A impressionante e EXTRAVAGANTE CATEDRAL de São BASÍLIO em MOSCOU

A Catedral de São Basílio foi uma das catedrais mais impressionantes que eu já conheci. Ela é extraordinária. Sua imagem rapidamente me remeteu a um carrossel, colorido, balanceiro… Ela é sólida e ao mesmo tempo fluida. Cor e relevo. Sua estrutura é absurda! Maravilhosa! Singular! Extravagante!

Estar diante desta esplêndida e mui antiga igreja ortodoxa me posicionou na Rússia. Ali eu me senti definitivamente em Moscou.

Nós a visitamos em nosso segundo dia na cidade, após passarmos algumas horas mergulhados nos tesouros que o museu Armoury Chamber abriga.

A estrutura de São Basílio

Catedral de São Basílio

Catedral de São Basílio

A Catedral de São Basílio foi construída entre os anos de 1555 e 1561, substituindo uma igreja que existia nesse local. Seu nome oficial é Catedral da Intercessão. O arquiteto Posnik Yakolev ergueu oito igrejas na mesma fundação simetricamente ordenadas em torno da mais alta e central. Possui, portanto nove domos, sendo um no centro circundado pelos outros oito que variam em tamanho, cores, desenvoltura, forma e adornos.

São uma representação da Cidade de Deus revelada a São João, o Divino.

Reza a lenda, que atravessou os séculos e chegou aos nossos tempos, que o czar ficou tão apaixonado pela estonteante beleza e originalidade da Catedral de São Basílio que mandou cegar o arquiteto para que nenhum outro edifício tão notável como aquele fosse construído.

Ao que parece, esta é apenas uma lenda.

Já foi o prédio mais alto da cidade.

A igreja principal foi consagrada na Festa da Intercessão (festa que celebra a aparição da Virgem em Constantinopla), comemorada no mesmo dia em que Kazan foi capturado pelas tropas russas na luta contra os tártaros, daí seu nome oficial.

Ivan, o terrível

Catedral de São Basílio

Catedral de São Basílio

Ivan, o terrível ordenou a construção da Catedral de São Basílio para glorificar sua vitória sobre os tártaros, que constantemente perturbavam o território russo com suas incursões expansionistas.

Foi somente na terceira ofensiva, 4 anos após a primeira, que as tropas de Ivan IV conseguiram capturar o Kazan, que teve como consequência a anexação da bacia do Rio Volga aos territórios russos.

Ivan IV foi o primeiro czar  – título adotado por ele mesmo, impondo respeito e autoridade aos líderes do ocidente. Ficou conhecido como “o terrível” por conta de sua trajetória de mortes, torturas e gênio irritadiço.

Inclui em sua lista de violência inclusive o assassinato, por acidente, de seu filho, durante uma ferrenha discussão entre ambos.

Afirmam alguns estudiosos, contudo, que ele reinou com sabedoria e eficiência, sendo considerado um dos grandes imperadores russos.

O nome São Basílio

Catedral de São Basílio

Catedral de São Basílio

O nome Catedral de São Basílio se deve a um dos mais populares santos russos, São Basílio, contemporâneo de Ivan IV. O santo, dizem, teria repreendido o czar por sua violência, especialmente contra pessoas inocentes.

Basílio (1468/69 – 1552/1559) era considerado yurodivy (louco por Cristo) – aquele que em nome de Cristo comete loucuras, aos olhos da sociedade, como andar nu ou com poucas roupas, dedicar-se a uma vida simplória, abrir mão de bens materiais em nome nos pobres…

São os chamados santos loucos. A Igreja Ortodoxa Russa reconhece 36 yurodivye, entre eles São Basílio que nasceu nos arredores de Moscou e foi enterrado ao lado da igreja que a catedral logo substituiu. Por esta razão seu  nome  se popularizou como Catedral de São Basílio.

Um mundo inteiro de detalhes

Catedral de São Basílio

Catedral de São Basílio e alguns de seus muitos detalhes

São tantos os detalhes que ornam a estrutura de São Basílio que Léo e eu esquecemos do tempo, perdidos em observação, girando em torno dela, buscando todos os ângulos possíveis, sem nunca nos cansarmos.

