A Basílica de NOTRE DAME em GENEBRA

A Basílica de Notre Dame em Genebra, personagem que habita e adorna a cidade, foi construída em meados do século XIX, com inspiração gótica do século anterior.

Não era nosso objetivo visitá-la naquela manhã, mas ela surgiu lindamente em nosso caminho e não resistimos a conhecer um pouco dessa pequena e bonita Igreja Católica, cuja história se confunde com parte do roteiro encenado por esta encantadora cidade.

Foi caminhando pelas belas ruas de Genebra que nos deparamos com a Basílica de Notre Dame.

O passado da Basílica de Nossa Senhora

Basílica de Notre Dame em Genebra

A Basílica de Notre Dame

Um dos pontos positivos de se visitar um templo religioso é conhecer um pouco mais da trajetória da cidade, uma vez que religião e estado sempre estiveram intimamente ligados.

Não foi diferente com a Basílica de Notre Dame e Genebra.

A Basílica de Notre Dame assumiu o posto de principal templo católico genebrino uma vez que a antiga catedral de Saint-Pierre se tornou protestante, muitos séculos antes.

Menos de duas décadas após a sua construção, um governo anticlerical subiu ao poder, fechando então Notre Dame. Os católicos romanos passaram a ser perseguidos. Somente no início do século XX, a Igreja Católica comprou a Basílica.

A reação dos católicos foi se apegar ainda mais ao seu santuário.

A Reforma Protestante e a Basílica de Notre Dame em Genebra

A Reforma Protestante foi introduzida em Genebra em 1536 quando a cidade então se declarou protestante. Desde então, os católicos romanos foram proibidos de professar publicamente sua fé, sendo privados de suas igrejas.

Somente em 1850, após inúmeras negociações, o Estado de Genebra aceitou doar terras para a construção de templos religiosos, incluindo outras religiões que não a calvinista.

Entre elas estavam um templo ortodoxo russo, um templo judaico, além de um anglicano, a Igreja da Santíssima Trindade, que existe até hoje e a Basílica de Notre Dame para os católicos romanos.

O Papa Pio IX (1792 – 1878) foi o primeiro assinante da lista de doadores para a construção do novo templo católico.

A primeira missa na Basílica de Notre Dame em Genebra foi rezada antes mesmo da finalização do edifício, mais de 320 anos depois que a última missa católica havia sido rezada em terras genebrinas. Notre Dame foi consagrada a Imaculada Conceição.

O interior da Basílica

Basílica de Notre Dame em Genebra

O interior da Basílica de Notre Dame

A Basílica de Notre Dame não tem interior incomum ou exuberante e nem mesmo surpreendente, mas é bonito com suas colunatas e vitrais que deixam passar a luz externa tirando a igreja da penumbra.

No altar, a imagem de l’Immaculée, a Imaculada, alvo de grande veneração dos fieis.

Daqui saem os peregrinos que seguem em direção à Santiago de Compostela, na Espanha, pois marca o início do caminho de Genebra ou Via Gebennensis.

Deixando a Basílica de Notre Dame para trás, seguimos caminhando entabulando novos contatos com a cidade e seus inúmeros personagens.

Gostaria de conhecer outros personagens Genebrinos?! Que tal uma casa antiga de arquitetura interessante?! 

+ Antiga prefeitura de Les Eaux-vives

Venha espiar este mundão lindo comigo:

Siga o Espiando pelo Mundo nas redes sociais: FacebookInstagramTwitter e Google+

Para mais inspirações e histórias de viagem siga o perfil no Pinterest

Clicando na imagem abaixo O que fazer em Genebra na Suíça  ficará guardado em seu Pinterest! 🙂 

A Basílica de Notre Dame em #Genebra, na #Suíça é um dos principais #templos católicos da cidade. Sua construção não é muito antiga, mas sua #história é vasta. #viajante #viajar #pelomundo #europa #igreja

By |2018-03-07T01:05:37+00:0021/11/2017|Categories: Genebra|Tags: , |0 Comentários

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.