia TV cabo e os canais generalistas repetiam muitas vezes os mesmo filmes, haha
    Gostaria muito de visitar essa inspiradora Catedral do Universalismo.
    Beijinho querida viajante

    • Analuiza Carvalho 18/03/2018 em 20:22 - Responder

      oi Ruthia… fuçando mesmo aqui e acolá, lendo, buscando… rsrsrs Por aqui também as tvs abertas passaram e repetiram os caça fantasmas mil vezes. Eu também gostaria muito de ter entrado na Catedral; um dia quem sabe?! bjinhos

  10. NY é uma cidade com tantas coisas, tão diversa. Cada vez que leio sobre NY vejo um olhar diferente. O seu olha foi bem interessante, dando destaque na história das construções, que muitas vezes passam batidas em outros blogs ou guias de viagem. Parabéns!

    • Analuiza Carvalho 20/03/2018 em 12:54 - Responder

      oi Lulu… acho que é isso mesmo: Nova York é tão plural que nos permite as mais variadas experiências e a cada viajante ela oferece aquilo que mais o agrada. Acho que por isso tanta gente gosta tanto dessa cidade, porque ela cabe em variados gostos! rsrs Eu fui em busca de seu passado: só assim entendi um pouco de seu presente e comecei a gostar dela, pois ganhou alma para mim, saiu da superficialidade. 🙂 Que bom que achou interessante este recorte! 🙂 bj

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.