Recebemos pinceladas largas, larguíssimas de informações sensoriais por causa das características inusitadas desse conjunto arquitetônico. Meu olhar se prolongava, tentando absorver todas as minúcias daquele magnífico edifício. Em vão! Ele é superlativo demais para meus pobres olhos humanos.

Afirmo com muita convicção que a Catedral de São Basílio é um poema!

Rico interior

A Catedral de São Basílio está aberta a visitação e o ingresso custa 250 rublos (cerca de 5 dólares).

Por dentro, São Basílio me decepcionou profundamente. Não que não carregue beleza em seus labirínticos corredores mergulhados na penumbra ou em suas paredes repletas de afrescos maravilhosos. Longe disso.

A decepção provém da incongruência entre exterior e interior. A parte interna da catedral não conseguiu acompanhar todo o esplendor de seu exterior. A estrutura externa da igreja é tão fascinante e arrebatadora que sombreia e empalidece seus recantos internos.

Ainda assim, se conseguirmos nos desvincular de todo o êxtase causado por sua fachada, descobriremos um rico mundo interior.

Momento mágico vivido no interior da Catedral de São Basílio

Catedral de São Basílio

Levamos 1 hora dentro da catedral que possui formato absolutamente incomum e talvez esse seja seu maior e mais atraente atributo e por isso recomendo fortemente a visita.

Uma escadaria nos leva ao segundo piso e qual não foi a minha deliciada surpresa quando em um dos ambientes nos deparamos com um coro formado exclusivamente por homens que presentearam os visitantes com alguns minutos de música, à capela.

Foi extraordinário e emocionante.

O açougueiro e o príncipe

Catedral de São Basílio

O açougueiro e o príncipe

Em frente a Catedral de São Basílio há uma escultura que representa o açougueiro e o príncipe, dois personagens ilustres na história da Rússia, importantes na vitória do país na Guerra da Polônia. A escultura é toda feita em bronze.

Quer saber um pouco mais sobre a história deste açougueiro e do príncipe?! (Eu acho que vale à pena!) Então clique no link bem aqui abaixo: O açougueiro e o mendigo

+ O açougueiro e o príncipe: personagens da Rússia

Endereço: Praça Vermelha

Horário de funcionamento

Abre diariamente: Inverno: das 11h às 17h. Verão: das 10h às 19h

Bilhetes

Adultos: 250 rublos; crianças: 50 rublos. Há também descontos para aposentados. Grátis no último domingo de cada mês para estudantes e grandes famílias.

Vamos viajar mais um bocadinho?!

Se você, meu caro viajante, gosta de visitar templos religiosos, eu o convido a passear comigo. Para tanto, basta clicar no link bem aqui abaixo para conhecer alguns outros maravilhosos templos de diversas religiões, espalhados por esta mundão tão diverso! Templos religiosos

+ Templos Religiosos pelo mundo

Venha também espiar este mundão lindo comigo pelas redes sociais. 

Siga o Espiando pelo MundoFacebookInstagramTwitter e Google+

A #Catedral de São Basílio em #Moscou é uma das igrejas mais bonitas do mundo. De formato incomum ela surpreende! #viajante #viajar #pelomundo #viagemestadão                A #Catedral de São Basílio em #Moscou é uma das igrejas mais bonitas do mundo. De formato incomum ela surpreende! #viajante #viajar #pelomundo #viagemestadão

Clicando em qualquer uma das duas imagens logo aqui acima Cais da Ilha de Genebraa extraordinária Catedral de São Basílio ficará guardada em seu perfil no  Pinterest. 🙂

Para mais inspirações e histórias de viagem siga o perfil do Espiando pelo Mundo no Pinterest.

A Catedral de São Basílio em Moscou

Se você, meu caro viajante, gostou de conhecer a Catedral de São Basílio em Moscou, compartilhe em suas redes sociais para que os amigos leiam também! 🙂 

Os botões de compartilhamento estão aqui abaixo.

