A impressionante Catedral GÓTICA de COLÔNIA na Alemanha

A primeira coisa que eu vi quando desembarquei em Colônia, foi sua descomunal catedral. Construída em estilo gótico, impressionante, a Catedral de Colônia é a quinta igreja mais alta do mundo, levou 600 anos para ser finalizada, tendo sido bombardeada 14 vezes durante a Segunda Guerra Mundial.

Sua estrutura me deixou estupefata, mas esteve longe de me ganhar no quesito beleza. Senti, inclusive certa decepção, pois esperava um lugar magnífico, esplêndido, belíssimo. A Catedral de Colônia ocupa espaço, faz parte do cenário urbano e desconexo da cidade, sendo, talvez, seu principal marco arquitetônico.

Fundada pelos romanos…

A gótica catedral de Colonia na Alemanha

Fundada pelos romanos, em 38 a.C., com o nome de Colonia Claudia Ara Aggripinensium é chamada Köln em alemão. A quarta maior cidade da Alemanha, uma das mais antigas do país, é uma grande confusão de recortes e estilos arquitetônicos.

Sua catedral medieval, Patrimônio Cultural da Humanidade desde 1996, que começou a ser erguida em 1248, possui dimensões assombrosas e sua silhueta domina a paisagem do centro velho da cidade – altstadt.

Na Idade Média, toda cidade possuía uma igreja, que regia o seu ritmo, sendo ela seu coração. Além disso, toda igreja estava dentro de uma cidade, que crescia em torno dela.

Símbolo do terreno e do sagrado, palco da vida social, as igrejas não eram apenas locais de culto, meditação e silêncio. A vida cotidiana se desenrolava dentro e nos arredores das catedrais: comércio dos mais diversos produtos, peças de teatro com temas religiosos e outros bem mais profanos, reuniões sociais… A população tinha livre trânsito pelos espaços livres das catedrais durante a Idade Média.

O Köln Dom levou pouco mais de 600 anos…

A gótica catedral de Colonia na Alemanha

A fachada escura da Catedral de Colônia, fruto da poluição da cidade

O Köln Dom levou pouco mais de 600 anos para ser finalizado. Ao longo deste larguíssimo tempo, houve alguns hiatos por falta de recursos. Sua conclusão aconteceu somente no ano de 1880, com a edificação de suas duas torres, de 157 metros cada uma. É possível subir: uma experiência interessante e uma vista sensacional da cidade.

A excepcional Catedral de Colônia foi a primeira coisa que eu vi quando desembarquei na cidade, vinda de trem de Frankfurt, cidade onde pousamos. Fiquei boquiaberta com seu tamanho, com suas medidas e proporções. Durante nossos dias na cidade, passamos por ela inúmeras vezes, porque muitos caminhos levam ao Dom.

Para mim, sua face externa é indistinta, disforme, pesada. Muito suja, talvez esta sujidade tenha me impedido de ver seus contornos, seus detalhes, seus pormenores, resultando numa falta de afeto e de gosto. Seja como for, a poluição atmosférica é um dos maiores problemas que aflige a catedral nos dias atuais. Sendo Colônia uma cidade muito industrial, a sujeira que impregna tem causado muitos danos à fachada do Dom.

O interior, apesar de…

A gótica catedral de Colonia na Alemanha

O impressionante interior da Catedral de Colônia

A gótica catedral de Colonia na Alemanha

Sóbria e escura – Catedral de Colônia

A gótica catedral de Colonia na Alemanha

As belas colunatas da Catedral de Colônia

A gótica catedral de Colonia na Alemanha

Os vitrais coloridos da Catedral de Colônia

O interior da catedral, apesar de seguir a mesma linha sóbria, escura, impressiona ainda mais do que sua face externa. Imensa, alta, imponente, o espaço interno é monumental. Suas colunatas, magníficas, mas não exatamente originais, dão o tom local.

