A COZINHA russa com seus SABORES e Cores

Passear pela gastronomia de um país é uma atração turística que eu adoro. Estimular a visão, o olfato e especialmente o paladar com novas sensações é uma das experiências que guardo comigo quando volto para casa. A cozinha russa com seus sabores e cores, aromas e texturas me proporcionou momentos memoráveis e sabores inesquecíveis.

Nem todos estes novos sabores experimentados foram agradáveis ao meu paladar, mas descobri-los foi parte da diversão. A seguir, as minhas descobertas e andanças pela gastronomia da Rússia.

Blini

A COZINHA russa com seus SABORES e Cores

Blini com caviar vermelho

A COZINHA russa com seus SABORES e Cores

Blini com salmão e queijo

A COZINHA russa com seus SABORES e Cores

Blini com cogumelos

Blini (блины) é uma espécie de panqueca, embora a cara lembre o nosso crepe. É um prato muito comum no país, encontrado em muitos cardápios. Eu achei a textura muito viscosa e a massa mole demais. Não gostei.

Logo no meu primeiro almoço na Rússia, eu pedi blini com caviar vermelho, o mais tradicional e consumido, segundo tinha lido. Achei muito ruim!

O caviar tem um gosto muito acentuado de maresia e não consegui comer. Ainda tentei o de salmão com queijo, mas lamentavelmente o blini e eu não estabelecemos uma relação de amor. Confesso que foi uma decepção depois de ouvir falar tão bem dele.

Salgados

A COZINHA russa com seus SABORES e Cores

Salgado russo

A COZINHA russa com seus SABORES e Cores

Salgado russo de carne

Já com este pequeno salgado russo foi amor à primeira vista! Ou para ser mais precisa: amor ao primeiro pedaço! Delicioso!!! Eu não podia ver uma barraquinha, na rua ou no metrô, que buscava logo por ele.

Comi muito e ele esteve sempre muito gostoso! O encontrei em vários formatos: de pãozinho como na foto, de esfiha e de pastel de forno.

Ele chama ПиРожок e o recheio pode ser de: carne (мясом), frango (курица), repolho (капустой), batata (картошкой) e maça (яблоком). Nos cardápios em inglês eles estão traduzidos como torta (pie).

Os meus preferidos foram de carne e frango. Muitas vezes, sem entender o que estava escrito, tentei a sorte. Uma vez, nos arredores da Praça Vermelha eu queria comer um que estava sendo vendido em uma barraquinha de rua.

Quem vendia era uma senhora que não entendia nadica de nada de inglês. Fiquei observando as pessoas que compravam o salgado. Como era hora do almoço, deduzi que quem comprava apenas uma unidade, deveria estar comprando os que tinham recheio salgado.

Percebi que eles ficavam do lado esquerdo do pequeno balcão. Ainda restava saber se era de carne, frango, batata ou repolho, mas eu sabia que era um grau alto de exigência. Então apontei para o primeiro da esquerda imaginando que a ordem deveria ser a que mencionei.

Pois não é que acertei e escolhi um de carne?! Estava maravilhoso!

Pelmeni

A COZINHA russa com seus SABORES e Cores

Pelmeni com recheio de salmão e molho branco

A COZINHA russa com seus SABORES e Cores

Pelmeni com cogumelos

Estávamos um dia em Omsk na Sibéria e a fazia muito, muito frio e então nós entramos no primeiro lugar que encontramos em busca de aquecimento e café. Eis que fuçando o cardápio, descobrimos o pelmeni e resolvemos experimentar.

O pelmeni (пельмени), este primo do raviolli, está no caminho do meio entre o bom e o ruim. Como o blini, ele tem uma textura mais molinha, mas não é tão viscoso, o que me permitiu comê-lo.

Com o recheio e o molho ele fica com um sabor mais agradável e ainda disfarça a textura, mas não incluiria entre meus pratos prediletos.

Arroz Pilaf

Arroz Pilaf

Arroz Pilaf acompanhando um frango e salada

O arroz pilaf com carneiro (баранина pillaf риса) foi uma deliciosa descoberta. Não é incomum encontra-lo nos cardápios, inclusive nos restaurantes mais populares.