Cais da Ilha de Genebra

By |2018-03-22T10:46:11+00:0001/11/2014|Categories: Europa, Moscou, Rússia|Tags: , |26 Comentários

26 Comments

  1. Ruthia 23/01/2017 em 13:40 - Responder

    Essa igreja habita os meus sonhos desde que me lembro como gente. Não sabia que se chamava Catedral da Intercessão. O exterior é tão peculiar – a mim parece-me que é feita de guloseimas, vá-se lá entender porquê – que dificilmente o interior conseguiria acompanhar o essa exuberância. Mas talvez seja propositado e esse interior convide à introspecção.
    Querida Analuiza, aproveito para agradecer a sua amável “companhia” ao longo deste ano e desejar-lhe um feliz Natal e muitas aventuras em 2018

    • Analuiza Carvalho 23/01/2018 em 13:55 - Responder

      oi Ruthia… que seu 2018 já esteja sendo maravilhoso! Quero continuar acompanhando suas andanças pelo mundo e me deliciando com sua delicada e sensível escrita que mexe tanto com nossos sentidos e emoções!

      Por falar em emoção, para mim foi surreal estar diante da Catedral de São Basílio justamente por ter crescido vendo sua imagem! Acho muito curioso como em cada um ela desperta uma memória diferente: para você guloseimas, e para mim, um carrossel! Seu interior é bonito e muito interessante, mas o exterior é tão extraordinário, que como você menciona, dificilmente acompanharia tal exuberância. beijo grande

  2. Que obra bela e grandiosa. Tão colorida e rica em detalhes. Tenho muita curiosidade em conhecer Moscou que acredito ser uma realidade muito diferente da nossa.
    Parabéns pelo post, como sempre, muito rico em conteúdo e bem escrito.

    • Analuiza Carvalho 22/12/2017 em 12:32 - Responder

      oi Fabíola, São Basílio é isso mesmo que você disse: bela e grandiosa. A Rússia me impressionou muito, pois é um país como a Catedral: grandioso!

      Mas quando eu estava em Omsk na Sibéria escutei a seguinte frase de um inglês: o que mais me impressionou na Rússia, disse ele, é que eles, os russos, são normais, eles parecem europeus (falando de Omsk) como nós! Parece absurda esta frase mas eu acho que a Rússia era tão fechada durante o período soviético que não sabíamos o que havia por trás da cortina de ferro, dando asas à imaginação mas eles são como nós. rsrs

      Eu sou suspeita para falar, porque eu fui muito, muito bem tratada na Rússia!! Eles me acolheram muitíssimo bem!!!! bjs

  3. Keul Fortes 23/12/2017 em 13:55 - Responder

    Como ela é linda! Impressionante a grandiosidade desse lugar. Confesso que a Rússia me encanta com essas construções. Obrigada pela dica!

    • Analuiza Carvalho 23/12/2017 em 18:13 - Responder

      Oi Keul… pessoalmente é ainda mais impressionante! Vi algumas destas construções repetidas vezes em minhas andanças pelas cidades russas e confesso que sempre parecia a primeira vez que as via! 🙂 bjs

  4. Patrícia 24/12/2017 em 10:02 - Responder

    Moscou deve ser linda e essa Catedral povoa o imaginário de muitos de nós já que a Praça vermelha sempre foi uma imagem presente em nossas vidas…
    Linda e imponente essa catedral! Ler sobre ela só me deu ainda mais vontade de conhecer Moscou …

    • Analuiza Carvalho 24/12/2017 em 14:15 - Responder

      oi Patrícia… A Catedral de São Basílio é isso mesmo: linda e imponente! Exato, o fato de termos crescido vendo/escutando sobre a Praça Vermelha faz com que seja muito impactante estar lá ao vivo e em cores. Ver a Catedral assim de pertinho foi incrível, assim como visitá-la! 🙂 bjs

  5. Anna Luiza 25/12/2017 em 10:36 - Responder

    Ai, tenho tanta vontade de conhecer a Rússia. Esta catedral é simplesmente fantástica. Deve ter sido uma experiência única.

    • Analuiza Carvalho 25/12/2017 em 21:25 - Responder

      oi Anna… sim! A viagem a Rússia foi uma experiência incrível e muito singular! Tenho as melhores lembranças! 🙂 bjs

  6. Roberta Lan 25/12/2017 em 14:34 - Responder

    Estamos pensando seriamente em ir a S. Petersburgo ano que vem. O seu post já tá guardadinho aqui, porque né… é sempre bom viajar com você!

    Abraços e um Feliz Natal!