São 6.900m² de área total, com 5 naves, duas delas formando uma cruz, com 43 metros de altura, sendo que a principal possui 145 m de comprimento e 86 de largura. O Dom possui ainda 7 capelas, 10.000 m² de lindos vitrais coloridos que contam a história do Velho Testamento. O peso total da Catedral de Colônia é de 160 mil toneladas!

São números assombrosos!

Havia uma multidão…

Uma multidão percorre seu interior

Havia uma multidão ali dentro, percorrendo, tirando fotos, observando… Assim como na distante Idade Média, as pessoas circulavam livremente e nenhum silêncio era guardado. Neste dias mais atuais, nenhuma peça foi encenada, mas teria gostado de ver algumas, do modo como eram feitas no passado.

Sentei nos últimos bancos, para mudar o ritmo, e observar pessoas e estrutura, olhar o presente e imaginar o pretérito. Me perdi em mil boas viagens internas.

Artes e riquezas

A gótica catedral de Colonia na Alemanha

O Cristo de Gero, mais antiga cruz da Idade Média

A gótica catedral de Colonia na Alemanha

Altar dos Patronos da Cidade

A gótica catedral de Colonia na Alemanha

St. Christophorus – 1470 – segurando o peso do mundo.

A gótica catedral de Colonia na Alemanha

Imagem mais antiga da Virgem Maria na Catedral de Colônia – século XIII

Como é muito comum nas igrejas católicas, a Catedral de Colônia guarda muita arte e riquezas, como o Relicário de Engelbert (1630), todo feito em ouro, a Cruz de Gero (980), que está na Catedral há mais de mil anos, sendo a mais antiga representação monumental de Cristo na Idade Média.

O Altar dos Patronos da Cidade (1442), escondido das tropas de Napoleão durante as invasões francesas. Hoje ele está na capela de Nossa Senhora onde é rezada a missa diariamente.

Contudo, talvez o mais importante de todos os tesouros, que deu origem à construção da igreja, seja a rica arca – confeccionada em ouro, prata e adornada com centenas de pedras preciosas, por Nicolas Verdun, ourives mais famoso da Idade Média – contendo os restos mortais dos três reis magos – Baltasar, Melchior e Gaspar.

Eles foram trazidos para Colônia pelo Imperador Barbarossa, em 1164, de Milão. Espólio de guerra.

A gótica catedral de Colonia na Alemanha

A urna com os supostos restos mortais dos três reis magos

A gótica catedral de Colonia na Alemanha

Observando a urna com os supostos restos mortais dos três reis magos

Não se tem comprovação de que tais restos mortais sejam de fato dos homens que visitaram Jesus no seu nascimento, mas se tem certeza de ali dentro estão o que sobrou de 3 homens que viveram no século 1 d. C. Caso é que, então, Colônia se tornou local de peregrinação, e a igreja que ocupava este lugar, já não comportava o fluxo constante e intenso de pessoas.

Assim, que nasce a Catedral de Colônia.

Lendas

A gótica catedral de Colonia na Alemanha

Muitas lendas envolvem a Catedral de Colônia

A gótica catedral de Colonia na Alemanha

Fantasmas?!

A gótica catedral de Colonia na Alemanha

Veja e imagine a cena de Maximilian… O que você faria?!

São muitas as lendas que envolvem o Köln Dom. Esta é a minha preferida!

Maximilian Franz (1756 – 1801) foi arquiduque da Áustria, príncipe-eleitor e arcebispo de Colônia, príncipe-bispo de Münster e patrão de Beethoven. Pois bem, este importante homem de tempos atrás, numa determinada noite, sentiu uma vontade incontrolável de estar na Catedral de Colônia.

Fazia uma noite estrelada na cidade quando Franz saiu de casa em direção à catedral, diz a lenda.

Assim como ele, uma multidão, vinda de diversas direções, se dirigia para o mesmo local. O príncipe-eleitor estranhou muito aquela inusitada e incomum movimentação. Apurou a vista e notou, pelas roupas que as pessoas vestiam, que elas pertenciam, não só a classes sociais distintas, como a eras diferentes.

Horrorizado diante de sua constatação, o arcebispo caminhou a passos firmes e rápidos para a catedral. Chegando lá, o espaço estava tomado de fieis. Ele então se dirigiu ao coro alto e ficou por ali, observando.