Comi duas vezes e em ambas o pilaf estava maravilhoso. O ponto do arroz deles é duro, do jeito que eu gosto, e bem temperado sem ser muito forte, do jeito que adoro. Soube que sua origem está no oriente médio.

Ensopado de carneiro

A COZINHA russa com seus SABORES e Cores

Ensopado de carneiro

Também em Omsk eu experimentei um sabor que me marcou muito! Seguindo ainda a trilha do carneiro almocei um ensopado com pão. Estava sensacional!

Aliás, eu não sei como eles conseguem, mas eu comi pães deliciosos na Rússia e este prato especificamente me levou a tempos antigos, cuja descrição eu costumo ler em muitos e diversos livros, que se passam em tempo antigos, em que personagens comem pão com ensopado de carne.

Estrogonofe

A COZINHA russa com seus SABORES e Cores

Estrogonofe de carne

A COZINHA russa com seus SABORES e Cores

Estrogonofe de frango

Estrogonofe (бефстроганов) é de fato uma comida de origem russa e é completamente diferente do que do estrogonofe feito no Brasil em tudo. A única semelhança é o nome.

Na Rússia ele é servido com purê de batatas, a carne (ou frango) não boia no creme de leite. São mais enxutinhos. Gosto muito do prato brasuca, mas o russo não deve nada ao nosso. Maravilhoso! Comi esta delícia tanto em Petersburgo quanto em Omsk.

Borshch

A COZINHA russa com seus SABORES e Cores

Borshch com blini – o blini é do Léo, que gostou

Eu amo sopas, então eu cheguei à Rússia com muita vontade de experimentar sua tradicional sopa de beterraba.

Borshch ou борщ não me decepcionou em nada e confesso que fiquei bem viciada nela: forte, muito saborosa e facilmente encontrada.

Olhando para as mesas ao meu redor, nos restaurantes, percebi o quanto era comum, no almoço ou jantar, a sopa estar acompanhada de algum outro prato, como na foto. Além da beterraba ela leva também: repolho, cenoura, pepino, cebola, tomate, batata, vinagre, alguma carne e nata azeda, mas há variações.

A primeira vez que eu pedi Borshch foi em um fast food onde tudo estava escrito em cirílico. Eu não tinha ideia do que era servido naquele lugar, salvo por algumas fotos expostas no painel.

Mais uma vez entrei com a observação. Quando vi a sopa na bandeja de uma menina, apontei para a caixa, que, para confirmar, apontou para uma imagem. Deu tudo certo e assim me deliciei com a Borshch.

Massas

A COZINHA russa com seus SABORES e Cores

Massa com legumes e carne

A COZINHA russa com seus SABORES e Cores

Lasanha de carne

Assim como os pães, eu comi massas excelentes na Rússia. Elas costumavam ser leves e saborosas. Muito fácil de encontrar, tanto em restaurantes quanto em cafeterias. Com molhos e recheios simples e triviais, fico com água na boca só de me lembrar.

Não era um sabor russo, ao contrário, lembrava bem as massas italianas, mas tem alguma coisa diferente na maneira como eles fazem que tornam as massas que provei no país, em cidades diferentes, mais gostosas.

Doces, chás e cafés

A COZINHA russa com seus SABORES e Cores

Vitrine de doces

A COZINHA russa com seus SABORES e Cores

Doce de damasco

A COZINHA russa com seus SABORES e Cores

Chá

A COZINHA russa com seus SABORES e Cores

Café

Doces, chá e cafés: um capítulo à parte no país. São muitas as cafeterias espalhadas pelas cidades e há grande variedade destas três delícias.

Os doces são menos doces que no Brasil, o que me agrada muito. Eles derretem na boca. O que eu mais gostei é que há muitas opções em tamanho pequeno, na medida para acompanhar um café ou um chá. Perfeito para quem não é tão aficionado assim por doces, como eu.

Além disso, as vitrines costumam ser coloridas e bonitas e eles servem uma bela mesa de chá, com bonitas louças.

Os chás são perfeitos. Os mais deliciosos que já tomei e sou uma consumidora voraz de chá. Eles são muito aromáticos e de sabor muito forte. A quantidade servida é sempre para duas xícaras.

Ao contrário dos chás, os cafés costumam ser fracos. Pelo menos para o meu paladar que prefere os mais encorpados. Eles são servidos muito quentes.

