A CASA museu do escritor RUSSO Fiódor DOSTOIÉVSKI em São Petersburgo

Logo no primeiro dia, naquele mesmo em que chegamos à cidade de São Petersburgo, vindos de Moscou, nós visitamos a casa museu de Dostoiévski, um dos mais importantes escritores da literatura mundial.

Era um domingo de verão, o dia estava lindo, temperatura fria, agradável e as ruas estavam muito movimentadas. Saímos do hotel Ibis, onde acabáramos de fazer check-in, e fomos caminhando até o antigo apartamento de Dostoiévski. Uma curta distância de mais ou menos 10 minutinhos.  

O escritor russo Fiódor Dostoiévski

Fiódor Dostoiévski, nascido no século XIX, é considerado um dos melhores romancistas do mundo. Autor de clássicos da literatura como Os Irmãos Karamazov e Crime e Castigo, ele nasceu em Moscou, mas morou em São Petersburgo muitos anos.

O escritor viveu intensamente. Foi preso por conta de seu envolvimento com grupos revolucionários, acusado de conspirar contra o czar Nicolau I e passou 8 meses preso na Fortaleza de São Pedro e São Paulo, em São Petersburgo.

Durante este período um tribunal o condenou à morte por fuzilamento. Dias antes, entretanto o czar havia assinado um documento em que mudava a pena para trabalhos forçados. Ainda assim, permitiu que os condenados fossem enviados ao local de execução, suspendendo-a apenas poucos instantes antes de serem mortos.

Fiódor Dostoievski foi então enviado a uma prisão na Sibéria, para uma pequena cidade chamada Omsk, lindinha, que fez parte de meu roteiro em terras russas. Lá ficou por 4 anos.

Após Omsk foi para o Cazaquistão, pertencente então ao Império Russo, onde serviu o exército. Passou uns anos em São Petersburgo e depois fez sua primeira viagem pela Europa, onde adquiriu o vício pelo jogo, assim como seu personagem em O Jogador.

Posteriormente, para fugir das inúmeras dívidas, muitas delas de jogo, foi viver novamente na Europa, desta vez passando por Genebra e Florença, entre outras cidades, retornando alguns anos depois para viver em São Petersburgo até morrer.

Sua casa na cidade, onde morava quando morreu, em 1881, virou museu. Foi ela que nós visitamos em nosso primeiro dia na cidade construída sobre ossos.

Casas-museu e escritores

Casa Museu de Dostoiévski em São Petersburgo

A mesa de chá sempre posta

Eu sou uma apaixonada por casas-museu porque elas colocam em contexto os autores e suas histórias. Além disso, é uma forma de voltar ao passado, sentir um pouquinho o clima do que era viver em tempos antigos. Isso sem contar que descobrimos histórias interessantes sobre os escritores.

Não raro, personagens e situações são inspiradas nas próprias vidas dos autores.

Dostoiévski por exemplo, costumava acordar tarde e pedia que sempre houvesse água quente no seu samovar para o chá. A mesa estava sempre bem posta com lindas louças. Além disso, ele era epilético, assim como alguns de seus personagens.

A casa museu de Fiódor Dostoiévski

Casa Museu de Dostoiévski

A entrada principal da casa do escritor russo Fiodor Dostoiévski

No piso térreo, por onde acessamos por uma escada, está a bilheteria. Para entrarmos na casa do escritor, subimos uma escada de poucos degraus e já estamos na sala de estar e na cozinha.

No andar seguinte encontramos os quartos, minha parte preferida desta visita.

É possível percorrer os ambientes da casa oitocentista, simples, que continuam montados como se o escritor ainda vivesse lá com sua família. Foi organizado baseado em documentos, escritos de uns seus contemporâneos e nas memórias de sua segunda esposa Anna Grigorievna Dostoievskaia (1846-1918).

Casa Museu de Dostoiévski

Casa Museu de Dostoiévski: entrada da casa do escritor

Casa Museu de Dostoiévski

Alguns ambientes da Casa Museu de Dostoiévski

Aqui, Dostoiévski escreveu os Irmãos Karamazovi (1879).

Sobre sua antiga mesa de trabalho encontramos a pena que usava para escrever suas obras. Em uma pequena mesa próxima à janela de seu quarto, há um relógio marcando o dia e a hora da sua morte: 28 de janeiro de 1881 às 08:36 da manhã.