Começou a missa! Monges e um sem número de bispos, cujo arcebispo reconheceu como todos os seus antecessores, entraram na Catedral de Colônia e Maximilian teve certeza então de que ele era a única alma viva naquele recinto!

Com o fim da missa, todos os tesouros da catedral foram levados até o Rio Reno colocados a bordo de navios e levados embora de Colônia. Os fantasmas então começaram a sussurrar, nervosos: os santos estão abandonando a cidade, quem irá proteger nossos túmulos, nossos inimigos a tudo vão destruir…

Nove anos depois, as tropas francesas entravam em Colônia, destruindo igrejas, mosteiros e túmulos. Os tesouros da catedral precisaram ser removidos e escondidos, até a derrota de Napoleão Bonaparte, para não serem saqueados e levados embora.

Como dizia o antigo programa de TV: acredite se quiser!

Acaba não mundão…

A gótica catedral de Colonia na Alemanha

A Catedral de Colônia

A gótica catedral de Colonia na Alemanha

Andaimes: o trabalho de restauração da Catedral de Colônia é interminável

A catedral sobreviveu às invasões napoleônicas quando então serviu de armazém de armas e estábulo. Foi duramente avariada, mas não destruída, durante os 14 bombardeios sofridos durante a Segunda Grande Guerra. A Catedral de Colônia, com seus impressionantes números, segue viva.

Entretanto, está em constante e interminável processo de restauração. Dizem por aí que, quando ela estiver completamente pronta, o mundo acabará. Que os reparos, pois, sejam eternos, porque este mundão é complicado, mas é todo nosso!

Quer conhecer outros templos religiosos ao redor do mundo?! Então clica no link bem aqui abaixo!Cais da Ilha de Genebra

Templos religiosos pelo mundo

Venha espiar este mundão lindo comigo pelas redes sociais. 

Siga o Espiando pelo MundoFacebookInstagram e Twitter e Trip Advisor

A gótica catedral de Colonia na #Alemanha              A gótica catedral de Colonia na #Alemanha

Clicando em qualquer uma das duas imagens logo aqui acima Cais da Ilha de Genebraa Catedral de Colônia na Alemanha ficará guardada em seu perfil no  Pinterest🙂

Para mais inspirações e histórias de viagem siga o perfil do Espiando pelo Mundo no Pinterest.

A Catedral de Colônia na Alemanha

Se você, meu caro viajante, gostou ler sobre o que fazer na Catedral de Colônia na Alemanha, compartilhe em suas redes sociais para que os amigos leiam também! 🙂 

Os botões de compartilhamento estão aqui abaixo.

Cais da Ilha de Genebra

 

By |2020-03-09T14:42:20+00:0008/03/2020|Categories: Alemanha, Colônia, Europa|Tags: , |4 Comentários

4 Comments

  1. Alessandra De Lima 09/03/2020 em 15:27 - Responder

    A Catedral de Colonia na Alemanha, é uma enormidade, tanto em tamanho, quanto em beleza. Que arquitetura deslumbrante. Fiquei com vontade de conhecer.

    • Analuiza Carvalho 10/03/2020 em 11:29 - Responder

      Oi Alessandra… não é que você definiu muito bem a Catedral de Colônia?! Uma enormidade! Os números impressionam, mas em minha opinião, a beleza não é um de seus muitos atributos. 🙂

  2. Martinha Andersen 09/03/2020 em 18:14 - Responder

    Oi Analuiza.. Post maravilhoso, nem tenho muito o que falar, já que a Catedral de Colônia é a minha preferida. É uma das obras mais incríveis que já vi, sem falar na fofura de cidade que é Colônia. =)

    • Analuiza Carvalho 10/03/2020 em 11:27 - Responder

      oi Martinha… pois tanto a catedral quanto a cidade não atenderam às minhas altas expectativas, mas impossível não dizer que o Dom de Colônia impressiona e que vivi bons momentos por lá. 🙂 bjs

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.