Foi na Rússia que aprendi a tomar café puro, pois não conseguia me fazer entender sobre querer adoçante. À mesa só tem disponível açúcar, que não gosto. Desisti da saga adoçante depois de infrutíferas tentativas, e aprendi a apreciar o sabor natural da bebida, hábito que carrego comigo até hoje.

A COZINHA russa com seus SABORES e Cores

De uma maneira geral eu fiquei muito feliz com meu passeio pela cozinha russa com seus sabores e cores. Foram refeições com agradáveis descobertas e marcantes experiências.

Quer descobrir um pouco mais sobre a Rússia?! Clique no link bem aqui abaixo: 

Chegando na Rússia: primeiros trâmites

Venha espiar este mundão lindo comigo:

Siga o Espiando pelo Mundo nas redes sociais: FacebookInstagramTwitter e Google+

Para mais inspirações e histórias de viagem siga o perfil no Pinterest

Clicando na imagem abaixo “A Cozinha Russa”  ficará guardada em seu Pinterest! 🙂 

Alguns #sabores típicos que encontramos na cozinha da #Rússia em nossos dias no país. #gastronomia, #viajante, #viajar #pelomundo #europa

By |2018-05-09T13:10:17+00:0002/10/2014|Categories: Europa, Preliminares Russas, Rússia|Tags: , |14 Comentários

14 Comments

  1. Mirella Matthiesen 17/07/2017 em 11:14 - Responder

    Que post bacana, adorei conhecer um pouco mais da culinária Russa com você.
    Já fui uma vez em um restaurante russo em Nova York, com uma amigo de lá … foi muito divertido experimentar sabores bem diferentes do que estamos acostumados.
    Bjks

    • Analuiza Carvalho 22/07/2017 em 18:43 - Responder

      É sempre uma viagem divertida né Mirella, mesmo quando o sabor não agrada. Experimentar é um caminho que diverte! rsrsr

  2. bstorquato 17/07/2017 em 11:35 - Responder

    Eu adoro esses post gastronômicos! Acho que uma das melhores maneiras de descobrir um nova cultura é através da comida. Mas é quase tortura ler esse post perto do almoço. haha

    • Analuiza Carvalho 22/07/2017 em 18:35 - Responder

      rsrsrsrsrs Imagine escrever?! Fome com saudades! rsrs Concordo que é uma boa maneira de imersão cultural. 🙂

  3. Francisco Piazenski 17/07/2017 em 21:41 - Responder

    Sensacional, Ana, me deixou com água na boca de verdade. Aqui no Rio de Janeiro, mas precisamente em Teresópolis há um restaurante russo que lembrou bem de longe essas iguarias que tu postaste aí. Eu amo o nosso estrogonofe, será que ficaria decepcionado com o russo??

    • Analuiza Carvalho 18/07/2017 em 06:55 - Responder

      oi Francisco… é só pensar que não é estrogonofe! Inventa outro nome para ele. rsrsrsrsrsrs É diferente, mas é bom também, como o nosso! rsrsrs Me interessei bem por este restaurante que você menciona!!! Quando for a Tere vou buscá-lo para matar as saudades da Rússia! 🙂 bj

  4. amamelo 18/07/2017 em 11:53 - Responder

    Nossa, quanta comida diferente! Me deixou até com vergonha do crepe que comi ontem à noite kkkkk

    • Analuiza Carvalho 22/07/2017 em 18:18 - Responder

      rsrsrsrsr A Rússia, para o meu paladar teve altos e baixos, mas na conta final é uma cozinha que me agradou. 🙂

  5. Rayane Azevedo 18/07/2017 em 19:39 - Responder

    Amo conhecer a gastronomia local e sempre tem uma parte específica sobre ela nos meus roteiros. Esse post é sensacional e já está favoritado! Amei!!

    • Analuiza Carvalho 19/07/2017 em 08:12 - Responder

      oi Rayane… é mesmo uma diversão (às vezes uma aventura) viajar por sabores locais né?! Mesmo conhecidos, às vezes eles se mostram totalmente desconhecidos né?! bj

  6. […] + Cores e sabores russos […]

  7. […] + A gastronomia na Rússia […]

  8. Alexandre Garcia 25/06/2019 em 00:04 - Responder

    Deliciosa a culinária russa. Deliciosa mesmo.

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.