As mamuskas dos museus russos

Muitos museus russos são cuidados por simpáticas senhoras aposentadas, como forma de complementar a renda, segundo nos informaram por lá.

Elas, as mamuskas, sem dúvida, fazem parte desses ambientes e da experiência de se estar na Rússia. Na casa do autor de O Jogador, enquanto eu me dirigia para o segundo cômodo após a entrada, me vi agarrada por fortes braços que me impediram de seguir meu caminho.

Com um sorriso largo e muitas mímicas, a mamuska responsável pela casa museu de Dostoiévski indicou que trajeto eu deveria seguir para melhor aproveitar o passeio pela segunda metade do século XIX e pela intimidade do escritor.

As mamuskas sempre me encantavam pela forma maternal com que me trataram em todos os lugares que as encontrei.

Esta, da casa museu de Dostoiévski, ainda me entregou um papel plastificado com informações sobre a casa e o way of life do escritor e de sua família, que me ia passando despercebido.

Em quase todas as casas-museu que visitamos havia informações em inglês e russo neste formato. Cada cômodo da casa tem o seu: devemos devolver ao final da leitura e afirmo que faz muita diferença para entendermos o funcionamento de cada casa e cada vida.

Casa museu de Dostoiévski

A Casa museu de Dostoiévski – informações impressas

Informações adicionais

Endereço – 5/2 Kuznechny Pereulok | Metro Vladimirskay

Horários de visita: 

Terças, Quartas, Quintas, Sextas, Sábados e Domingos: 11.00-18.00*

Quarta: 13.00-20.00*

*As bilheterias fecham 30 minutos antes do fechamento do museu.

Fechado às segundas.

Valor do bilhete: 160 rublos.

Um lindo dia de verão em São Petersburgo

Era um lindo dia de verão, com céu azul, sol tímido e temperatura agradável, por isso, ao sairmos da casa museu de Dostoiévski, resolvemos tirar o resto do dia para passear, flanar pela Nevsky Prospect, principal avenida de São Petersburgo, planejada pelo czar Pedro, o grande, assim, sem rumo mesmo e sem nenhum objetivo, apenas nos misturando aos russos e turistas, aproveitando o dia ao ar livre.

Venha espiar este mundão lindo comigo pelas redes sociais. 

Siga o Espiando pelo MundoFacebookInstagramTwitter e Google+

A casa museu do escritor russo Fiodor Dostoiévski em São Petersburgo é uma visita imperdível para quem adora este tipo de lugar! #Rússia #Europa #SaoPetersburgo #viajar #pelomundo #viajantesempressa #espiandopelomundo #museu #Dostoiévski                A casa museu do escritor russo Fiodor Dostoiévski em São Petersburgo é uma visita imperdível para quem adora este tipo de lugar! #Rússia #Europa #SaoPetersburgo #viajar #pelomundo #viajantesempressa #espiandopelomundo #museu #Dostoiévski

Clicando em qualquer uma das duas imagens logo aqui acima Cais da Ilha de Genebraa Casa Museu de Dostoiévski em São Petersburgo ficará guardada em seu perfil no  Pinterest. 🙂

Para mais inspirações e histórias de viagem siga o perfil do Espiando pelo Mundo no Pinterest.

A casa museu de Dostoiévski em São Petersburgo

Se você, meu caro viajante, gostou de conhecer um pouco a Casa Museu de Dostoiévski em São Petersburgo na Rússia, compartilhe em suas redes sociais para que os amigos leiam também! 🙂 

Os botões de compartilhamento estão aqui abaixo.

Cais da Ilha de Genebra

 

By |2018-03-18T10:34:10+00:0008/08/2015|Categories: Europa, Rússia, São Petersburgo|Tags: |2 Comentários

2 Comments

  1. francisco barretto 29/08/2018 em 10:21 - Responder

    fantásico.. quase nos leva ao ambiente 1860 e 1870 . respirei o mesmo ar e ainda acenei para Dostoievsy compartindo as mesmas ideias..

    • Analuiza Carvalho 04/09/2018 em 08:34 - Responder

      Estas viagens são as mais espetaculares, não acha?! Por mais acenos desta natureza, portanto! 🙂

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.