AEROPORTO de BUENOS AIRES-Ezeiza

Pousamos no aeroporto de Buenos Aires-Ezeiza (Aeroporto Internacional Ministro Pistarini) na Argentina para gastarmos alguns dias na cidade de Buenos Aires. Pequeno e moderno, ele está localizado na cidade de mesmo nome, distante cerca de 40 quilômetros da capital do país.

Controle de Passaporte

Aeroporto de Buenos Aires-Ezeiza

Aeroporto de Buenos Aires-Ezeiza

Chegamos de manhã bem cedinho, quando nem o sol havia dado as caras ainda. O primeiro passo foi passar pelo controle de passaporte que pela primeira vez (esta era nossa quinta vez na Argentina) foi rude e brusco.

Havia muitos guichês disponíveis e por isso a fila andou rapidamente.

Importante

A primeira pergunta que fizeram a todos foi onde estariam hospedados. Aqueles que não lembravam o nome e endereço de onde ficariam na cidade, eram, com tom de voz agressivo e cara enfezada, enviados de volta à fila até sabê-lo.

Foi uma confusão.

Além disso, os oficiais de imigração fizeram as perguntas de praxe que variaram em quantidade de visitante para visitante. Uma garota sozinha foi bombardeada de perguntas. A nós perguntaram quantos dias ficaríamos.

Depois disso, tiraram uma foto digital de cada um de nós, colocamos  o polegar direito no leitor ótico e recebemos o carimbo de entrada.

Eu viajei com bagagem de mão, mas Léo despachou a mochila e a restituição de bagagens foi rápida.

De Ezeiza para Buenos Aires

Aeroporto de Buenos Aires-Ezeiza

Aeroporto de Buenos Aires-Ezeiza

Aeroporto de Buenos Aires-Ezeiza

Aeroporto de Buenos Aires-Ezeiza em 2005

Um amigo nos pegou no aeroporto e fomos de carro de Ezeiza para Buenos Aires. Era por volta de 6 AM e o trânsito estava muito pesado. Levamos mais ou menos de 1 hora e meia até chegarmos a casa em Nuñez. Nos horários de rush este trecho é bem intenso.

Em outra ocasião eu peguei o Tienda León, que tem a opção de remis e de ônibus.

Para voltarmos, alguns dias depois, utilizamos o Uber. Era por volta de 13 horas e o trânsito estava completamente livre: levamos cerca de 40 minutos de Nuñez até o Aeroporto de Buenos Aires-Ezeiza.

Custou o equivalente a R$90,00 reais. Optamos por pagar no cartão de crédito, mas há a opção de pagar em efectivo (dinheiro) ao fim da corrida, em Ezeiza.

Em tempo: garanta que o motorista encerre a corrida.

Almoço no aeroporto de Buenos Aires-Ezeiza

Aeroporto de Buenos Aires-Ezeiza

Menu do dia

Aeroporto de Buenos Aires-Ezeiza

Restaurante no Aeroporto de Buenos Aires-Ezeiza onde almoçamos

Aeroporto de Buenos Aires-Ezeiza

Léo e os garçons falando animadamente sobre futebol

No embarque de volta ao Brasil almoçamos no Aeroporto Ezeiza em um restaurante sem nome, no segundo piso, ao fundo. Os garçons foram muito simpáticos e conversaram muito com Léo sobre futebol, paixão em ambos os países.

Escolhemos o menu do dia cujas opções eram: raviolli de ricota com molho de carne ou Burger de lentilha com salada verde. Ambos acompanhavam uma bebida sem álcool e sobremesa ou café.

Escolhemos um de cada e estava gostoso embora nada extraordinário. Cada opção custou o equivalente a R$30,00 reais. Foi o lugar mais em conta que encontramos no aeroporto para almoçarmos.

Havia outras alternativas para refeições e lanches, entre elas o clássico argentino Havana e o McDonald’s.

O aeroporto tem wi-fi livre.

Veja a sugestão de lugar para comer na cidade de Buenos Aires:

+ Empanadas e Pizzas na capital argentina

Se este texto foi útil para você, caro viajante, que está visitando a Argentina, salve-o em seu Pinterest clicando na imagem abaixo. 

Informações básicas e importantes sobre chegar à Argentina através do aeroporto de Buenos Aires-Ezeiza.

By |2018-03-07T01:06:05+00:0013/09/2017|Categories: Argentina|Tags: |3 Comentários

3 Comments

  1. […] + Pousando em Buenos Aires […]

  2. Juliana Moreti 21/12/2017 em 08:44 - Responder

    Vc jà chegou pelo Aeroparque?
    E’ lindo chegar na cidade e ver os pontos turìstico do alto, mas parece que irao eliminar os voos do Brasil para aquele aeroporto!
    🙁
    Anyway…. ótimo post, como sempre!

    • Analuiza Carvalho 21/12/2017 em 09:45 - Responder

      oi Ju… já sim, quando peguei voo interno, quando fiz conexão… mas confesso que não lembro muito bem de Buenos Aires vista de cima e nem sei o motivo, pois uma das razões de sentar sempre na janela é poder ver a cidade enquanto a sobrevoamos. rsrsr bjs

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.