    • Analuiza Carvalho 26/12/2017 em 16:22 - Responder

      oi Roberta! Petersburgo (assim como Moscou) é um destino de viagem maravilhoso! A cidade é grandiosa! Espero que vocês gostem! bjs

  7. Viviane Carneiro 26/12/2017 em 14:09 - Responder

    Essa catedral é realmente deslumbrante, sempre que vejo fotos fico encantada. Tenho muita vontade de conhecer.

    • Analuiza Carvalho 26/12/2017 em 16:14 - Responder

      oi Viviane… eu também sempre ficava encantada quando via as fotos, mas ao vivo a Catedral de São Basílio é ainda mais impressionante! 🙂 bj

  8. Juliana Moreti 27/01/2018 em 12:08 - Responder

    Nunca pensei nesta basílica como um carrossel, mas sempre como um bolo super enfeitado ou um castelo feito de doces…. Na verdade, as igrejas russas (assim como muitas ortodoxas) me fascinam e eu acho que, para não me decepcionar, farei diferente de você. Irei primeiro me perder pela arquitetura fora do normal de seu interno para somente depois apreciar o externo!

    • Analuiza Carvalho 30/01/2018 em 17:34 - Responder

      oi Ju… para cada pessoa a Catedral de São Basílio se mostra de alguma forma, acessa alguma memória diferente. O problema é que você não conseguirá ignorar São Basílio. Ela se destaca na paisagem, então quando você entrar, ela já estará marcada em sua alma. 🙂 bjus

  9. angela sant anna 07/02/2018 em 06:31 - Responder

    que interessante, nunca tinha ouvido falar de um yurodivy, esses homens santos loucos totalmente dedicados
    a religião! com ctz é uma das igrejas que mais quero ver no mundo, é totalmente diferente do que eu já vi ao vivo

    • Analuiza Carvalho 07/02/2018 em 15:32 - Responder

      É verdade, Angie… essa é mesmo uma igreja de formato incomum e interessantes histórias. Eu também não conhecia os santos loucos até ir para Rússia. Viajar nos traz ensinamentos. 🙂 bj

  10. Cristina 07/02/2018 em 09:54 - Responder

    Essa catedral é realmente incrível! Como você mesmo disse: “um mundo de detalhes”! Muito interessante a história também. Obrigada por compartilhar!

    • Analuiza Carvalho 07/02/2018 em 15:29 - Responder

      oi Cristina, São Basílio é mesmo uma catedral impressionante! Ao vivo ela é ainda mais bonita! Uma das mais lindas que já pus os olhos. 🙂

  11. Edson Amorina Jr 08/02/2018 em 08:25 - Responder

    WOW! Realmente impressionante. Nós estamos enrolando para fazer uma viagem para a Russia já faz tempo, agora vamos esperar a muvuca da Copa passar e repensar essa ida. 🙂

  12. Deisy Rodrigues 11/02/2018 em 11:40 - Responder

    Sempre imagino doces e um mundo de fantasias quando admiro fotos da catedral, te entendo quando vc diz que o interior acaba brilhando menos comparado com o exterior, deve ser muita overdose de beleza pra comparar.

    • Analuiza Carvalho 11/02/2018 em 13:18 - Responder

      oi Deisy… a Catedral de São Basílio tem esse poder, o de despertar imagens e lembranças distintas em cada observador. Isso é um de seus aspectos fascinantes. Diante da extrema beleza de seu exterior, realmente o interior não tinha chance, mas ainda assim, ele é bonito, pouco comum e interessante. Por isso, recomendo fortemente a visita. 🙂 beijinhos

  13. Cristina 07/03/2018 em 10:42 - Responder

    A Rússia é mesmo um país incrível, exótico e grandioso!

    Fiquei de boca aberta quando entrei na catedral: muitas cores, detalhes e pinturas. Vale muito uma visita!

    Quero muito voltar um dia para conhecer o interior!

    • Analuiza Carvalho 07/03/2018 em 17:47 - Responder

      oi Cristina… eu também fiquei muito impressionada com a Catedral de São Basílio, tão exótica com seu formato incomum e cores. Embora seu interior perca o brilho se compararmos com seu exterior, acho que vale sim uma visita porque possui recortes pouco usuais.

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.